TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Importância Dos Conhecimentos Da Psicologia Ao Professor De Matemática Para Ensino E Aprendizagem De Alunos Surdos (ou Outra Deficiência)

Por:   •  24/9/2013  •  1.325 Palavras (6 Páginas)  •  465 Visualizações

Página 1 de 6

CURSO DE MATEMÁTICA

Atividade de Prática Pedagógica da 1ª Série

Alunas:

A importância dos conhecimentos da Psicologia ao professor de matemática para ensino e aprendizagem de alunos surdos (ou outra deficiência)

OSASCO

21 de maio de 2013

As crianças ou jovens surdos (ou outra deficiência) podem aprender os conteúdos de matemática proposta no PCN´s com a mesma metodologia utilizada para ensinar os alunos ouvintes podem ser aplicada em alunos que possuem algum tipo de deficiência auditiva, embora estes possuem uma linguagem própria, os métodos e atividades pedagógicas que os professores nos anos iniciais do Ensino Fundamental do Ciclo I utilizam-se de recursos visuais, atividades concretas e jogos , como por exemplos: o mapa de uma cidade, a planta de uma residência, o desenho de um trajeto, dominó de (tabuada, frações, soma e subtração), caça – tabuada, trilha de adição, vídeo- aulas em libras, material dourado( ou material manipulável que o aluno possa utilizar como objeto de contagem) que será utilizado para ensinar as quatro operações básicas para alunos com deficiência visual. Já para ensinar o conteúdo de matemática para alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio, há poucos recursos disponíveis, principalmente em relação à alunos que possuem deficiência visual, pois para alunos com outros tipos de deficiência podem ser usados recursos de softwares, jogos, vídeo aulas e etc...

O professor de matemática ao lecionar alunos com algum tipo de deficiência deve procurar conhecer a legislação que garante o direito à educação as pessoas com algum tipo de deficiência, para que este possa exigir um auxílio, estrutura, equipamentos, formação e informação na rede de ensino que auxilie em sua prática pedagógica; é dentro da sala de aula o professor deve deixar bem claro aos demais alunos que manifestações de bullying contra os alunos que tem algum tipo de deficiência não serão toleradas. O educador deve também pesquisar sobre os tipos de deficiências e buscar estratégias escolares de sucesso para cada uma delas, o qual não será tarefa fácil, pois existem poucas referências, devido ao pouco tempo que as escolas da rede pública estarem trabalhando com alunos de inclusão; o professor deve organizar as aulas de forma que esta seja adaptada com o tipo de deficiência de cada aluno, para isso é necessário que o professor dedicar um tempo específico para atender as necessidades exclusivas de cada aluno, mas para que isso ocorra é necessário que acha um planejamento, sendo este essencial para que o professor desenvolva um bom trabalho, pois através deste o professor terá um momento de reflexão juntamente com todo ambiente

escolar para que seja possível uma reorganização da sequência didática e das práticas pedagógicas que envolvam os alunos de inclusão , afim que estas se torne mais prazerosa tanto ao aluno quanto ao professor , proporcionando a ambos uma reformulação de conceitos e assimilações dos conteúdos de matemática que estão sendo trabalhados; se professor primeiramente acreditar no potencial de aprendizagem destes alunos e a importância da convivência deste alunos de inclusão para o crescimento da comunidade escolar e assim atingindo o objetivo proposto de educar alunos que possuem algum tipo de deficiência.

Os conhecimentos da psicologia podem contribuir ao professor para o trabalho com a inclusão de crianças ou jovens surdos (ou outra deficiência) na preparação da sua prática docente, pois proporciona ao educador um processo de formação e desenvolvimento intelectual, afetivo e social destes alunos. A psicologia também permite ao docente um olhar mais atento em relação as estruturas que cada deficiência apresenta, permitindo assim que este desenvolva um projeto pedagógico com atividades inclusivas em relação as deficiências que seus alunos apresentam, também permite o professor um trabalho de orientação a estes alunos e pais, podendo até mesmo ter como tarefa encaminhar está família a outros profissionais especializados fora da instituição escolar.

Conclusão

Para realizar esta prática pedagógica sobre a inclusão de alunos surdos (ou outra deficiência) encontramos uma grande dificuldade em localizar bibliografias e experiências práticas que tratem sobre o ensino dos conteúdos matemáticos, por se tratar de um assunto que recentemente foi inserido na escola de rede

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.5 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com