TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho

Por:   •  26/4/2019  •  Resenha  •  1.159 Palavras (5 Páginas)  •  12 Visualizações

Página 1 de 5

DIANA DA COSTA TEIXEIRA Matricula 10042

 

UNIVIÇOSA Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho

A eletricidade é um agente causador de danos irreversíveis e demasiadamente perigosos trazendo prejuízos tanto para trabalhador quanto empregador, devido à complexidade dessa fonte de energia e suas peculiaridades, temos a Norma regulamentadora de número dez.

A Norma Regulamentadora no 10,"Instalações e Serviços em Eletricidade”, define e apresenta as atividades exercidas em instalações elétricas envolvem a exposição ao risco elétrico, causador de muitos graves acidentes estabelecendo critérios de segurança para todos os tipos de trabalho com eletricidade, como geração, transmissão, distribuição, e até o consumo de energia elétrica, descreve detalhadamente como deve ser definido o trabalhador autorizado a trabalhar em instalações elétricas, evitando que funcionários sem treinamento específico e de segurança venham a exercer atividades de risco, expondo-se desnecessariamente a acidentes.

Em todas as intervenções em instalações elétricas devem ser adotadas medidas preventivas e a NR10 deixa isso bem claro logo em seus primeiros parágrafos, alguns itens são obrigatórios, como os prontuários de instalações elétricas, a necessidade de antecipar a segurança ainda na fase de projeto e as empresas  que exerçam atividades nas proximidades de Sistemas Elétricos de Potência (SEP) estão obrigadas a possuir além do Prontuário de Instalações Elétricas, um Plano de Emergência e Certificados de Aprovação dos Equipamentos de Proteção Coletiva e Individual. Desta forma a NR10 se relaciona com a NR 6 Equipamento de Proteção Individual – EPI e coletivos , e principalmente o simples reconhecimento de que os acidentes não acontecem apenas com os outros, diminuirá em muito o índice de acidentes do trabalho em atividades elétricas, além de se relacionar diretamente com várias outras NRs como, NR 2 – Inspeção Prévia , É necessário ainda passar por exames de saúde que lhes permitam trabalhar em instalações elétricas, conforme definido pela NR-7 – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), NR 9 – Programas de Prevenção de Riscos Ambientais, NR 11 – Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais., NR 12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos, NR 23 – Proteção Contra Incêndios haja observado que vários casos de acidentes envolvendo eletricidade acabam em explosões ou perigo de fogo, NR 26 – Sinalização de Segurança que dispõe sobre sinalização de segurança e orienta com relação à utilização das cores como meios identificadores de equipamentos de segurança, delimitando áreas, identificando riscos, e em associação com frases, desenhos e símbolos com o objetivo de prevenção dos acidentes do trabalho, NR 35 – Trabalho em Altura , a maioria dos acidentes envolvendo rede elétrica ocorre em trabalhos em altura.

Não obstante com a segurança individual a segurança coletiva ganha destaque com métodos e obrigações na desenergização de aparelhos, ferramentas e locais e controle das zonas próximas as atividades, antes, durante e após todo o trabalho.

A referida NR, segrega alguns pontos sobre trabalho em Alta e baixa tensão, define conceitos antes confusos, sofreu atualização recente e ganhou vários pontos fortes como o reconhecimento da responsabilidade solidária da empresa, contratadas e trabalhadores, quanto ao exercício da política de segurança do trabalho.

