TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha: Prost, doze lições sobre a história

Por:   •  11/2/2019  •  Resenha  •  328 Palavras (2 Páginas)  •  83 Visualizações

Página 1 de 2

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB

Departamento de História

Introdução aos Estudos Históricos

Docente: Ricardo Sousa

Discente: Lucas Ferraz de O. Silva

Data: 18/09/2017

PROST, Antoine. Doze lições sobre a história. Belo Horizonte; Autêntica, 2008.

RESENHA

        Antoine Prost é um historiador francés, nascido em 29 de outubro de 1933. No 5º capítulo de sua obra que aborda doze lições sobre a história, irá evidenciar o conceito dos tempos da história. Assunto complexo e bastante pertinente de ser apreendido para um aspirante a historiador. Primeiramente é analisado a importancia do tempo n trabalho de um historiador e é feito uma distinção do tempo que é objeto de estudo em uma pesquisa histórica. É o tempo social (das coletividades), totalmente diferente do tempo físico ou psicológico. É feito, então, uma análise dos tempo no decorrer dos séculos e do proceso para se alcançar novos entendimentos sobre o tempo. Na antiguidade entendia-se o tempo como sendo cíclico, o Cristianismo traz uma novidade, que é o tempo da espera e esse conceito é ultrapassado no Renascimento até o Iluminismo que secularizam o tempo da espera e há uma convicção no futuro que é denoninada de progresso. No século XX, ao presenciar as atrocidades que o ser humano é capaz (referencia às guerras mundiais), essa noção de progresso é abalada e o tempo vinculado ao progresso tem sua noção reformulada para um tempo ascendente.

Para que o tempo possa ser melhor entendido numa pesquisa, Prost intrui o historiador a classificar os acontecimentos na ordem do tempo e depois, periodicizar. A periodização é muito peculiar e cada objeto histórico tem a sua própria periodização e diversos historiadores (Ranke, Signobos) já se debruçaram sobre a melhor forma de realizar a periodização. Um exemplo pertinente é o de Fernand Braudel e os três tempos, trazendo os conceitos de tempo longo (longa duração com estruturas que passam por gerações), médio (conjuntura, abarcando questões como estado de produção) e curto (eventos ou acidentes da vida ordinária).

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.1 Kb)   pdf (67.5 Kb)   docx (9 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com