TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A psicologia do comportamento organizacional

Por:   •  1/10/2013  •  Seminário  •  788 Palavras (4 Páginas)  •  190 Visualizações

Página 1 de 4

A psicologia do comportamento organizacional.

Nos últimos tempos, o homem tem buscado conhecer melhor a si mesmo e aos outros, seja no ambiente familiar, social, ou organizacional. Em vista disso, as ciências comportamentais vem aprimorando-se em estudos ligadas a essas vertentes, afim de que esse conhecimento seja utilizado na resolução de problemas cotidianos.

A partir do aumento da procura por informações, a psicologia passou a estudar o ser normal em sua maneira natural de existir e se comportar, dando a maior importância a profilaxia (buscando prevenir doenças). O ser humano atual, devido ao seu cotidiano, passa a ter uma vida angustiada e estressante, as tecnologias aceleram cada vez mais suas vidas e não satisfazem ou suprem o lado emocional e afetivo. Devido a essas situações o homem contemporâneo tem procurado resolver seus problemas, e muitas vezes acabam não conseguindo, entrando nos vícios: drogas, bebidas e etc.

É normal que cada pessoa possua uma aptidão natural de considerar sua problemática individual de forma prioritária, ou melhor, seus problemas são mais importantes que o problema do outro, devido a isso, acaba fazendo de si e de suas vivências o ponto de referencia do universo. Para dominar suas próprias dificuldades, o indivíduo busca elementos que possam ajuda-lo com suas preocupações mais intimas, o decorrer do tempo, os cientistas do comportamento foram compreendendo que poderiam auxiliar mais efetivamente as pessoas a medida que facilitassem que elas mesmas se conhecessem.

Apesar da curiosidade em auto conhecer-se, a maioria dos indivíduos não parece ter coragem suficiente para admitir perante os demais suas dificuldades de ajustamento, ou seja, seu mal estar interior. Sentem-se a vontade quanto as suas doenças físicas, mas não se sentem confortáveis ao falar sobre seus problemas psicológicos. Como ciência que visa ao estudo do comportamento humano, a psicologia, é hoje mais acessível às pessoas em geral, e seus conceitos se despiram de uma oratória cientifica de difícil percepção

Sabemos que todo s possuem problemas consigo mesmos e podemos estar certos de que existência de tais problemas internos não significa, necessariamente, anomalia psíquica. Toda a carga, problemas que passamos ao longo de nossas atividades diárias. Procuramos utilizar recursos que facilitem colimar soluções mais confortáveis. A cada comportamento há que se fazer com que o reduto de recursos pessoais sejam utilizados. E ao decorrer do desgaste os recursos vão se recompondo, e a cada obstáculo vencido, a pessoa sente-se realimentada para enfrentar mais barreiras que irão aparecer. Caso não possa fazê-lo sozinha, deve compreender que precisa de ajuda, acompanhamento de um especialista, e por iniciativa própria. Como caso da doença física, a saúde psíquica deve ser preservada, evitando-se assim que casos mais graves de desajusto surjam e tornem-se crônicos.

Principalmente a partir dos estudos psicanalíticos feitos por Freud, que se tem procurado ir um pouco além dos sintomas comportamentais. Não se trata de justificar, mas de tentar explicar melhor as reações

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.2 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com