TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha à Luz Da Historiografia Sobre O Filme Attila (Dick Lowry, 2001)

Por:   •  24/11/2014  •  838 Palavras (4 Páginas)  •  714 Visualizações

Página 1 de 4

O filme,ambientado na primeira metade do século V,busca representar aquele que os autores da época,em sua maioria cristãos e romanos,chamavam “Flagelo de Deus”. Valendo-se de toda licença poética possível,a produção começa com a infância de Atila,sua aldeia destruída por outras tribos,sua fuga para os estepes após negar a ordem para ajoelhar-se diante de um dos homens que participou do massacre de sua aldeia,reforçando a profecia de que o grande líder que uniria os hunos jamais se curvaria diante de outro homem.É mostrado como foi um excelente cavaleiro e arqueiro desde a mais tenra idade.

Trabalha a imagem de Atila,construindo-o como um grande guerreiro(o que não deixou de ser),justo e correto talvez na intenção hollywoodiana de apresentá-lo como um grande herói que fazia oposição a uma Roma Imperial cheia de defeitos,tais como a luxuria,um imperador desinteressado e infantil e um general que não media forças nas intrigas para conseguir o que desejava. Retrata Roma,principalmente a ocidental,como um império em decadência por seus próprios erros e corrupções,o que também não foi de todo erro.

Não temos certeza se Atila realmente matou seu irmão Bleda,mas é certo que ambos tornaram-se líderes dos hunos. O filme ainda introduz N’Kara,uma escrava que ganha a atenção de Atila após este invadir e destruir sua aldeia,fazendo com que Bleda,por ser mais velho,a escolha entre as pilhagens na intenção de provocar o irmão.

A produção também atenta para uma grande característica dos hunos,a relação dos guerreiros e suas tribos seminômades e suas montarias. Hunos também eram exímios arqueiros,utilizando um arco curto com agilidade e destreza.

Apesar das pilhagens em aldeias,o aumento dos tributos,escravos e riquezas Atila ainda possui Roma Ocidental como o norte de sua conquista,considerando que se tomá-la será o rei do mundo.

Apesar de pilhar,subjugar ou até mesmo massacrar tribos inteiras,Atila é mostrado como um herói o qual poucos querem matar(em sua maioria romanos) e o medo é subjetivamente apontado como respeito.Independente da fidelidade aos fatos,é mostrado como um chefe que lidera seu povo e os conquistados de acordo com sua moral e força,que ninguém mais conseguiu manter após sua morte.Podemos comparar também,o ator que interpreta Atila com suas características físicas descritas por autores da época. Prisco,um historiador que viajou com Maximino em uma delegação do imperador bizantino Teodósio II em 448,descreve o povoado construído pelos hunos, e no qual se haviam estabelecido, como do tamanho de uma cidade grande, com sólidos muros de madeira. Atila é assim retratado por Prisco: "Baixo de estatura, de peito largo e cabeça grande; seus olhos eram pequenos, sua barba fina e salpicada de fios brancos; e tinha o nariz chato e a pele morena, mostrando a evidência de sua origem." O que difere muito do másculo herói que vimos no filme.

Observamos ainda a divisão administrativa do império romano em ocidente e oriente,onde existem dois imperadores(no caso Valentiniano III e seu tio Teodósio II),que governam as províncias pertencentes a cada lado. Haviam as divergências culturais,onde o oriente tinha por língua oficial o grego,e o ocidente o latim. Infelizmente,no filme a cristianismo foi pobremente retratado,apesar do papel do papa nas negociações com Atila. Notamos

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com