TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

SEXIN FILMS - SANTO AGOSTINO

Seminário: SEXIN FILMS - SANTO AGOSTINO. Pesquise 793.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  15/1/2015  •  Seminário  •  2.176 Palavras (9 Páginas)  •  331 Visualizações

Página 1 de 9

SEMINÁRIO DE FILOSOFIA – SANTO AGOSTINHO

1- CONTEXTO HISTÓRICO:

Foi um filósofo, escritor, bispo e teólogo cristão responsável pela elaboração do pensamento cristão medieval e da filosofia patrística. Embora Santo Agostinho tenha vivido nos últimos anos da Idade Antiga - que se encerrou com a queda do Império Romano, no ano de 476 -, ele foi o mais influente pensador ocidental dos primeiros séculos da Idade Média (476-1453).

Ele está enquadrado no período da filosofia patrística (do século I ao século VII), A patrística resultou do esforço feito pelos dois apóstolos intelectuais (Paulo e João) e pelos primeiros Padres da Igreja para conciliar a nova religião - o Cristianismo - com o pensamento filosófico dos gregos e romanos, pois somente com tal conciliação seria possível convencer os pagãos da nova verdade e convertê-los a ela.

A Filosofia patrística liga-se, portanto, à tarefa religiosa da evangelização e à defesa da religião cristã contra os ataques teóricos e morais que recebia dos antigos.

Divide-se em patrística grega (ligada à Igreja de Bizâncio) e patrística latina (ligada à Igreja de Roma). Santo Agostinho se ligava a esta última vertente.

Ele introduziu a ideia de “homem interior”, isto é, da consciência moral e do livre-arbítrio, pelo qual o homem se torna responsável pela existência do mal no mundo.

O grande tema de toda a Filosofia patrística é o da possibilidade de conciliar razão e fé, Santo Agostinho criou uma filosofia deu suporte racional ao cristianismo.

Com o pensamento de Santo Agostinho, a crença ganhou substância doutrinária para orientar a educação, numa época em que a cultura helenística (baseada no pensamento grego) havia entrado em decadência e a nova religião conquistava cada vez mais seguidores, mesmo se fundamentando quase que exclusivamente na fé e na difusão espontânea.

2- VIDA DO FILÓSOFO E SUAS PRINCIPAIS OBRAS:

• Nasceu em 354 em Tagaste, pequena cidade da Numidía,no norte da África.

• Filho de Mônica e Patrício

• Freqüentou a Escola em Tagaste e na vizinha Madaura, conseguiu ir para Cartago (em 370/371), estudar retórica

• A obra Hortênsio, de Cícero (à qual converteu Agostinho à filosofia)

• Em 373, passou a seguir o maniqueísmo

• Agostinho adotou um estilo de vida hedonista por um tempo

• Famosa oração de Agostinho, "Senhor, conceda-me castidade e continência, mas não ainda".

• Agostinho iniciou um romance com uma jovem cartaginense

• Viveram mais de treze anos, período no qual tiveram um filho, Adeodato

• Entre 373 e 374, Agostinho ensinou gramática em Tagaste.

• Em 384 transferiu-se para Roma e no final deste mesmo ano mudou-se para Milão

• Entre 384 e 386 amadureceu sua conversão ao cristianismo

• Agostinho permitiu que sua mãe lhe arranjasse um casamento

• Agostinho teve que esperar por mais dois anos até que sua noiva atingisse a idade para casar

• Alípio de Tagasta, foi o responsável por afastar Agostinho do casamento

• No verão de 386, Agostinho ouviu a história da vida de Santo Antão do Deserto por Placiano e seus amigos.

• . O trecho exato, segundo ele, foi:

“ «Andemos honestamente como de dia, não em orgias e bebedices, não em impudicícias e dissoluções, não em contendas e ciúmes; mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não vos preocupeis com a carne para não excitardes as suas cobiças.» (Romanos 13:13-14)

• Ambrósio batizou Agostinho na Vigília da Páscoa de 387

• Em 388, a família decidiu voltar para a África

• Em 391, foi ordenado sacerdote em Hipona, pelo bispo Valério

• Em 395, foi nomeado bispo coadjutor de Hipona

• "Agostinho de Hipona", uma posição que manteve até sua morte em 430.

• Possídio, o bispo de Calama, na Argélia em sua obra "Sancti Augustini Vita".

• Na primavera de 430, os vândalos cercaram Hipona

• Um dos poucos milagres atribuídos a ele, foi a cura de um doente

• Antes de morrer, ordenou que a biblioteca da igreja de Hipona fosse preservada

• Faleceu em 28 de agosto de 430

• Agostinho foi canonizado por aclamação popular e foi depois reconhecido como Doutor da Igreja em 1298 pelo papa Bonifácio VIII

A produção literária de Agostinho é imensa. As principais são:

Contra os Acadêmicos, A vida feliz, A ordem, Os solilóquios, A imortalidade da alma (este último escrito em Milão). A quantidade da alma, escrito em Roma, em 388. Em Tagaste, (388-391) foram composta as obras O mestre e A música.

A Trindade (399-419), A Cidade de Deus (413-427)

A doutrina cristã (396-426), Comentários literais ao Gênesis,(401-414), os Comentários a João (414-417) e os Comentários aos Salmos.

Das obras contra os maniqueístas, pode-se recordar: Sobre os costumes da Igreja católica e os costumes dos maniqueus (388-389), Sobre o livre-arbítrio (388 e 391/395), A verdadeira religião (390) e Sobre o Gênesis contra os maniqueus (398).

Contra a Epístola de Parmeniano (400), Sobre o batismo de contra os donatistas (401) e Contra Gaudêncio, bispo dos donatistas (419/420).

As Confissões (397)

Retratações (426/427)

3- Obra Principal:

Confissões, ou Confissões de Santo Agostinho, ou ainda Confissões de Agostinho de Hipona é um dos mais importantes livros de toda a História, foi muito influente durante séculos e ajudou

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.4 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com