TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Educação

Por:   •  8/6/2019  •  Trabalho acadêmico  •  442 Palavras (2 Páginas)  •  10 Visualizações

Página 1 de 2

[pic 1]

 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ

CAMPUS ALMICAR FERREIRA SOBRAL

UFPI – FLORANO

IARA MATOS DA COSTA

POR ONDE ANDARÁ O DESEJO DE APRENDER DOS ALUNOS?

Nazaré do Piauí

2019

Por onde andará o desejo de aprender dos alunos?

    Para compreender a ausência de desejo e aprender demonstrada por tantos alunos é preciso primeiro saber o que é desejo. Segundo Rudel ( 2007, p.35), “um impulso não satisfeito em tempo leva o surgimento de uma tensão que caracteriza o desejo.” E sempre que a pessoa pensa no assunto estará criando ou aumentando o desejo de obter tal coisa, levando a procurar meios de satisfazer seu desejo. Para alguns autores, o desejo de aprender de algumas crianças é basicamente o mesmo de um cientista, ela só buscará respostas para aquilo que que lhe desperta curiosidade. E este é um dos motivos que muitas vezes, emperram o trabalho dos professores. Os alunos precisam ser provocados para que sintam a necessidade de aprender, quando o aluno não percebe de que modo o conhecimento poderá ajuda-lo, como poderá  desejá-lo se parece inútil?, O professor deverá perceber quando sua aula não está conseguindo atingir aos alunos e então mudar de estratégia, buscar outros meios para que possa ter a atenção dos alunos de uma forma que não leve ao enfadamento, é preciso antes de tudo, cativar os discentes, deixando claro que o que está sendo ministrado em sala de aula será de grande importância para sua vida futura, dessa forma, a aula não cairá no vazio.

     Muitos professores não acreditam naquilo que estão fazendo, e por isso mesmo acabam repassando aos alunos o que “está no programa”, sem muito entusiasmo, levando os alunos à alienação. Então, a atenção do professor, demonstrando interesse pelas atividades do aluno, estimulando ao esforço contínuo, resulta muito melhor do que o tratar com aspereza, ou pior ainda, com desprezo. Deve-se lembrar que a vida pessoal afeta a escolar. A verdade é que a escola deve procurar incentivar a participação dos pais trazendo-os para dentro dos problemas, incluindo-os nas discussões, apontando-lhes o caminho, fazendo-os serem parte ativa. Outro fator que influencia na falta do desejo de aprender dos alunos relaciona-se à falta de desejo de ensinar de alguns professores.

        Todos estes fatores estão afetando de forma significativa a educação. A chave para a motivação dos alunos reside no seu próprio envolvimento em todas as áreas que os afetam. É preciso incentivá-los a terem papel ativo no próprio processo de aprendizagem.

        É difícil? Dará mais trabalho? Certamente a resposta é afirmativa nos dois casos, mas o resultado será satisfatório para todos.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.8 Kb)   pdf (40.1 Kb)   docx (35.3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com