TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Análise sobre o filme: Abril despedaçado e Vida Maria

Por:   •  11/6/2018  •  Resenha  •  507 Palavras (3 Páginas)  •  540 Visualizações

Página 1 de 3

Portfólio Antropologia, Cultura e Ética - 1° período.

Aluno - Gestão Financeira

Análise sobre os filmes: Abril despedaçado e Vida Maria.

No filme vida Maria, percebemos que o meio social aprisiona de certa forma a personagem e as circunstâncias limitam o desenvolvimento dos valores individuais da personagem, ela tem a possibilidade de estudar, porém mesmo que ainda criança tem certas obrigações a cumprir para poder garantir o alimento e a renda familiar, e também foi subjugada por adultos que já perderam o sonho de estudar e se desenvolver, estavam presos sob as circunstâncias e responsabilidades que lhes foram passados. No entanto, Maria José deveria ter usufruído sua “liberdade para”, desempenhando maior esforço para estudar e aprender coisas além do que lhe era passado, organizando o tempo para que pudesse cumprir com as responsabilidades familiares e mesmo assim estudar e se desenvolver intelectualmente, quebrando assim a cultura familiar enraizada, e abrindo novos horizontes para as novas gerações, o que a meu ver seria muito complicado para uma criança fazer ou pensar sozinha, sem um tutor que pudesse abrir seus olhos para esses novos conceitos, mas sua atitude também poderia ser diferente quando se achava em idade avançada, pelo tempo vivido e a experiência adquirida, deveria ter se recordado de sua infância e percebido que a vida que tivera foi conseqüência da sua educação ter sido interrompida pelos seus tutores, e deveria agir de maneira diferente sobre a nova geração, e ao contrário do que lhe aconteceu, deveria ter incentivado seus filhos a estudarem e aprenderem coisas novas e melhores, desejando uma vida mais produtiva para suas filhas e netas.

No filme Abril Despedaçado, encontramos uma situação semelhante, onde o personagem Menino é exposto a diversos tipos de agressão, e vive em um meio social onde existem fortes tradições e uma cultura primitiva, que também limitam sua liberdade para agir conforme seu real desejo, então se pode analisar que o seu ser espiritual é abafado pelo social, impossibilitando assim que o Menino pudesse se desenvolver plenamente como ser humano. Em relação a suas atitudes, ele deveria ter analisado o tipo de vida que gostaria de ter, ele viu a morte de seu irmão, e seu outro irmão estava indo pelo mesmo caminho, seguindo o que aprendeu. Percebe-se uma resistência da parte do Menino aos costumes, quando ele pede ao irmão que não vá vingar o irmão já falecido, poderia ele também não ter ido sozinho para pagar o sangue do irmão, quebrando uma corrente de erros passados, para o ser social, sofreria a reprovação do pai, que o acusaria de perder a honra da família, mas se ele se recusasse a participar da guerra da família, e seguindo seus próprios desejos, de estudar, aprender a ler, descobrir mais, libertaria a si próprio e a sua posteridade dos maus costumes e tradições que prendem seus familiares. Pois seguindo seus valores pessoais, ele se libertaria, e logo perceberia que existe para algo mais do que somente “viver por viver”.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.3 Kb)   pdf (45.3 Kb)   docx (11.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com