TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Principais Produtos Cultivados Na Entressafra Da Lavoura De Soja No Rio Grande Do Sul

Por:   •  7/11/2013  •  5.316 Palavras (22 Páginas)  •  607 Visualizações

Página 1 de 22

PRINCIPAIS CULTURAS CULTIVADAS NA ENTRESSAFRA DA LAVOURA DE SOJA NO RIO GRANDE DO SUL.

Catiane Pavinato, Igor Perdoná, Natalia Marques, Tailize Corrëa e Tainah Dal Osto

Fundamentos do turismo – Marisandra Casali

Resumo

A entressafra (espaço entre duas safras consecutivas de determinado produto) é uma forma de aproveitamento dos recursos disponíveis, os produtores veem se aprofundando e diversificando na forma de plantio, o que esta tornando a entressafra no Rio Grande do Sul uma pratica cada vez mais comum. As lavouras de soja por terem a terra favorável para diversos plantios têm sido utilizadas nos cultivos da entressafra, os produtos que mais se destacam são: trigo, azevém, aveia preta, triticale e cevada.

Após uma pesquisa de referencias foram destacadas características de cada cultura aqui especificadas e sua forma de cultivo, além de benefícios para o solo e controle de infestação de ervas daninhas. Como contra ponto foi destacado na conclusão o risco que tal pratica pode trazer ao produtor e também a importância que o estado do Rio Grande do Sul tem na economia do país e o destaque que é lhe dado na área agrícola. Desta forma o objetivo deste artigo é destacar quais as principais culturas plantadas e cultivadas na entressafra da lavoura de soja no Rio Grande do Sul

Palavras-chave: entressafra; culturas; inverno.

1-Introdução

A produção agrícola ocorre em determinado período do ano, que pode variar dependendo da cultura a ser plantada e das condições climáticas que devem ser favoráveis. Algumas culturas possuem ciclos mais curtos e desenvolvem-se apenas durante parte do ano devido ao clima. Após a sua colheita, ou seja, sua época de safra, o solo permanece em pousio, até que surjam, mais uma vez, condições climáticas favoráveis para o próximo plantio.

A entressafra se caracteriza por ser o período intermediário entre o fim de uma colheita e o inicio de um novo plantio. Durante esse período o solo não recebe atividades agrícolas, o que faz com que alguns agricultores cultivem plantas de ciclos curtos que consigam desenvolver-se nessa temporada mesmo com condições climáticas menos apropriadas a seu plantio.

As culturas utilizadas na entressafra, também têm como objetivo cobrir o solo e participar da ciclagem de nutrientes (transferência de nutrientes do solo para as plantas e destas para o solo) visando diversificar a produção com sustentabilidade constituindo uma estratégia de diminuição dos efeitos prejudiciais do monocultivo e melhoria para a qualidade ambiental.

A entressafra além de trazer benefícios ao solo também trás benefícios ao homem de campo que com o cultivo da terra após a colheita, com a plantação de novas culturas pode garantir uma renda extra com sua comercialização. É comum a variação do preço de um produto durante a safra e a entressafra. Durante a safra a oferta de produto no mercado é maior fazendo com que seus preços sejam baixos. Já durante a entressafra os preços sofrem elevação devido ao fato de sua oferta nesta época do ano ser menor.

A soja aparece como uma das principais culturas plantadas na região sul do país, na entressafra da mesma há uma grande variedade de cultivos. Diante das questões aqui apresentadas serão destacadas quais as principais culturas plantas e cultivadas na entressafra da soja no Rio Grande do Sul, com o objetivo de identificar e apresentar tais cultivos.

2-Referencial teórico

A entressafra vem se tornando uma pratica dominante no Rio Grande do Sul, por haver condições climáticas favoráveis, algumas culturas se destacam por serem mais plantadas na região tais como o trigo, azevém, aveia preta, triticale e cevada. Segundo informações disponíveis no site da Embrapa (1973) que é a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária:

*o trigo ocupa na produção mundial o primeiro lugar, e no Brasil a mesma oscila entre 5 e 6 toneladas, no país o consumo tem se mantido em torno de 10 milhões de toneladas. Da produção de trigo cerca de 90% esta na região sul, o mesmo é consumido como pão, massa alimentícia, bolo e biscoito e quando não atinge a qualidade exigida é usada como ração animal.

*O azevém tem qualidade de forragem e alta produção, deve ser semeada no outono, pode ser a lanço ou em linhas, mas a semente não deve ficar a uma profundidade maior que 1 cm. Deve-se iniciar o pastejo quando as plantas chegarem a cerca de 20 cm de altura e encerrada quando restar 5 a 10 cm de altura, sua cultura é identificada como comum, é resistente ao excesso de umidade e ao pastejo,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (34.1 Kb)  
Continuar por mais 21 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com