TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Os Benefícios Das Atividades Lúdicas No Processo Ensino-Aprendizagem

Por:   •  21/9/2013  •  819 Palavras (4 Páginas)  •  1.210 Visualizações

Página 1 de 4

Os Benefícios Das Atividades Lúdicas No Processo Ensino-Aprendizagem

Inicialmente observa-se que a Didática do Lúdico é uma das práticas mais evolutiva vivenciadas pelos alunos e professores, tanto do ensino fundamental quanto do ensino médio. A prática habitual do ensino através do lúdico é considerado como transformador de raciocínio, pois, ele tem a capacidade de ativar os neurônios ampliando o conhecimento, ou seja, o nível de cognição mais elevado. Além disso, é possível ainda perceber que o principal benefício do lúdico é ser um fator motivador para o aluno no processo ensino-aprendizagem e facilitador da aproximação entre aluno e professor e de professor e aluno.

A estudiosa e pesquisadora Gilda Rizzo (2001) diz o seguinte sobre o lúdico :

"... A atividade lúdica pode ser, portanto, um eficiente recurso aliado do educador, interessado no desenvolvimento da inteligência de seus alunos, quando mobiliza sua ação intelectual." (p.40).

Desta forma podemos compreender que o lúdico é muito mais que um jogo, ou que uma brincadeira, ele é o despertar para um aprendizado de maneira sadia e descontraída, pois a sua eficiência pode auxiliar no processo de ensino-aprendizagem; é importante considerar que as dinâmicas de recreação, integração, jogos e brincadeiras se incorporam no campo das relações humanas, contribuindo para o desenvolvimento do ser nos aspectos físico, psíquico e moral, a saber: Integrar a pessoa no meio social; Desenvolver o conhecimento mútuo e participação em grupo; Conviver com o grupo do qual faz parte; Adquirir hábitos de relações interpessoais; Vencer a inibição; Desenvolver a comunicação verbal e não-verbal; Descobrir habilidades lúdicas; Consolidar valores sociais; Trabalhar o aspecto emocional; Exercitar a capacidade mental; Trabalhar a questão corporeidade. Todos estes atributos que podem ser adquiridos com a prática das atividades lúdicas, o que pode ser trabalhando tanto intra escolar como extra escolar, tais como os jogos e brincadeiras que são atividades presentes desde o nascimento da criança. Vygotsky (1991) ressalta que a brincadeira cria as zonas de desenvolvimento proximal e que estas proporcionam saltos qualitativos no desenvolvimento e na aprendizagem infantil. Elkonin (1998) e Leontiev (1994) ampliam esta teoria afirmando que durante a brincadeira ocorrem as mais importantes mudanças no desenvolvimento psíquico infantil. Estes autores afirmam que através das brincadeiras a criança segue o caminho de transição para níveis mais elevados de desenvolvimento.

Dentre os vários autores com participações nas fundamentações das pesquisas que tem como tema a importância das atividades lúdica na aprendizagem, podemos destacar Jean Piaget, Vygotsky, Tiruko Morchida Kishida Kishimoto e Mauro Luis Vieira e outros.

Descobrimos também que a utilização do lúdico em sala de aula, auxilia o aluno ao desenvolvimento do afeto, de sua socialização com o mundo de seus sonhos e o real. Segundo Euclides Redin (2000, p. 64): A criança que joga está reinventando grande parte do saber humano. Além do valor inconteste do movimento interno e externo para os desenvolvimentos físicos, psíquicos e motor, além do tateio, que é a maneira privilegiada de contato com o mundo, a criança sadia possui a capacidade de agir sobre o mundo e os outros através da fantasia, da imaginação e do simbólico, pelos quais o mundo tem seus limites ultrapassados:

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.4 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com