TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Padronização De Processos Produtivos

Ensaios: Padronização De Processos Produtivos. Pesquise 804.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  31/3/2014  •  4.419 Palavras (18 Páginas)  •  481 Visualizações

Página 1 de 18

1. Introdução

A padronização de processos produtivos consiste na elaboração de rotinas formalizadas em relação às atividades executadas numa unidade de trabalho. Autores como Campos (1998) e Garvin (2002) apresentam este tema em suas respectivas publicações. No entanto, as informações apresentadas aqui neste trabalho consistem em disponibilizar conteúdo mais

detalhado com relação ao tema proposto, principalmente atribuindo características que permitirão auxiliar e em alguns casos até tornar mais eficiente a padronização de processos dentro de unidades fabris.

Campos (1998) em sua publicação sobre o gerenciamento da rotina do trabalho do dia-a-dia afirma que a padronização é a base da estrutura da qualidade. Ela pode ser implementada na organização por meio da criação da cultura da qualidade, por intermédio da metodologia conhecida como Cinco Sensos (5S) ou Housekeeping. A partir desta implementação a organização se estrutura para iniciar o processo de padronização, eliminação das anomalias e organização do seu gerenciamento.

Segundo apresenta Moura (1999), quando se aplica a padronização, diz-se que a organização apresenta vantagem competitiva através da implementação da cultura do “Fazer certo na primeira vez”. Para que uma organização consiga disponibilizar produtos e/ou serviços que atendam plenamente as exigências dos clientes, afirma Osada (1992), é necessário que cada um dos componentes da organização realize suas atividades de acordo com os requisitos especificados por seus clientes, sejam eles internos ou externos.

Ainda, conforme apresentado por Oliveira (2004), quando a qualidade do produto é abordada, esta é definida como sendo as características relevantes do produto, estabelecendo os atributos e variáveis que devem conter e cuja dimensão deve ser assegurada. A especificação é o documento que formaliza essas definições. Um processo de padronização pode começar pela elaboração de um simples fluxograma, em que são identificados inicialmente os principais passos a serem estabelecidos para

determinar as atividades desenvolvidas em um processo. No entanto, quanto mais específica a atividade a ser realizada, maior o nível de detalhamento da mesma. Em função disso, faz-se necessário observar o processo com mais atenção.

Considerando a experiência profissional dos autores deste artigo, e em função de suas observações obtidas no dia-a-dia durante a implantação da padronização em uma indústria automobilística, estão aqui apresentados os principais pontos para a realização de uma padronização bem estruturada numa empresa, independente do tipo de produto fabricado.

O que se pretende com a padronização dos processos é que as atividades a serem realizadas, sejam feitas da melhor forma possível. Pela aplicação da padronização e controlando-a no dia-a-dia, é possível registrar menores perdas provenientes de retrabalhos e até mesmo sucateamento de componentes e/ou produtos, contribuindo de maneira significativa para incremento no resultado financeiro da organização. Outra boa contribuição que a padronização proporciona é a garantia de segurança da pessoa que executa as atividades, pois também aborda as condições de trabalho e os equipamentos de proteção

individual (EPI) necessários para a realização da operação

2. A Padronização e Seus Benefícios

A padronização de uma atividade e/ou processo demanda tempo e treinamento de pessoal. Para que a padronização ocorresse de uma forma estruturada e consistente, foram utilizados os seguintes documentos: Documento de Engenharia, o Procedimento Operacional (POP), Documento de Balanceamento de Linha e a Ficha de Treinamento Operacional. Estes

constituem a base principal da padronização e devem estar especificados no Sistema de Gestão da Qualidade existente na organização.

Conforme descreve Curi Filho (1999) existem vários benefícios que a padronização pode oferecer, dentre eles podem ser citados:

• Benefícios qualitativos, que diz respeito a utilização adequada dos equipamentos, matérias-primas e mão de obra; auxilia no treinamento e melhora do nível técnico da mão de obra; registra também o conhecimento dos funcionários, adquirido.

• Na operacionalização de processos a padronização garante o controle de produtos e processos, além da segurança do pessoal e dos equipamentos. Contribui significativamente para a racionalização de processos, sendo fonte bastante ampla de

melhorias contínuas.

• Benefícios quantitativos proporcionam redução do consumo e do desperdício de materiais. Promove também a padronização de componentes e equipamentos; redução da variedade de produtos, aumento da produtividade e a melhoria da qualidade de

produtos e serviço.

2.1 Descrição do Processo de Padronização

A padronização deve ser realizada de forma que todas as operações desenvolvidas pelos operadores na linha de produção estejam formalizadas, e deverá ser descrita de forma a garantir que nenhuma anomalia ocorra no dia-a-dia. Mesmo para turnos diferentes de trabalho, o procedimento de realização das atividades deverá respeitar aquilo que foi definido na padronização. Quando se padroniza um processo significa dizer que aquele conjunto de operações é a melhor forma de serem realizadas até aquele momento. No entanto, ela deve ser objeto de melhoria constante para que seja possível promover o crescimento das competências operacionais, dos modos operatórios e ergonômicos e em alguns casos até promover a melhoria/otimização dos equipamentos no respectivo setor.

Geralmente os documentos/especificações do produto a ser fabricado tem origem no Departamento de Engenharia. Salvo algumas exceções, em que o próprio cliente disponibiliza seu desenho/especificação para a confecção do respectivo produto. Nos documentos de Engenharia estão definidas as especificações que devem ser obedecidas para que o produto a ser fabricado apresente a conformidade esperada durante a realização das operações produtivas. Dentre alguns exemplos, podem ser citados: o torque que determinado parafuso deverá receber no processo de montagem; a seqüência de montagem de determinado componente; o tipo de cola que deve ser utilizada numa operação de colagem de componentes; as dimensões de determinada peça a ser fabricada, entre outros.

A utilização de uma figura ou foto auxilia bastante no entendimento e permite uma boa visualização de determinada especificação ou operação

...

Baixar como (para membros premium)  txt (29.8 Kb)  
Continuar por mais 17 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com