TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Setor Automotivo no Brasil

Por:   •  6/4/2021  •  Relatório de pesquisa  •  7.226 Palavras (29 Páginas)  •  4 Visualizações

Página 1 de 29

Nissan

  • O primeiro veículo elétrico foi produzido pela Nissan em 1947.
  • Os primeiros veículos elétricos tiveram origem no modelo Tama, construído nos anos 40 pela Tokyo Electro Automobile, empresa que em breve viria a pertencer à Nissan.
  • Com a mudança de século, a Nissan desenvolveu juntamente com a Nippon Electric Company (NEC) novas baterias de iões de lítio, capazes de armazenar o dobro de energia no mesmo espaço.
  • Em 2010, com o Nissan LEAF, a Nissan deu o salto na mobilidade real de zero emissões. Atualmente já ultrapassou os 50.000 veículos vendidos na Europa! O Nissan LEAF tornou-se um ícone de mobilidade sustentável - acumula 3.000 milhões de quilómetros percorridos de zero emissões em todo o mundo - e atingiu uma autonomia de 270 km.
  • Um carro conectado à sua casa, cidade e à rede elétrica: inovadora tecnologia Vehicle-to-Home (V2H) / Vehicle-to-Grid (V2G) capaz de conectar uma casa, uma cidade ou inclusivamente a rede elétrica ao Nissan LEAF. Desta forma, é possível usar a energia armazenada na bateria como fonte de energia para a própria casa - uma bateria de 40 kWh como a do LEAF forneceria eletricidade por 4 dias (tendo em consideração um consumo doméstico médio) - ou até mesmo devolveria o excedente à rede.
  • xStorage: Armazenamento Elétrico. A unidade de armazenamento elétrico xStorage é uma solução que permite dar uma segunda vida às baterias dos veículos elétricos Nissan.

O xStorage Home armazena eletricidade nos períodos em que a energia é mais económica e mais abundante, e permitindo armazenar energia renovável e utilizá-la quando os picos de consumo de energia são mais altos e o custo mais elevado, poupando dinheiro e melhorando o sistema energético na sua globalidade. O xStorage Business oferece também uma solução inovadora e flexível para a gestão dos custos energéticos que permite a otimização dos custos através do uso da rede em horário noturno ou fontes de energia renováveis como solar ou eólica da sua empresa. A criação do xStorage foi possível graças à união de forças e tecnologia entre a Nissan e a Eaton, uma empresa centenária de gestão de energia.

  • Baterias elétricas iluminam o estádio Amsterdam arena: acordo assinado pela The Mobility House, Eaton e a Nissan para melhorar a eficiência energética do icónico estádio Amsterdam ArenA nos próximos 10 anos com ... 280 baterias eléctricas Nissan LEAF!

As três empresas, em conjunto, desenvolveram um novo sistema de armazenamento de energia mais eficiente e sustentável, capaz de substituir os geradores diesel.

  • Norman Foster e a Nissan projetam o posto de abastecimento do futuro: Este sistema de investimento estima que até 2020 haverá quase um milhão de veículos elétricos nas nossas estradas. Veículos tecnológicos e inteligentes que precisarão de uma infraestrutura de carga que demonstre todo o seu potencial além do simples posto de gasolina.
  • A Mobilidade Inteligente engloba três áreas principais de inovação que inspiram como os veículos são movidos, conduzidos e integrados na sociedade. Desde veículos que o deixam à porta e estacionam sozinhos, a autoestradas que carregam o seu veículo elétrico enquanto as percorre, tudo num futuro muito próximo.

WEG

  • A WEG desenvolve continuamente sua linha de motores elétricos e inversores de frequência para tração elétrica, unindo a eficiência e qualidade.
  • WEG e Embraer firmam acordo de cooperação tecnológica em sistema de propulsão aeronáutica elétrica: A parceria busca acelerar o conhecimento das tecnologias necessárias ao aumento da eficiência energética das aeronaves a partir da utilização e integração de motores elétricos em inovadores sistemas propulsivos.
  • A WEG em Jaraguá do Sul (SC) está produzindo motor para ônibus, mas talvez não consigam entrar no lobby do carro leve.
  • Ônibus elétrico: O primeiro case foi apresentado no 12º Salão Latino Americano de Veículos Elétricos sendo um ônibus 100% elétrico para fazer o transporte de alunos, professores e funcionários da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis/SC.

