TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ROTATIVIDADE (TURNOVER) DO QUADRO DE COLABORADORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE JANUÁRIA

Por:   •  9/10/2020  •  Trabalho acadêmico  •  4.101 Palavras (17 Páginas)  •  8 Visualizações

Página 1 de 17

ROTATIVIDADE (TURNOVER) DO QUADRO DE COLABORADORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE JANUÁRIA

         

Resumo

O presente trabalho visa analisar o índice de rotatividade (turnover) dos funcionários da Prefeitura Municipal de Januária – Minas Gerais, analisando o quadro de colaboradores admitidos na modalidade de Contrato Determinado, segundo informações advindas da secretaria de Administração  o setor responsável pela contratação dos funcionários na instituição analisada, e também pelo  portal de transparência o quadro de colaboradores admitidos na modalidade de Contrato referente ao período de 2017 a 2019.O presente trabalho tem como objetivo identificar os gargalos existentes e as mudanças que a nova administração pública pode proporcionar na qualidade dos serviços prestados. Com o intuito de trazer melhorias significativas no que refere-se a gestão de pessoas da organização

 

Palavras chave: Rotatividade, colaboradores, Prefeitura Municipal de Januária/MG, administração pública

 

 INTRODUÇÃO

As organizações constantemente são condicionadas à dinâmica acelerada das mudanças que a era pós-moderna impõe. Por conta dessa coerção, aquelas que pretendem permanecer no mercado  precisam se adequar a novas condições.

Ao analisar as instituições públicas  e privadas é possível, por um lado  inferir que as mesmas possuem interesses distintos. Enquanto esta visa, consolidar-se no mercado e obter lucros, aquela tem como foco principal o bem comum. Por outro,no entanto, ambas possuem um desafio comum, de  gerir seus recursos, seja ele físicos ou humanos, de maneira eficiente e eficaz para alcançarem os resultados esperados.

                      Segundo Chiavenato (2010, p. 2), (...) uma das áreas empresariais que mais sofre mudanças é a área de recursos humanos (RH). [...]”, pois, ainda de acordo com Chiavenato (2010), as pessoas, suas habilidades, competências e conhecimentos tornaram-se a principal base da organização, onde as pessoas deixaram de ser simples funcionários e passaram a ser parceiros da mesma.

                    Dessa forma, como o quadro de colaboradores é algo de extrema importância tanto  para as organizações públicas quanto privadas, o presente trabalho visa analisar a rotatividade (turnover) dos funcionários - admitidos na modalidade de Contrato Determinado da Prefeitura Municipal de Januária/MG- a fim de identificar os impactos causados pela rotatividade que conserva-se, suas consequências no exercício da função, os critérios e meios utilizados para avaliação dos funcionários e o controle de funcionários com base em dados informatizados.

                               Para Chiavenato (2002) a rotatividade de pessoal é uma despesa que pode ser evitada se houver mais critério e atenção na seleção de mão de obra. A rotatividade alta reflete na produção, no clima organizacional e no relacionamento interpessoal e para impugnar este fenômeno é preciso detectar as causas e determinantes.

                 A  rotatividade de pessoal, desta maneira, é um ponto em comum entre empresas públicas e privadas, que muitas vezes podem diferir seus motivos, no entanto quando essa se torna intensa, independente da motivação, é necessário ser analisada com bastante cautela, porque uma vez negligenciada essa observância pode causar  problemas pontuais à organização. Dentre esses é possível destacar a ineficiência dos processos, o retrabalho no treinamento e ambientação de colaboradores, a tendência de crescer a improdutividade, o clima laboral torna-se instável, os conflitos interpessoais mais frequentes por meio da fragilidade na relação entre líderes e liderados.

 

Assim,um dos maiores gargalos a serem resolvidos na prefeitura municipal de Januária/MG trata-se da aguda rotatividade no quadro de colaboradores contratados pela prefeitura que causam uma  fragmentariedade de dilemas quando se trata da prestação do serviço público.

              A secretaria municipal de Administração é a responsável pelas contratações de serviços prestados à prefeitura Municipal. Uma análise feita ao longo dos anos, através do portal da transparência, nos leva a perceber e constatar o quão enorme é o número da rotatividade de contratações em diferentes mandatos no município.

Como o próprio Art.37 da CF/88 IX - 9 esclarece que o poder público optará  por contratação (…)”por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público”. O que nos remete a falta de imparcialidade dos contratantes frente a CF/88 uma vez que alguns servidores contratados permanecem em cargos por anos, fato que fundamenta a necessidade de concursos públicos para o provimento de pessoal para atender as necessidades do Município em período indeterminado.

           Este problema desencadeia o ato de nepotismo e de corrupção em diferentes mandatos já que é nessa época de “troca de prefeito” onde acontece o maior fluxo de demissões e contratações de pessoal. A cada quatro anos o número de mudanças de pessoas é significativa o qual nos leva a indagar que, por qual motivo, ainda que necessidade de contratar mais pessoas para o mesmo serviço, ano após ano,  não fora realizado concurso público capaz de ocupar efetivamente a vaga existente? Esse é um dos muitos problemas que a gestão competente ainda não foi capaz de solucionar.

         É possível perceber que o número da rotatividade do pessoal está intimamente ligado ao favoritismo político, a compra de votos tendo como garantia de pagamento um emprego público ainda é uma realidade no nosso país e acontece corriqueiramente o que remete às características dos primórdios da administração patrimonialista onde havia uma confusão entre patrimônio público, e o patrimônio particular do detentor do poder.

.O resultado disso é refletido  na péssima qualidade do serviço público graças também à má gestão de pessoas e analise da mão de obra contratada para ocupar o cargo.

          O impacto que esse problema conduz é faraônico.  Muitas vezes pela  ausência de uma análise criteriosa da mão de obra contratada por pessoas sem as devidas qualificações, experiências, e profissionalismo que ocupam cargos públicos, oferecendo serviços ineficazes (infringindo o princípio da eficiência) enquanto a população paga pelo mesmo através de tributos e não à retribuição de  forma correta.

REFERENCIAL TEÓRICO

Toda organização é substancialmente constituída de pessoas que as dirigem e controlam para fazê-las funcionar. Através de uma administração eficiente possibilita um crescimento da economia, e dos lucros da empresa facilitando novos investimentos que agregam novos empregados. Além disso a de haver a capacidade de uma boa condução,gerenciamento e coordenação das mais diversas variáveis, uma delas é a rotatividade (gestão de pessoas) sendo crucial para o sucesso nas organizações.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (26.2 Kb)   pdf (160.2 Kb)   docx (304 Kb)  
Continuar por mais 16 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com