TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

CONTROLE ESTATÍSTICO DO PROCESSO (CEP)

Monografias: CONTROLE ESTATÍSTICO DO PROCESSO (CEP). Pesquise 800.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  17/8/2013  •  463 Palavras (2 Páginas)  •  584 Visualizações

Página 1 de 2

1. CONTROLE ESTATÍSTICO DO PROCESSO (CEP)

1.1. O QUE É?

O Controle Estatístico do Processo surgiu em meados da década de 1920 como gráficos de controle realizados por Walter Shewhart. Após 1944, a Europa e o Japão começaram a utilizar o CEP devido à produção em grande escala, sendo uma ferramenta eficiente, segura e prática para detectar os problemas ocorridos no processo produtivo.

O Controle Estatístico de Processos (CEP) é uma ferramenta da qualidade utilizada nos processos produtivos (e de serviços) é uma técnica estatística que possibilita padronizar o processo produtivo para que não ocorram desperdícios, por haver muita variabilidade em cada processo de fabricação dos produtos, utilizando esta ferramenta é possível controlar e evitar que os produtos se tornem “sucatas” ou que ocorram retrabalhos; mostra as diretrizes para resolução de problemas ocorridos durante a fabricação e também como se deve agir, assim possibilitando tomar atitudes econômicas e eficazes. O objetivo do controle estatístico é fazer com que o processo produtivo seja realizado de forma eficaz, reduzindo custos, aumentando a qualidade, a produtividade e competitividade da empresa no mercado.

1.2. CARTAS DE CONTROLE

• Checagem do produto ou serviço durante o processo;

• Evita eliminação de lotes defeituosos;

• Gráficos de controle;

• Desvios corrigidos antes que haja problema;

• Investigação de tendências.

As cartas de controle são as ferramentas principais utilizadas no CEP e têm como objetivo detectar desvios de parâmetros representativos do processo, reduzindo a quantidade de produtos fora de especificações e os custos de produção. Sua utilização pressupõe que o processo seja estatisticamente estável.

Nas Cartas de Controle (gráficos que estabelecem os limites de controle do processo), é possível identificar mudanças no padrão do processo, caracterizadas por variações que podem ser causadas por:

• Causas comuns: inerentes ao processo e que geralmente provêm de várias fontes de pequenas variações, que podem ser eliminadas somente com melhorias nos sistemas.

• Causas especiais: variações que surgem ocasionalmente nos processos, podendo ser temporárias ou de longo prazo. Em geral, a eliminação está ao alcance das pessoas envolvidas diretamente na execução das atividades.

1.3. ONDE SE APLICA

Para uma melhor análise de dados é necessário conhecer bem o processo produtivo, o comportamento do processo, suas variáveis e problemas para tomar as ações necessárias. O controle estatístico tem como base inicial a coleta de dados seguindo com outras ferramentas utilizadas pela qualidade. Através dessa coleta é possível realizar uma análise criteriosa sobre o que foi encontrado.

Estes recursos podem ser usados tanto numa grande empresa como na mais simples delas, tendo como característica comum o uso de uma ferramenta gráfica e pessoas capacitadas para analisar criticamente os resultados obtidos para implementarem

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com