TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resposta Ao Questionamento Do Texto "O Trabalho Em Sala De Aula: Teorias Para Quê?".

Por:   •  17/11/2013  •  706 Palavras (3 Páginas)  •  407 Visualizações

Página 1 de 3

Resposta ao questionamento do texto “O trabalho em sala de aula: Teorias para quê?”.

Refletindo sobre o texto “O trabalho em sala de aula: Teorias para quê?” (de Ana Luiza B. Smolka e Adriana F. Laplane), assim como as discussões realizadas nas aulas de n° 01 e 02 (do livro didático da disciplina), podemos dizer em linhas gerais que, nós professores elegemos como relevante na organização do trabalho pedagógico o processo de ensino/aprendizagem obtido pelo aluno; mas para que esse processo ocorra é preciso termos conhecimento de teorias e práticas diversas para alcançarmos as diferentes formas de assimilação e ritmo que cada indivíduo possui.

Nesse caso, o professor assume o papel primordial de mediador entre o aluno e o conhecimento que ele deverá adquirir da melhor forma e método que lhe parecer mais pertinente, pois, como foi destacado anteriormente, um único assunto exposto pelo professor pode ser aprendido e apreendido por cada aluno de maneira muito particular.

Podemos afirmar que a relevância das teorias para o trabalho docente é muito grande, haja vista, que ela é de fato o direcionamento que o professor tem para a orientação necessária da aplicabilidade de seu trabalho, tanto em sala de aula como fora dela.

Acreditamos que se o professor conhece seu aluno e o modo como ele utiliza para desenvolver suas aptidões e conhecimentos adquiridos nas atividades proporcionadas pelo educador, ele poderá trabalhar de maneira melhor com esse aluno, pois o mesmo já saberá que caminho poderá utilizar para estimular o aluno no processo de ensino/aprendizagem, desenvolvendo dessa maneira, uma aptidão que poderá até, ser mais relevante que outras, especificamente falando.

Concordamos com a teoria das inteligências múltiplas apresentadas por Howard Gardner no início da década de 80, no qual relata que todos os indivíduos apresentam tendências/competências nas quais se destacam, mas acreditamos que é preciso muitas vezes despertar essas competências/inteligências que se encontram “adormecidas” por falta de estímulos.

O trabalho na estimulação dessas competências deve ser desenvolvido o quanto antes, sendo assim, o professor precisa perceber que tipo de aptidão é mais relevante em seu aluno. Mesmo em idade tenra a criança já demonstra gosto para certas atividades que se destaca mais que outras.

Não é uma tarefa muito difícil para o professor identificar algo que está muitas vezes diante de seus olhos, pois os alunos estão nos dando sinais o tempo todo dessas aptidões.

Existem alunos que se destacam mais que outros com suas habilidades matemáticas, por exemplo; outros irão obter uma maior desenvoltura com as palavras; existem aqueles que são perfeitos quando o quesito é criação musical (muitas vezes inclusive, sem ter estudado um instrumento se quer); alguns desses alunos têm a capacidade de transformar ou modificar o meio recriando seu

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.6 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com