TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Atps Desenho Tecnico

Por:   •  16/9/2012  •  2.873 Palavras (12 Páginas)  •  1.377 Visualizações

Página 1 de 12

Resenha da apostila: Contabilidade Básica

Caps: Escrituração / Razonete e Balancete

Escrituração

Conceito

Escrituração é uma técnica contábil que consiste em registrar nos livros próprios (Diário, Razão, Caixa etc.) todos os acontecimentos que ocorrem na empresa e que modifiquem ou possam vir a modificar a situação patrimonial.

Segundo estabelece o artigo 1.179 do Código Civil Brasileiro (Lei nº. 10.406 / 2002), todas empresas (sejam elas caracterizadas como empresário – antiga empresa individual – ou como sociedade empresária), estão obrigadas a seguir um sistema de contabilidade, mecanizado ou não, com base na escrituração uniforme de seus livros, em correspondência com a documentação respectiva.

Estão dispensados da escrituração contábil, pelo Código Civil, somente o empresário rural e o pequeno empresário. O controle contábil das empresas começa com a escrituração das operações no livro Diário, completando-se, depois, nos demais livros de escrituração.

Livros Utilizados na Escrituração

Os principais livros utilizados pela Contabilidade são o Diário e o Razão. Esses dois livros são obrigatórios, conforme veremos mais adiante.

As empresas utilizam, ainda, livros exigidos pelas legislações societária, fiscal, trabalhista e previdenciária. São livros obrigatórios em decorrência da forma jurídica, do ramo de atividade ou por outro motivo definido em lei.

Livro Diário

O Diário é um livro obrigatório. Seu uso está previsto na legislação civil (Código Civil/ 2002), na legislação comercial (Decreto-lei nº. 486 / 1969), na legislação tributária (RIR/ 1999) e também na Norma Brasileira de contabilidade (NBC-T-2.1).

No Diário são lançadas, com individuação, clareza e indicação do documento comprobatório, dia a dia, por escrita direta ou reprodução, todos os acontecimentos que ocorrem na empresa e que provocam modificações no Patrimônio (Fatos Administrativos), bem como aqueles que possam vir a modificar futuramente o Patrimônio (Atos Administrativos relevantes).

O livro Diário deve ser encadernado com folhas numeradas seqüencial e tipograficamente. Os Livros, fichas, folhas soltas ou contínuas do Diário deverão conter termos de abertura e de encerramento, e ser submetidos à autenticação no órgão competente do Registro do Comércio; quando se tratar de empresa civil, no Registro Civil de pessoas Jurídicas ou no Cartório de Registro de Títulos e Documentos.

Formalidades intrínsecas (ou Internas) – estão relacionados à escrituração propriamente dita.

A escrituração será completa, em idioma e moeda corrente nacionais, em forma contábil, com individuação e clareza, por ordem cronológica de dia, mês e ano, sem intervalos em branco, nem entrelinhas, borrões, emendas ou transportes para as margens.

As formalidades extrínsecas e intrínsecas devem ser observadas para que o livro Diário mereça fé a favor do empresário ou da sociedade empresária.

O livro Diário até hoje passou pelo menos por três estágios de escrituração:

a. Processamento manual: no princípio, toda escrituração era processada de forma manuscrita. Atualmente, esse processo está em desuso, embora ainda utilizado por algumas empresas de pequeno porte, é de grande utilidade para o ensino da contabilidade;

b. Processamento mecânico: neste estágio, a escrituração do Diário passou a ser feita em fichas ou em folhas soltas, as quais, posteriormente, eram copiadas por decalque em livro apropriado;

c. Processamento eletrônico de dados: hoje, quase que a totalidade das empresas processam a escrituração do Diário por meio do computador, sendo que as folhas impressas são posteriormente encadernadas.

As empresas que processam a escrituração por meio de fichas, folhas soltas ou contínuas, são obrigadas a adotar livro apropriado para transcrição das demonstrações contábeis.

A empresa que adotar o sistema de fichas de lançamentos poderá substituir o livro Diário pelo livro Balancetes Diários e Balanços, desde que sejam observadas as mesmas formalidades extrínsecas exigidas para o livro Diário.

Livro Razão

O Razão é um livro de grande utilidade para a Contabilidade, porque destina-se ao registro do movimento individualizado de todas as Contas.

Sua

...

Baixar como (para membros premium)  txt (13.6 Kb)  
Continuar por mais 11 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com