TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: UM BREVE PANORAMA HISTÓRICO

Por:   •  19/3/2017  •  Trabalho acadêmico  •  6.591 Palavras (27 Páginas)  •  235 Visualizações

Página 1 de 27

[pic 2]

FACULDADE INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO PARANÁ

ATIVIDADES E ORIENTAÇÕES PARA O DOSSIÊ

Curso de Pedagogia

MÓDULO:

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO – 130h

[pic 3][pic 4]

UNIDADE 1

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: UM BREVE PANORAMA HISTÓRICO

 Questões obrigatórias para o dossiê

  1. Esclareça a importância de Homero e Hesíodo para a educação, na Idade Antiga. Em seguida, pesquise, em outras fontes, e destaque aquilo que julgar interessante nas obras: Ilíada e Teogonia.

R:        Homero e Hesíodo eram quem mais apresentava ideias sobre a educação sobre os gregos.

Homero, chamado de “educador da Grécia”, tinha em seus narrativos diversos espécies de manifestação literária, duas grandes obras de Homero são: Ilíada e Odisseia. Em seus poemas ele fala dos valores da guerra, da luta, do herói, da coragem, entre outros.

                Hesíodo, também considerado fonte de estudo da cultura grega rural, deixou dois poemas: A Teogonia os trabalhos e os dias, nos quais tratavam da importância do trabalho, da agricultura e da terra.  

                A obra Ilíada descreve a guerra de Tróia, relatando momentos importantes com muito detalhes. Já Teogonia, relata a história de Zeus, contando como conseguiu o trono que era de seu pai.

  1. Caracterize a educação grega na antiguidade, incluindo o período homérico.

R:        No inicio a educação era ministrada pela família, conforme tradição religiosa. No período da aristocracia, relatadas nos poemas de Homero, a educação visava formar cidadãos com características de força e coragem, tornando-os assim bons guerreiros. As crianças eram enviadas aos palácios de outros nobres a fim de aprender, começa então a aparecer às primeiras escolas tendo em Atenas uma das primeiras instituições escolar. Porem o ensino continuava sendo destinado aos jovens de famílias mais ricas, os quais não precisavam trabalhar para ajudar a família no sustento.

                A educação física que antes era vista como guerreira e militar passa a ser vistam como esportes, tornando o hipismo um esporte elegante, e mais adiante o atletismo tomou espaço nos ginásios. Nas escolas em que o foco era para a pratica esportiva o ensino de letras e cálculos demorou um pouco mais para aparecerem.

                Nas cidades gregas são comuns à transmissão de conhecimentos durante festivais, banquetes e reuniões que ocorrias nas praças principais das cidades, praças essas que também serviam para o mercado.

  1. Compare e destaque as diferenças entre a educação ministrada nas cidades de Esparta e Atenas.

Esparta: A educação em Esparta era uma educação militar severa, em decorrência de sua fase heroica. Buscava-se formação de atletas e de soldados, privilegiando a força física e deixando escassa a formação intelectual.

                Em decorrência disto, visando melhorar a espécie, era recomendado que as crianças com deficiência ou frágeis demais fossem abandonadas, e que as mulheres se fortalecessem podendo praticar algumas atividades físicas e até exibirem suas forças em festividades a fim de gerarem filhos mais robustos e sadios.

                A partir dos sete anos as crianças tinham acesso à escola publica.

  • Atenas: Em Atenas o foco da educação era voltado para formação de indivíduos que exerçam protagonismo social e político, portanto dava-se ênfase na educação do espírito. A formação dos jovens evoluía em escolas de gramática e de música.

                A partir dos sete anos as meninas eram destinadas a algumas atividades domesticas e os meninos levados até ao ginásio, escola de gramática, dança e música. A musica predominava entre os gregos, devido às harmonias de Platão e Aristóteles, por isso qualquer jovem deveria dominar a arte do canto, musicas danças entre outros.

                Cada vez mais se aperfeiçoavam no ensino intelectual e por consequência ocorreu o surgimento do ensino superior.

  1. Descreva as principais características da educação romana, elucidando a contribuição do estoicismo.

R: A Educação Romana tinha por objetivo formar homens de guerra e que exerciam a cidadania que se dava por meio da ocupação de cargos políticos.

                Segundo o estoicismo, para o homem atingir a felicidade, a sabedoria e a virtude não deveria temer aos homens, aos deuses, a morte e nem ao destino já que o destino já era traçado desde o nascimento. A vida do homem deveria ser simples, sem riqueza e regalias, pregava-se a doutrina da fraternidade.

                O estoicismo extinguiu com a prática em que uma criança recém-nascida só era recebida na sociedade mediante aprovação do chefe da família. E também sob sua influencia os rapazes continham seus excessos de liberdades sexuais se guardando puros até o casamento.

  1. Descreva sobre a importância do teatro para a educação grega, abordando a contribuição da comédia e da tragédia.

R: O teatro foi e ainda é uma grande escola, não só para os gregos, mas para todos os povos. Diante de tantos períodos de guerras os gregos encontraram o teatro para expressarem momentos vividos por eles.

  • Tragédia: O homem deve buscar a moderação, nada em excesso, não alimentar o orgulho e a arrogância. A tragédia deixa clara a noção de responsabilidade humana diante de escolhas, seja religiosa, moral ou cívica.
  • Comédia: A comédia faz parte de um tempo novo da cultura e da educação grega, que também traz consigo tantas lições.

  1. Quais são os princípios pedagógicos apregoados por Aristóteles? Tais princípios são válidos para a sociedade atual? Justifique.

R: Aristóteles consiste em três etapas do desenvolvimento do homem:

  • A vida física: O nascimento do corpo é anterior ao nascimento da alma e a alma apresenta a parte racional e irracional, sendo que uma antecede à outra.
  • O instinto: O educador deve desenvolver o instinto antes de exercitar a inteligência.
  • A razão: Não se excitam os instintos a não ser como preparação ao exercício da razão.

        Aristóteles acreditava que educar para a virtude era também um modo de educar para viver bem, isto é, viver uma vida prazerosa.

  1. Quem era o pedagogo na educação grega e qual o seu papel no processo formativo?

R: O pedagogo na educação grega eram os escravos que acompanhavam as crianças até a escola.

  1. Explique a contribuição do cristianismo para a educação romana.

R: O cristianismo trouxe para a educação romana uma nova visão de mundo, sendo considerado o mundo espiritual como verdadeiro onde se apegavam para a existência de um único Deus, pregava a imortalidade da alma, dizia que a sabedoria seria alcançada por todos aqueles que tivessem fé e propunha a pobreza como meio para atingir o céu.         Além disso, ainda apresentou uma nova concepção para o homem, sendo cuidadoso, humilde, cooperativo, solidário e com amor no coração, fazendo com que surgisse uma sociedade onde o alicerce deveria centrar-se no evangelho e a família com laço de amor e fraternidade.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (40.8 Kb)   pdf (374.1 Kb)   docx (119.1 Kb)  
Continuar por mais 26 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com