TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Novas Perspectivas Para A Educação No Século XXI. A Práxis Transformadora

Por:   •  26/3/2014  •  421 Palavras (2 Páginas)  •  366 Visualizações

Página 1 de 2

Novas perspectivas para a educação no Século XXI. A práxis transformadora.

O texto de Moacir Gadoti fala da práxis transformadora visando refletir a necessidade de superar o individualismo, busca compreender a educação no contexto da globalização neoliberal. Onde se acredita que depois de 10 anos de falecimento de Paulo Freire os educadores, estão voltados para uma educação de sustentabilidade.

A educação do século XXI acredita que não se pode mudar o mundo sem mudar as pessoas, os dois processos estão interligados. É dever de a educação superar as relações de poder pelo reconhecimento mútuo, da dignidade de cada pessoa. O educador deve educar para conscientizar, para desalienar, para desfetichizar.

No século XXI o professor deixa de ser o centro e passar a ser o mediador, permite que os educando busque, pesquise, levante questões, exponha suas próprias idéias.

O fetichismo transforma as pessoas em fenômenos estáticos , como se fossem impossíveis de serem modificados, somos incapazes. Nesse contexto faz lembrar-se da educação tecnicista como perca da humanidade, perde a criança para a abertura com o outro, nesse contexto a educação trabalha apenas conteúdos programados fora do contexto em que o aluno está inserido, visa a nota e não ao desenvolvimento intelectual de cada educando. Podemos observar na entrevista de Jaqueline de Blasi que o projeto do ENEM visa verificar principalmente o desempenho da escola, fala-se no projeto político pedagógico onde e mudado em quatro e quatro anos.

Vale lembra que o projeto político pedagógico de cada instituição deve está interligado ao meio cultural da comunidade. Para não ser tornar Fetichizados apenas repetindo o já feito, o já dito, o que já existe.

O neoliberalismo concebe a educação como uma mercadoria, reduzindo nossas identidades ás de meros consumidores, a mercantilização da educação é um dos desafios mais decisivos na historia atual porque ela sobre valoriza o econômico em detrimento do humano. Só uma educação emancipadora poderá inverter essa lógica, através da formação para a consciência critica e para a deselienação. A educação em que queremos deve respeitar e conviver com as diferenças. Devemos educar para a diversidade, pois a mesma é característica fundamental da humanidade. Por isso não pode haver um único modo de produzir e de reproduzir nossa existência no planeta. A escola atual é resultado do pensamento da modernidade, modeladas pelos Estados-nação e não pelo pensamento da era da globalização. Devemos educar para encontrar nosso lugar na historia e no universo, como educadores temos que despertar em cada educando a vontade de transformação o mundo em que vivemos.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.7 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com