TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O TRABALHO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA ANÁLISE DA ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO

Trabalho Escolar: O TRABALHO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA ANÁLISE DA ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO. Pesquise 807.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  22/1/2015  •  9.986 Palavras (40 Páginas)  •  392 Visualizações

Página 1 de 40

RESUMO: Este artigo apresenta uma pesquisa exploratória com abordagem qualitativa que teve como objetivo analisar a importância de um espaço bem organizado e apropriado para o atendimento de crianças de 0 a 5 anos de idade. O espaço onde se dá a ação educativa é de fundamental importância, pois pode se caracterizar como fator facilitador ou limitador da mesma. Um espaço funcional confortável, limpo, claro, bem conservado e adequado à faixa etária atendida propicia o desenvolvimento de ações mais efetivas e eficazes. Para discutir este tema, foi desenvolvida uma pesquisa bibliográfica sobre a organização do espaço na educação infantil. Os dados primários foram coletados no Centro de Educação Infantil do campus da Universidade Estadual de Londrina (UEL), por meio de uma observação das instalações deste estabelecimento e de registros fotográficos. A análise dos dados se deu pela confrontação com o que estabelecem os Parâmetros Básicos de Infraestrutura para Instituições de Educação Infantil (BRASIL, 2006). O estudo concluiu que a instituição analisada encontra-se, em quase todos os quesitos, conforme o estabelecido pelo documento e que a infraestrutura funciona como fator propiciador de um atendimento com qualidade e eficiência.

Palavras-chave: Educação Infantil; Espaço Físico; Cuidado; Qualidade.

INTRODUÇÃO

A educação infantil como política pública, no Brasil, é bastante recente, pois foi somente a partir da promulgação na Constituição Federal de 1988 que a educação da criança de 0 a 5 anos de idade passou a ser considerada como um direito não só da criança, mas também de sua família. Este novo estabelecimento legal propiciou o desencadeamento de políticas públicas correlatas e gerou novas necessidades estruturais e conjunturais no contexto da educação no Brasil, principalmente, por se tratar de

200

I JORNADA DE DIDÁTICA - O ENSINO COMO FOCO I FÓRUM DE PROFESSORES DE DIDÁTICA DO ESTADO DO PARANÁ ISBN 978-85-7846-145-4

um segmento da sociedade que exige um atendimento bastante diferenciado do dispensado ao público do ensino fundamental ou médio. É neste contexto que se fundamenta este estudo que tem como objetivo analisar a importância de um espaço bem organizado e apropriado para o atendimento escolar da criança de 0 a 5 anos de idade. Assim, buscou-se investigar até que ponto a organização espacial pode contribuir, de maneira qualitativa, para o trabalho pedagógico do professor no contexto da educação infantil. Desse modo, este estudo buscou analisar uma instituição de educação infantil para identificar se o seu espaço funciona como fator facilitador do processo ensino e aprendizagem, ou seja, se possibilita o desenvolvimento de ações pedagógicas com qualidade e eficiência. Neste sentido, Canton (2009, p.22) assinala que o espaço não é uma construção fria, ou seja, apenas paredes, pisos e escadas, mas “uma tapeçaria sonora, visual e tátil”, que pode influenciar positivamente, ou não, quem o ocupa, o que depende de sua funcionalidade e estética. Para a realização deste estudo, foi desenvolvida uma pesquisa exploratória com abordagem qualitativa, em uma instituição de educação infantil localizada no campus da Universidade Estadual de Londrina (UEL), em Londrina, Paraná. O principal instrumento de pesquisa foi uma observação, que foi realizada nas dependências da instituição, nos dias 04 e 06 de maio de 2012, com a devida autorização prévia da direção do estabelecimento, e complementada com registros fotográficos. A análise dos resultados teve como base os Parâmetros Curriculares de Infraestrutura para Instituições de Educação Infantil (BRASIL, 2006).

A ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL

As relações humanas sempre se dão em um lugar e são essas ações que determinam os espaços. A noção de lugar diz respeito à localidade física, determinada, com um endereço, com uma situação no mundo, já o espaço é algo mais abstrato, que é criado, reproduzido. Assim, um mesmo

201

I JORNADA DE DIDÁTICA - O ENSINO COMO FOCO I FÓRUM DE PROFESSORES DE DIDÁTICA DO ESTADO DO PARANÁ ISBN 978-85-7846-145-4

lugar pode ser espaço para diferentes finalidades, em momentos diferentes. Neste sentido, Heidegger (2006, p. 138) assinala que o lugar se apresenta como origem para o estabelecimento de espaços, ao afirmar que “lugares são coisas que propiciam cada vez mais espaços”. Para Frago e Escolano (2001, p.61-62), o “espaço se projeta ou imagina; o lugar se constrói”, assim, toda atividade humana “ocupa um espaço e um lugar”. Desse modo, tanto o espaço como o lugar são realidades socialmente construídas. Segundo os autores:

O espaço jamais é neutro [...]. O espaço comunica, mostra, a quem sabe ler, o emprego que o ser humano faz dele mesmo. Um emprego que varia em cada cultura; que é um produto cultural específico, que diz respeito não só às relações interpessoais _ distâncias, território pessoal, contatos, comunicação, conflitos de poder _ , mas também à liturgia e aos ritos sociais, à semiologia das disposições dos objetos e dos corpos – localização e posturas -, à sua hierarquia e relações (FRAGO e ESCOLAO, 2001, p.64).

Assim, os espaços são determinados pelos indivíduos que buscam desenvolver atividades em um lugar estabelecido. A educação, como atividade humana espontânea ou formal, sempre teve seu lugar e seu espaço, pois, como assinala Faria (1999, p. 76), “a pedagogia faz-se no espaço e o espaço consolida a pedagogia”.

No contexto da educação infantil, é fundamental que se leve em consideração que, conforme Piaget, apud KRAMER, (2000, p. 29), “o desenvolvimento resulta da combinação entre aquilo que o organismo traz e as circunstâncias oferecidas pelo meio”, pois é o meio que propicia a interação com os espaços instituídos e com as pessoas que deles fazem parte.

Já para Vygotsky, apud Davis e Oliveira, (1993, p.56), o ambiente é fator fundamental para o desenvolvimento, podendo estimulá-lo ou reprimi-lo, pois o

...

Baixar como (para membros premium)  txt (38.1 Kb)  
Continuar por mais 39 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com