TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Metodologia

Por:   •  4/11/2015  •  Trabalho acadêmico  •  699 Palavras (3 Páginas)  •  240 Visualizações

Página 1 de 3

    Vamos fazer uma analise entre os três enforques desde o Positivismo a Fenomenologia e o Marxismo, sem deixar de esquecer o Personalismo denominado pelos católicos de esquerda seus representantes Mounier e Lacroix tem uma participação na luta contra o nazismo durante a segunda guerra mundial e efetuaram grandes mudanças na vida social desde politica a econômicas, encontramos axiomas do Marxismos e da Fenomenologia nas analises sociais, portanto a personalidade humana e uma das concepções mais importante com atributos ideológico de outras época.

    O predomínio positivista perde força durante a década 70 e 80, questionado pelos neo Marxista e da fenomenologia, a Fenomelogia ganha na década de 70 grande importância com o decline-o do positivismo, com fenomologia surgi possibilidade de uma nova pesquisa abrangido o campo da antropologia buscando bases culturais.

O Positivismo

“O positivismo, com Augusto Comte o positivismo não nasceu no século XIX, tendo grandes raízes no empiricismo do século XVI XVII e XVIII...” falando de positivismo existem três momentos da sua evolução Positivismo Clássico que tem Augusto Comte como seu fundador, o segundo o empiriocritiscismo de Avenarius (1838 – 1916) e o terceiro geral, de neopositivismo. “No estado positivo, o espirito humano, reconhecendo a impossibilidade de obter noções absolutas, renuncia a procurar a origem e o destino do universo, a conhecer as suas causas intimas para descobrir, graças ao raciocínio e a observação, suas leis efetivas...” busca-se os fenômenos através do mesmo mas e evidente que para ligar os fatos precise de “necessidade de uma teoria”  de outra forma seria impossível perceber. O positivismo tem como sua característica de não aceitar, o que não for de outra realidade que não sejam os fatos, que sejam observado assim sendo passível de observação. O positivismo através de suas filosofias e teorias buscou o desenvolvimento do conhecimento com a metodologia e ciência.

Fenomelogia

A fenomelogia teve grande influência na filosofia contemporânea com Husserl. Durante o período da segunda guerra mundial. Influenciado por teoria idealista com uns do conceito fundamentais a fenomelogia husserliana , o da intencionalidade. A psique esta dirigida a algo, e intencional. Com ocorreu no positivismo a fenomelogia tem seus representantes introduzindo suas próprias mudança ao pensamento original mas seguindo o “texto” inicial “ A ideia fundamental, básica, da fenomelogia, é a noção de intencionalidade...” onde estará dirigida a um objeto, tendo que reconhecer que não há objeto sem sujeito.

“ A fenomelogia e o estudo das essências, e todos os problemas segundo ela, tornam a definir essenciais...” em um pensamento de Husserl a fenomelogia trata-se de descrever, as essências nascente de uma psicologia descritiva, apreciar exatamente o sentindo sendo ela a expressão a ser seguida. A fenomenologia representa uma tendência dentro do idealismo filosófico, e dentro deste, o idealismo subjetivo. A idéia base dela é a noção de intencionalidade, buscando descrever, questionando o conhecimento e objetivisando a essência, considerando a historicidade dos fenômenos, tendo como referência a componente histórico.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.8 Kb)   pdf (45 Kb)   docx (11.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com