TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Trabalho De História Aplicada Ao Turismo Nacional Brasil/América Do Sul

Trabalho Escolar: Trabalho De História Aplicada Ao Turismo Nacional Brasil/América Do Sul. Pesquise 813.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  13/11/2014  •  2.223 Palavras (9 Páginas)  •  1.129 Visualizações

Página 1 de 9

01 - Cite 02 museus do Estado de São Paulo mais visitados e faça uma explanação sobre a arte encontrada no mesmo

1-Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand

Origem: Apostila SOER Módulo I, História da Arte Aplicada ao Turismo – Página 12 e 13.

Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand Avenida Paulista, 1.578 – Cerqueira César – Estação do Metrô Trianon –MASP – São Paulo.

O MASP foi criado e inaugurado em 02/10/1947 (www.masp.art.br/sobreomasp/historico.php), pelo empresário Assis Chateaubriand (página História da Arte Modernista), fundador de uma rede de mídia chamada Diários Associados, e pelo professor Pietro Maria Bardi, jornalista e crítico de arte na Itália, recém chegado ao Brasil. Em 1982, foi tombado pelo Condephaat e, hoje,é símbolo da cidade de São Paulo.

Inicialmente, o museu ocupou quatro andares do edifício dos Diários, adaptados por Lina Bo Bardi, mulher de Pietro, no centro de São Paulo. Mais tarde, Lina,que era arquiteta, projetou o prédio arrojado onde está localizado o museu atualmente, na Avenida Paulista. A obra da nova sede durou de 1956 a 1968 e foi inaugurada em 07/11/1968, com a presença da Rainha Elizabeth II, da Inglaterra.

O MASP mantém Pinacoteca, Biblioteca, Fototeca, Filmoteca, Videoteca, Cursos de Artes e serviço educativo de apoio às exposições, exibição de filmes e concertos musicais de interesse artístico e cultural.

O MASP é o maior e mais importante museu de arte da América Latina, possui a mais rica coleção de toda América do Sul, com mais de 7mil obras, como peças assinadas por Metsys, Portinari, e Ticiano, por exemplo.

São obras da escola italiana de Rafael (Bloco sobre o 5º Centenário de Nascimento), Andrea Mantegna, Botticcelie Bellini; passando pela flamenga de Rembrandt, Frans Hals, Cranachou Memling; e pela espanhola de Velázqueze Goya, além dos impressionistas franceses Monet e Cézanne. A maior parte do núcleo de arte européia do MASP é de pintura francesa. Podemos apreciar os quatro retratos das filhas de Luiz XV, pintados por Nattier, ou as alegorias das quatro estações de Delacroix.

Do movimento impressionista, encontramos várias obras de Renoire Manet. Dos pós- impressionistas é possível apreciar vários quadros de Van Gogh ou de Toulouse - Lautrec. Um dos destaques do acervo é o espaço dedicado à coleção completa de esculturas de Degas (Bailarina de quatorze anos). Uma coleção de bronzes, feito sem tiragem de 73 peças, só pode ser vista integralmente no MASP e em poucos museus com o no Metropolitan em New York, ou no Museu D'Orsayem Paris.

2-Museu do Ipiranga

Origem: Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

( http://pt.wikipedia.org/wiki/Museu_do_Ipirang)

O Museu Paulista da Universidade de São Paulo, conhecido também como Museu do Ipiranga ou simplesmente Museu Paulista, é um museu localizado na cidade de São Paulo, sendo parte do conjunto arquitetônico do Parque da Independência. É o mais importante museu da Universidade de São Paulo e um dos mais visitados da capital paulista. É responsável por um grande acervo de objetos, mobiliário e obras de arte com relevância histórica, especialmente aquelas que possuem alguma relação com a Independência do Brasil e o período histórico correspondente. Uma das obras mais conhecidas de seu acervo é o quadro de 1888do artista Pedro Américo, "Independência ou Morte".

O Museu Paulista tem em seu acervo de mais de 125 mil artigos, entre objetos (esculturas, quadros, jóias, moedas, medalhas, móveis,documentos e utensílios de bandeirantes e índios), iconografia e documentação arquivística, do século XVI até meados do século XX, que servem para a compreensão da sociedade brasileira, com especial concentração na história de São Paulo. Os acervos têm sido mobilizados para as três linhas de pesquisa as quais o museu se dedica:

• Cotidiano e Sociedade

• Universo do Trabalho

• História do Imaginário

O acervo do Museu Paulista tem sua origem em uma coleção particular reunida pelo coronel Joaquim Sertório, que em 1890, foi adquirida pelo Conselheiro Francisco de Paula Mayrink, que a doou, juntamente com objetos da coleção Pessanha, ao Governo do Estado. Em1891, o presidente do Estado, Américo Brasiliense de Almeida Melo, deu a Albert Löfgren a incumbência de organizar esse acervo, designando-o diretor do recém-criado Museu do Estado. As coleções, ao longo dos mais de cem anos do museu, sofreram uma série de modificações com o desmembramento de parte de seus acervos e incorporações.

O acervo do museu se encontra tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN.

02- Fale sobre as características da Idade Contemporânea e escolha 02 (dois) artistas de renome deste período, ressaltando as obras que os revelaram.

A História Contemporânea é a fase atual que estamos vivendo da história da humanidade. Sucede a História Moderna.

A historiografia tradicional divide a história da humanidade em períodos: História Antiga, História Medieval, História Moderna e História Contemporânea. Segundo esta concepção, a humanidade tem sua história dividida em períodos que correspondem a eventos ocorridos no continente europeu ou em decorrência das ações de seu povo. Isto denota a forma tradicional de periodizar a história como fortemente eurocêntrica. Essa forma de encarar a história da humanidade está sendo amplamente revista atualmente, pois é preciso se levar em consideração a existência de grandes civilizações com grandes culturas ao longo da história também fora do continente europeu.

A História Contemporânea, segundo os historiadores, tem seu início marcado pela Revolução Francesa, em 1789. De acordo com essa idéia, modificações nas estruturas sociais ocorreram para caracterizar uma nova fase. O evento ocorrido na França derrubou as marcas do Antigo Regime que dividiam a sociedade em escalas dentro de uma pirâmide, na qual o rei e a nobreza ocupavam a posição mais alta, seguidos pelo clero e depois todo o resto da sociedade, incluindo camponeses e burguesia. O fato é que a classe burguesa já representava um importante grupo na ordem social e não recebia a devida consideração em troca,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.8 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com