TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Ensaio Filosófico : Cinismo

Por:   •  23/3/2020  •  Ensaio  •  423 Palavras (2 Páginas)  •  5 Visualizações

Página 1 de 2

INTRODUÇÃO: Cinismo, do latim cynicus, do grego kynikós, significa “como um cão”, assim como, deriva da palavra grega kŷőn, kynós, que significa ‘cachorro’, é considerado como uma escola filosófica e não por ser constituído por uma doutrina sistemática, mas pela opção de um modo de vida que se manifestava contra as transformações ocorridas na Grécia no período do domínio macedônico. No final do século 5 a.C, Antístenes, ex-aluno de Sócrates, definiu-o como uma corrente filosófica que começou a espalhar-se no início do século 1, no império romano.

Argumento: O objetivo dos Cinistas era alcançar, durante a etapa da vida, o auge de uma vida mais simples possível, sem o consumo de bens materiais ou qualquer convenção social e pudor, saindo totalmente de um padrão social imposto pela sociedade e atingindo a virtude, de acordo com a natureza. Só dessa forma, levando uma vida criticada como “canina”, incorporava-se a paz e a tranqüilidade para viver de forma saudável.

Em 400 a.C Sócrates já expressava seu repúdio pelo excesso de bens materiais dos quais a humanidade dependia para sobreviver. Ele tinha como alvo a verdadeira felicidade, para a qual nada disso era necessário, pois ela estava conectada aos estados da alma, não a objetos externos. Após sua severa crítica, surgiu-se os Cínicos que passaram a seguir o conceito imposto por Sócrates, com a ajuda de grande influência de seu maior seguidor, Antístenes, no qual criou e fundou a escola da corrente filosófica, apesar disso, não foi o maior o mais importante e nem o mais conhecido, já que foi o filósofo Diógenes de Sínope foi quem levou ao extremo o modo de vida cínico. Para Diógines, que pregou o sistema mais simples de vida, sendo criticado como “mendigo”, a busca por não mais que o necessário (alimento, água e o mínimo abrigo do Sol e do relento) era o essencial para viver.

CONCLUSÃO: Pode- se perceber, portanto, que o modo de vida imposto pelos cínicos, nada mais é que a busca pela felicidade de uma forma onde se aboli qualquer bem material. Nos dias de hoje, o dinheiro é considerado o fator mais importante para definir o grau de bem estar e qualidade de vida de uma pessoa, assim como, a sua posse por bens materiais. Acreditamos que alguém muito rico é igualmente alguém que possui uma considerável qualidade de vida, que possui tudo para vencer ou ser feliz. Por conta desse pensamento, resistimos tanto a ideia de nos libertar dos nossos bens materiais e do dinheiro, da mesma maneira que os grandes mestres da humanidade fizeram.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.5 Kb)   pdf (41 Kb)   docx (7.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com