TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Teste De Verniz

Pesquisas Acadêmicas: Teste De Verniz. Pesquise 804.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  25/1/2013  •  1.481 Palavras (6 Páginas)  •  2.046 Visualizações

Página 1 de 6

Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Instituto de Ciências Tecnológicas e Exatas

Cursos de Engenharia

TESTES NO VERNIZ

DISCIPLINAS: Embalagem para alimentos

Profa.: Iasnaia Tavares

DISCENTES:

Camila Piai Rossi 201111020

Caroline Pimentel Porfirio 201110407

Mariana Carvalho Costa 201110483

Uberaba-MG

1. Introdução

Verniz é uma película de acabamento quase transparente, usada geralmente em materiais para proteção, profundidade e brilho. Sua formulação tradicional contém óleo secante, resinas e um solvente.

Os vernizes que revestem as latas de aço evoluíram com o mercado alimentício. Não há problema em abrir uma lata, utilizar o alimento e guardá-la na geladeira. Não causa contaminação química, nem compromete a conservação. Esses mesmos vernizes também protegem e retardam a oxidação ou ferrugem, que é um processo natural dos metais que, em condições inadequadas de umidade e temperatura, envelhecem mais rápido. Por essa razão é importante manter os alimentos em locais limpos, secos, arejados e ao abrigo do sol.

Na face externa da lata, o verniz serve como suporte para a pintura e decoração da embalagem e a protege contra a corrosão provocada por fatores ambientais;

A aplicação do verniz pode ser feita diretamente sobre a chapa metálica e também após a fabricação da lata.

O verniz é aplicado através de cilindros recobertos com material flexível, que não é atacado pelos solventes, cuja distância da folha determina a espessura da camada aplicada;

Após a aplicação, a folha é submetida à secagem para eliminação dos solventes e promover a polimerização do verniz, que adere à folha;

Cada verniz tem uma temperatura ideal de cura (em geral, em torno de 200ºC) que deve ser rigorosamente observada para garantir a evaporação total do solvente e a manutenção das características físicas e químicas do verniz, evitando migração de solvente para o alimento.

Principais características dos vernizes

1. Camada Seca: Espessura do filme formado após a cura;

Há uma espessura mínima necessária para garantir proteção contra corrosão que está intimamente ligada à composição do alimento envasado;

Alimentos ácidos (mais agressivos) requerem, em geral, o dobro de verniz que alimentos neutros, para uma mesma vida útil da lata.

2. Aderência: É dada pelas interações entre o verniz e a superfície metálica da folha.

3. Porosidade: Regiões descontínuas no filme, que possibilitam o contato entre o alimento e o metal. É dividida em 2 tipos:

Porosidade natural:

a- Causada pela evaporação do solvente, que forma canaletas (caminhos preferenciais de evaporação) quando passa pela espessura do filme;

b- Causada por aplicação não uniforme devido às condições de umedecimento da folha e de espalhabilidade da solução;

c- Causada pela tensão superficial do verniz sobre a superfície metálica.

Porosidade

Porosidade secundária: surgimento de trincas e furos na superfície do verniz devido a defeitos na cura, no manuseio das folhas, na fabricação e no transporte das latas.

4. Flexibilidade: É a habilidade de acompanhar a moldagem da lata, sem romper ou trincar. Está diretamente relacionada com a aderência (quanto maior, melhor) e com a porosidade (quanto menor, melhor).

5. Dureza: Resistência a choques e à abrasão. Em geral, é inversamente proporcional à flexibilidade.

6. Estabilidade química: Resistência à acidez e impermeabilidade a íons de enxofre.

7. Estabilidade térmica-Cozimento: Capacidade de manter suas características físicas e químicas nas temperaturas de pasteurização e esterilização.

8. Inércia: Capacidade de não transmitir sabor ou odor ao alimento acondicionado.

Em nosso experimento realizamos somente quatro testes, o primeiro teste do peso seco, o segundo teste de aderência, terceiro teste de cozimento e finalizamos com o quarto teste de porosidade.

2. Objetivos:

Teste 1- Determinação do peso seco: quantificar o verniz presente na embalagem.

Teste 2- Aderência: Avaliar a aderência de vernizes utilizados no revestimento interno e externo de latas de folha-de-flandres.

Teste 3- Cozimento: Avaliar o grau de cozimento de vernizes utilizados em folhas metálicas para produtos alimentícios.

Teste 4- Porosidade: Determinar a porosidade do verniz em latas de produtos alimentícios pelo método da coloração.

3. Materiais e Metodologia:

3.1. Aparelhagem

• Balança analítica

• Estufa

3.2. Materiais

• Corpos de prova de 4 x 4cm

• Solventes

• Vidrarias

• Tesoura

• Estilete

• Algodão

• Fita adesiva

• Metil-etil-cetona

• Régua

• Solução acida de sulfato de cobre

• Folhas de latas envernizadas

3.3. Metodologia:

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com