TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O CONHECIMENTO TÉCNICO E O CONHECIMENTO PEDAGÓGICO NA FORMAÇÃO DE DOCENTES DO ENSINO TÉCNICO E SUPERIOR

Casos: O CONHECIMENTO TÉCNICO E O CONHECIMENTO PEDAGÓGICO NA FORMAÇÃO DE DOCENTES DO ENSINO TÉCNICO E SUPERIOR. Pesquise 793.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  22/2/2015  •  7.714 Palavras (31 Páginas)  •  225 Visualizações

Página 1 de 31

O CONHECIMENTO TÉCNICO E O CONHECIMENTO PEDAGÓGICO

NA FORMAÇÃO DE DOCENTES DO ENSINO TÉCNICO E SUPERIOR

COLETA, Evandro Alves - UNITOLEDO

SOUZA, Silvia Cristina de - UNITOLEDO

RESUMO

O trabalho em questão busca entender como os alunos do curso de docência analisam a forma de trabalho dos professores do curso, destacando se essa aprendizagem supre as necessidades exigidas pelo mercado de trabalho na atualidade. Tal objetivo parte do pressuposto de que o mundo globalizado vem passando por um processo de transformação no que diz respeito ao mundo do trabalho, bem como o fato de que se vive uma nova ordem social baseada no conhecimento, em que o capital intelectual apresenta-se como um novo conceito de aprendizagem – o que torna necessário investigar o processo educativo desenvolvido em sala de aula na formação dos profissionais desse tempo. Para tanto, observamos as opiniões de alunos e professores do curso de docência, verificando questões relacionadas à metodologia docente, conhecimentos técnicos (capital intelectual) e conhecimentos pedagógicos.

Palavras-chave: capital intelectual, formação profissional, conhecimentos pedagógicos.

ABSTRACT

The work in question seeks to understand how students of teaching how to analyze the work of teachers of the course, is highlighting that learning meets the needs required by the labor market today. This objective assumes that the globalized world is undergoing a transformation process with regard to the working world as well as the fact that a new knowledge-based social order, where intellectual capital has become one lives as a new concept of learning - which makes it necessary to investigate the educational process developed in class in the training this time. To do so, observe the opinions of students and professors of teaching, checking related to teaching methodology issues, technical knowledge (intellectual capital) and pedagogical knowledge.

Key words: intellectual capital, training, pedagogical knowledge.

INTRODUÇÃO

O acelerado processo de globalização da economia vem estabelecendo novas relações político-sociais, expandindo a ciência, a tecnologia e a informação. A tecnologia produz grandes avanços na produção de bens de consumo e a informação quebra a barreira do tempo e do espaço, interligando fatos e acontecimentos, o que de fato significa que:

A mundialização econômica derrubou preços dos fretes e as comunicações, transformando a paisagem empresarial do planeta. Corporações multinacionais com filiais em todos os cantos do planeta podem ser administradas via internet a um custo mínimo. Atualmente, a humanidade produz e faz chegar a seu destino, em apenas três anos, a mesma quantidade de mercadorias que levaria um século inteiro de trabalho com as condições materiais e tecnológicas predominantes em 1900 (ALCÂNTARA; SALGADO, 2002, p. 96).

Já Toffler (1990, p. 413) acrescenta:

Os avanços na ciência e na tecnologia têm sido tão extraordinários desde a Segunda Guerra Mundial, que praticamente não precisam ser detalhados. Se nada tivesse ocorrido, a não ser a invenção do computador e a descoberta do ADN (ácido desoxirribonucléico), o período pós-guerra poderia, mesmo assim, ser considerado como o mais revolucionário da história científica. Na verdade, porém, aconteceu muito mais.

A ciência evolui, causando diversos impactos significativos sobre a vida humana e o próprio planeta: de um lado, impactos positivos, como a descoberta de curas para diversas doenças. Isso significa que:

A fantasia de permanecer jovem para sempre acompanha o homem, provavelmente, desde o início da civilização. Embora seja impossível deter a marcha do calendário, nos últimos 100 anos a medicina deu passos largos no sentido de retardar processos ligados ao envelhecimento. Primeiro vieram as melhorias nas condições sanitárias, a descoberta das vacinas, a invenção dos antibióticos e dos recursos para combater doenças como o diabetes, os males cardíacos e alguns tipos de câncer. Todos esses avanços resultaram na adição de anos na expectativa de vida da população. (FARIS, 2009, p. 68).

Mas infelizmente esses avanços trouxeram também aspectos negativos através de atitudes que afetam o meio ambiente sofrendo a ação desordenada do homem sobre a natureza, como ressalta Barbosa (2001, p.92):

A natureza está agora cobrando a conta pelos excessos cometidos na atividade industrial, na ocupação humana dos últimos redutos selvagens e na interferência do homem na reprodução e no crescimento dos animais que domesticou. A começar por seus bens mais preciosos, a água e o ar, o balanço da atividade humana mostra uma tendência suicida. Com a mesma insolência de quem joga uma casca de banana ou uma lata de refrigerante pela janela do carro pensando que se está livrando da sujeira, a humanidade despeja na natureza todos os anos 30 bilhões de toneladas de lixo.

No mundo contemporâneo além das áreas ja citadas podemos observar também transformações na educação principalmente nos cursos de docência onde os professores além de continuar tendo a preocupação de ensinar também estão se atentando as áreas humanas, ou seja, na forma de entender os alunos os formando profissionais e acima de tudo cidadãos.

A sociedade atual exige um novo trabalhador para fazer frente a esses avanços e transformações, capaz de pensar e agir de maneira mais dinâmica e eficaz, estando em constante aperfeiçoamento pessoal e profissional, diante disso a escola é desafiada, em relação às situações impostas, a formar este novo trabalhador para agir criticamente na sociedade, priorizando a formação de capacidades intelectuais, como forma de prepará-los criticamente para enfrentar as transformações da atualidade. Um exemplo dessas mudanças é ressaltado pelo Presidente do Conselho Regional de Administração de São Paulo – CRA-SP:

A competitividade, o cenário econômico mundial e as rápidas mudanças exigem profissionalismo das empresas para administrar sem qualquer improviso. O mercado apresenta uma demanda por profissionais capazes de inovar em bases sustentáveis e éticas” . (SIGOLLO, 2013).

Nessa perspectiva, surge como estratégia a formação do professor como futuro docente crítico, reflexivo e dinâmico: aparelhando-o para que possa atuar e transformar

...

Baixar como (para membros premium)  txt (48.3 Kb)  
Continuar por mais 30 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com