TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

EFEITO DA APLICAÇÃO FOLIAR DE ÁCIDO GIBERÉLICO NO CRESCIMENTO, DESENVOLVIMENTO E PRODUTIVIDADE DA CULTURA DO AÇAFRÃO (Curcuma Longa L.)

Por:   •  30/9/2013  •  2.542 Palavras (11 Páginas)  •  721 Visualizações

Página 1 de 11

Resumo

A cúrcuma é o rizoma limpo, em boas condições, seco e moído da Curcuma longa L.,

uma planta herbácea da família Zingiberaceae, originária do sul da Índia. O objetivo do

trabalho foi o de avaliar o crescimento, desenvolvimento e produtividade da cultura do

açafrão em função da aplicação via foliar de diferentes doses de ácido giberélico. O trabalho

foi conduzido em área experimental de horticultura, na Escola de Agronomia da Universidade

Federal de Goiás. O delineamento experimental utilizado foi blocos ao acaso, com quatro blocos,

e quatro repetições, com 16 plantas por tratamento. As concentrações de utilizadas de ácido

giberélico foram: 0, 100, 200, 300 e 400 ml/ha. Pelos resultados obtidos, das análises de

crescimento e desenvolvimento da planta, verificou-se que não apresentaram diferenças

significativas entre os tratamentos. Portanto, não se recomenda a aplicação de ácido giberélico

para a cultura do açafrão visando melhoria no crescimento, desenvolvimento e produção.

Palavras-chave: rizomas, Açafrão-da-Terra, ácido giberélico, produção, aplicação foliar.

1. Introdução

A cúrcuma é o rizoma limpo, em boas condições, seco e moído da Curcuma longa L.,

uma planta herbácea da família Zingiberaceae, originária do sul da Índia e muito cultivada na

China, Kuwait, Índia, Indonésia e Sri Lanka. Sua raiz é grossa e redonda com raízes laterais

chamados 'dedos'. Apresenta a vantagem de não exigir tratos culturais especiais,

“Revisado pela orientadora Profª. Drª. Eli Regina Barboza de Souza”

desenvolvendo-se bem em diversas condições tropicais, em altitudes que variam do nível do

mar a 1.500 metros e a temperaturas de 20 a 30°C. Seu ciclo vegetativo varia de sete a nove

meses e sua propagação se dá pela divisão das raízes. Os rizomas são retirados da terra,

lavados e secos para serem processados (Govindarajan, 1980; Pereira e Stringheta, 1998).

O principal produtor e exportador de cúrcuma é a Índia que vende principalmente para

os países do Oriente Médio, Inglaterra, Estados Unidos e Japão. A Índia exporta o produto

também em pó e na forma de óleo-resina, pela qual é líder mundial (Spice Board Índia, 2001).

Os plantios de cúrcuma encontram-se em vários estados brasileiros, concentrando-se em São

Paulo, Minas Gerais e Goiás, sendo Mara Rosa o maior pólo regional de produção a nível

brasileiro (IBGE, 1996).

A época de plantio do açafrão (Curcuma longa L.) se dá preferencialmente no início

das chuvas entre meados de outubro e novembro, quando iniciam as brotações do rizoma

(Cecílio Filho, 1996). A definição da melhor época de plantio é função básica da cultura a ser

implantada e de fatores climáticos do local, os quais afetam vários processos fisiológicos da

planta, com mudanças qualitativas ou quantitativas no desenvolvimento do vegetal (Squire,

1990).

A colheita dos rizomas da cúrcuma é feita manual ou mecanicamente quando a parte

aérea da planta começa a secar, geralmente sete a oito meses pós plantio. Após o corte das

folhas e do caule, os rizomas são retirados da terra e lavados com água (Govindarajan, 1980;

Oliveira et al., 1992).

O açafrão e seus subprodutos são usados na indústria de alimentos e domesticamente

como temperos (Maia, 1991; Rusing e Martins, 1992). Entretanto, a demanda por alimentos

naturais tem aumentado, e, com isso, o emprego da cúrcuma

...

Baixar como (para membros premium)  txt (18.1 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com