A emissão zero de poluentes é apenas uma das vantagens. O sistema de tração, que permite seu funcionamento, desenvolvido pela WEG, é o primeiro a fornecer a possibilidade de recarga em estação de energia solar.

  • E-delivery da VW: d epois do ônibus veio o caminhão. A WEG S.A. fez parceria com a MAN Latin America e desenvolveu o primeiro caminhão leve 100% elétrico do Brasil. Com foco no uso urbano, o caminhão elétrico brasileiro é dedicado à entrega de encomendas nas cidades e para isso, possui emissão zero e nível de ruído extremamente baixo. O caminhão elétrico tem autonomia de até 200 km e a sua recarga rápida (30% da carga) é feita em 15 minutos e a lenta (100% da carga) em apenas 3 horas.
  • Recarga dos carros elétricos: a WEG desenvolveu o sistema de armazenamento de energia com baterias de íons de lítio ESSW – Energy Storage System WEG. Ele é uma estação de recarga rápida de veículos elétricos instalada e em operação no pátio da Fundação Certi (Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras), na UFSC, bairro Trindade.
  • WEG aposta em crescimento de baterias para armazenar energia: A aquisição de um negócio de sistemas de armazenamento de energia nos Estados Unidos marca a aposta da WEG no crescimento exponencial dessa tecnologia no Brasil e no mundo nos próximos anos.

Bosch

  • A Bosch desenvolve sistemas powertrain elétricos como o e-axle. Com isso, a Bosch torna a mobilidade elétrica atrativa para o mercado das massas, e mais viável economicamente para as manufaturas: graças a sua escalabilidade, os sistemas são fáceis de serem integrados e podem ser usados com flexibilidade em diversas classes de veículos.
  • A Bosch já entregou mais de 30 projetos de produção de mobilidade elétrica em colaboração com montadoras de automóveis de todo o mundo. Veículos elétricos, como a StreetScooter do Deutsche Post, funcionam com os sistemas powertrain Bosch, e são destinados a revolucionar as estradas.
  • De acordo com estimativas da Bosch, quase 20 milhões de veículos híbridos e elétricos serão produzidos no ano de 2025. A Bosch está acelerando a eletrificação com soluções cada vez mais eficazes e econômicas para veículos híbridos e elétricos.
  • Eletrificando o eixo: Estendendo o alcance e reduzindo custos. Eficiência, baixos custos de desenvolvimento e um mercado de maturidade rápida estão próximos graças ao eixo elétrico da Bosch. O eAxle integra o motor, power eletronics e transmissão em uma única unidade – um conceito atribuido pelas manufaturas como o princípio “all-in-one”. A sinergia resultante reduz custos, economiza tempo e aumenta eficácia. Por exemplo, o motor e o inversor compartilham os mesmos circuitos de resfriamento, eliminando a necessidade de cabos de cobre mais custosos entre dois componentes. Além disso, a versatilidade o eAxle é adequada para uma variedade de diferentes veículos, graças a sua escalabilidade. Como resultado, funciona como um “start-up powertrain“ para veículos elétricos – até mesmo para manufaturas estabelecidas.
  • Aplicativos de carregamento são a resposta da Bosch Software Innovations para um grande problema: condutores de veículos elétricos geralmente tem que se registrar em múltiplos operadores de locais de carregamento para carregar seus veículos. Graças ao aplicativo de carregamento, isso agora é coisa do passado. A ideia: 20.000 locais de carregamento, 20 redes, 10 países e um aplicativo. Utilizando o aplicativo, o consumidor pode acessar tudo que precisa em um único local e pagar com conveniência pela recarga.

Com essa solução, a Bosch torna a infraestrutura de carregamento mais amigável ao usuário. Integrar o aplicativo ao display do veículo é um passo adiante em direção a alcançar a conectividade holística para soluções de mobilidade.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (47.5 Kb)   pdf (160.9 Kb)   docx (30.4 Kb)  
Continuar por mais 28 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com