  • Como novidade esta norma prevê treinamentos de reciclagem, treinamento de riscos relacionados a áreas classificadas, além do treinamento de trabalhadores de outras áreas que não a elétrica, visando à identificação de riscos, assim como formas de prevenção de acidentes do trabalho que porventura venham a exercer atividades na zona livre ou proximidade de zona controlada.
  • O item 10.10.1 refere-se à NR-26, A correta identificação de circuitos elétricos leva à eficácia no desligamento dos circuitos corretos seja por necessidades de manutenção, seja por manobras de emergência. Muitos acidentes não puderam ser evitados no passado devido à inexistência ou à incorreta identificação de circuitos elétricos energizados. O mesmo se aplica à utilização de etiquetas e placas para a identificação de travamentos e bloqueios de dispositivos e sistemas de manobras e comandos em instalações elétricas. Restrições e impedimentos de acesso e delimitações de áreas impedem a livre circulação de trabalhadores que não estejam diretamente envolvidos com as atividades presentes num determinado local, que por conseguinte não estão suficientemente informados dos riscos ali existentes. São bastante utilizados cartazes, cones, fitas, luzes, e até a própria viatura de manutenção, principalmente nos trabalhos na área urbana. A sinalização de áreas de circulação, de vias públicas, de veículos, e de movimentação de cargas visa à completa separação de pedestres, veículos e máquinas, evitando acidentes como atropelamentos, e principalmente em casos de movimentação de cargas elevadas, evitar a presença de pessoas sob cargas suspensas, o que é um grande risco, em caso de queda da carga. Sinalização de impedimento de energização na proteção de trabalhadores em atividades de manutenção de circuitos elétricos. Ver comentários dos itens 10.5 (Segurança em Instalações Elétricas Desenergizadas) e 10.2.8 (Medidas de Proteção Coletiva).
  • Nos trabalhos em instalações elétricas é interessante ressaltar e resumir o emprego de algumas cores:
  • Vermelho - Identificação de sistemas de combate a incêndio; como hidrantes, bombas, caixas de alarme, extintores e sua localização, tubulações da rede d'água de incêndio, portas de saída de emergência, etc., e excepcionalmente em situações de advertência de perigo, como luzes em barricadas e barreiras, e em botões interruptores de circuitos elétricos, em paradas de emergência.
  • Amarelo - (Alta visibilidade) - Cuidado, no sentido de chamar a atenção, alertar, distinguir, advertir, em corrimãos, parapeitos, bordos desguarnecidos de abertura no solo, vigas colocadas em baixa altura, empilhadeiras tratores, pontes rolantes, guindastes, na delimitação de circulação de máquinas e pedestres, no piso, e em combinação com listras pretas em fitas de sinalização ditas zebradas.
  • Verde - Associado à segurança, em canalizações d'água, (verde-claro – água potável; verde – água industrial), caixas de equipamento de socorro de urgência, chuveiros de segurança, lava olhos, emblemas de segurança, salas de curativos de urgência, etc.
  • Laranja - (Alta visibilidade) - Alerta, em partes móveis de máquinas e equipamentos, faces internas de caixas protetoras de dispositivos elétricos, faces externas de polias e engrenagens, botões de arranque de segurança, dispositivos de corte, bordas de serras, prensas, etc.
  • Púrpura - Riscos de exposição à radiação nuclear.

 

  • O Plano de Emergência é uma ferramenta preventiva e prática que permite desencadear ações (de emergência) rápidas e eficazes, visando controlar e minimizar as conseqüências de eventos que possam colocar em risco as instalações industriais, meio ambiente, funcionários e a comunidade.
  • Podemos listar várias formas de sinistros, como vazamento de gases tóxicos ou inflamáveis, vazamentos de líquidos voláteis, vazamentos de produtos tóxicos, incêndios, explosões, alagamentos, choques elétricos, etc.
  • Acidentes em instalações elétricas normalmente causam incêndios, queimaduras, paradas cardiorrespiratórias, e muitas vezes é necessário o resgate de acidentados em altura (torres, postes) ou no interior de locais com dificuldade de acesso.
  • Então, especificamente, empresas com possibilidades de acidentes em instalações ou serviços com eletricidade, devem observar:

“Todo trabalhador deverá ser treinado em resgate de acidentados, primeiros socorros, reanimação cardiorrespiratória, e combate a incêndio, sendo capazes de uma perfeita utilização dos equipamentos de resgate e de extinção de incêndios”.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.2 Kb)   pdf (121.2 Kb)   docx (148 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com