TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Tcc Gestão

Por:   •  10/3/2016  •  Monografia  •  3.674 Palavras (15 Páginas)  •  258 Visualizações

Página 1 de 15

Artigo Científico


Vol.01, Nº. 01, Ano 2015.

Elaborado sob a orientação:

Profº Msc. Elisa Gomide

Elisa.gomide@aedu.com

Michelle Cardoso de  Amorim

Anhanguera Educacional

Curso de Pedagogia

autor1@email

Tairine A. B. Cortez Araujo

Anhanguera Educacional

Curso de Pedagogia

autor2@email

Thais Carvalho

Anhanguera Educacional

Curso de Pedagogia

autor3@email


O PAPEL DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NO TRABALHO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

RESUMO

Este trabalho tem por finalidade apresentar o papel dos jogos e brincadeiras no trabalho pedagógico na Educação Infantil. O Brincar no Desenvolvimento da Criança é um tema que busca compreender a utilidade dos jogos e brincadeiras e suas implicações na formação do universo cognitivo desde os primeiros meses de vida até a velhice. Uma das preocupações que cercam o fazer pedagógico nas salas de aula da maioria de nossas escolas é em como ensinar conteúdos obrigatórios utilizando a metodologia lúdica, para trabalhar conceitos matemáticos, de leitura e escrita convencionais, formação de bons hábitos, e, acima de tudo, valores essenciais da vida humana. O sucesso de qualquer atividade escolar envolve conhecimento teórico profundo do conteúdo, da metodologia, da utilidade e finalidade, planejamento, desenvolvimento e avaliação. Buscou-se uma pesquisa de  abordagem  qualitativa, de  estudo  descritivo realizada por  meio de pesquisa documental e bibliográfica. Assim, tem-se por objetivo compreender os conceitos de lúdico e suas aplicações no ensino para crianças por meio de uma pesquisa bibliográfica.

Palavras-Chave: Jogos  e brincadeiras. Desenvolvimento. Criança.

ABSTRACT

This study aims to present the role of games and plays in the pedagogical work in Childhood Education. The Playing in Child Development is a subject that seeks to understand the utility of games and plays and their implications on the cognitive universe formation since the first months of life until old age. One of the concerns surrounding the pedagogical practice in classrooms, in the majority of our schools, is how to teach the mandatory content using a playful methodology, to work mathematical, reading and conventional writing concepts, good habits formation, and above all, essential values of human life. The success of any school activity involves deep theoretical knowledge about the content, the methodology, the utility and purpose, planning, development and evaluation. A qualitative research approach was sought with a descriptive study conducted through documentary and bibliographic research. Therefore, it is aimed the understanding about playful concepts and their applications in teaching children through a bibliographic research.

Keywords: Games and plays. Development. Child.  

 


  1. INTRODUÇÃO

O brincar no desenvolvimento da criança é um tema que busca compreender a utilidade dos jogos e brincadeiras e suas implicações na formação do universo cognitivo, tal procedimento acontece desde os primeiros meses de vida até a velhice e se faz de suma importância na formação de aprendizagem desse indivíduo.

Hoje, uma das preocupações mais comuns que cerca o fazer pedagógico, nas salas de aula, em especial no ensino fundamental de nossas escolas, é como ensinar conteúdos obrigatórios, utilizando a metodologia lúdica para trabalhar conceitos matemáticos, de leitura e escrita convencionais, formação de bons hábitos, e, acima de tudo, valores essenciais da vida humana.

Assim, disciplinas como Matemática e Língua Portuguesa, que pelos alunos são considerados vilões passam a fazer parte  do cotidiano deles, sem que sejam forçados a  estudar;  todavia, ao  utilizar de  recursos lúdicos eles  aprenderão por  vivências e percepções dos  jogos  utilizados no aprendizado. E o que anteriormente causava estranheza, fará parte  do  grupo  do aluno.

 O sucesso de qualquer atividade escolar envolve conhecimento teórico profundo do conteúdo, da metodologia, da utilidade e finalidade, planejamento, desenvolvimento e avaliação. Qualquer uma destas etapas que não forem, rigorosamente, respeitadas colocará em risco o sucesso de qualquer atividade e de forma especial quando se trata de jogos e brincadeiras como metodologia escolar. Dessa forma, é possível afirmar que, até mesmo o condicionamento lúdico na educação, para ser bem aplicado, exige metodologia e pesquisa para seu funcionamento.

 Vive-se, hoje, um novo paradigma social em que as famílias não têm mais tempo para ensinar e observar as crianças em suas construções infantis tão importantes para o pleno desenvolvimento social, cognitivo, funcional e cultural. Cabe, portanto, à escola o papel de brincar de ser com as crianças para que aprendam a ser, mas como instituição responsável pelo saber acadêmico não pode fazê-lo despropositadamente como acontecia nas famílias tradicionais onde cada membro cumpria seu papel.

Os jogos e brincadeiras podem desempenhar as mais diversas funções podendo ser usados como terapia em quadros psicossomáticos como neurose, psicose e perversão, segundo a classificação psicanalítica. Dentro das estruturas clínicas o tratamento psicopedagógico, paralelamente a outros tem se mostrado de muita valia no que diz respeito á incursão da criança num meio sociocultural.

Este artigo apresenta uma visão de como é importante à compreensão da utilidade do lúdico na Educação Infantil, especialmente nas series de Ensino Fundamental, visto que a criança está em desenvolvimento cognitivo. Para tanto, espera-se desenvolver o tema da seguinte forma: correlacionar a necessidade de atividades lúdicas às fases do desenvolvimento motor do ser humano; destacar os preparativos, do planejamento a execução das brincadeiras, delineando desde o espaço físico até o que se espera com o emprego dessas atividades no ensino aprendizagem do aluno.

  1. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

A ludicidade e a aprendizagem não podem ser consideradas como ações com objetivos distintos. O jogo e a brincadeira são por si só, uma situação de aprendizagem. As regras e a imaginação favorecem a criança comportamentos além dos habituais. Nos jogos ou brincadeiras a criança age como se fosse maior do que a realidade e isto, inegavelmente, contribui de forma intensa e especial para os eu desenvolvimento (QUEIROZ; JORDANO, 2002).

O lúdico pode ser elucidado através de jogos e brincadeiras que permitem ao educando criar, imaginar, fazer de conta, funciona como laboratório de aprendizagem, permite ao educando experimentar, medir, utilizar, equivocar-se e fundamentalmente aprender através do movimento.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (24.6 Kb)   pdf (248.8 Kb)   docx (736.2 Kb)  
Continuar por mais 14 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com