TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

OS ALUNOS COM PARALISIA CEREBRAL: DESENVOLVIMENTO EDUCAÇÃO

Por:   •  20/3/2020  •  Resenha  •  2.177 Palavras (9 Páginas)  •  6 Visualizações

Página 1 de 9

OS ALUNOS COM PARALISIA CEREBRAL: DESENVOLVIMENTO EDUCAÇÃO

O QUE É O termo paralisia cerebral (P.C) engloba atualmente distúrbios diversos. Tais distúrbios têm em comum o fato de significarem uma perda do controle motor secundaria a uma lesão encefálica, ocorrida na etapa pré-natal ou durante a primeira infância, seja qual for o nível mental da criança lesionada.

Definição: “a seqüela de um comprometimento encefálico que se caracteriza, primordialmente, por um distúrbio persistente, mas não invariável, dos tônus, da postura e do movimento que surge na primeira infância e não somente é diretamente secundário a esta lesão não evolutiva do encéfalo, mas que se deve, também, a influência que esta lesão exerce na maturação neurológica”

O que a P.C não é: Não é uma doença, senão um quadro ou um estado patológico; não inclui lesões evolutivas; não inclui lesões localizadas no sistema nervoso central; não é propriamente “paralisia” nem “cerebral”.

CARACTERÍSTICAS GERAIS DA PARALISIA CEREBRAL: Classificação: pelos efeitos funcionais e pela topografia corporal; Efeitos funcionais: Quadros clínicos mais frequentes são a espasticidade, a atetose e a ataxia e, como quadros menos frequentes, ocorrem rigidez e tremores; Topografia corporal: paraplegia, tetraplegia, monoplegia, diplegia, triplegia e hemiplegia.

As crianças atingidas pela P.C apresentam uma série de alterações na evolução do seu desenvolvimento psicológico, que é derivada de forma direta ou indireta de seu distúrbio neuromotor. As disfunções motoras afetam todos os aspectos da vida do indivíduo, limitam suas experiências e, portanto, suas possibilidades de aprender, alterando a forma como as demais pessoas relacionam-se com eles, afeta a evolução de desenvolvimento.

O QUE REUNI AS COMUNIDADES COM DEFICIENCIA:

ATENDIMENTO MULTIDICIPLINARES: DESENVOLVIMENTO DA MOTRICIDADE E A LINGUAGEM; DESENVOLVIMENTO COGNITIVO E INTERAÇÃO SOCIAL. Atividades desenvolvidas por Fonoaudióloga, pedagogos, professores de educação especial, psicólogos, neurológicas, fisioterapia.

AUTISMO INFANTIL – AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA

O QUE É: autismo, ou Transtornos do Espectro Autista (TEA), é um transtorno do desenvolvimento marcado por inabilidade para interagir socialmente, dificuldade no domínio da linguagem para se comunicar e comportamento restritivo e repetitivo.

CARACTERISTICAS: a) incapacidade para manter relações com outras pessoas; b) incapacidade para falar; c) excelente memória de repetição; d) escolalia; e) utilização inadequada de pronomes pessoais; f) medo de sons fortes e objetos em movimento. Kanner observou que apesar dessas crianças demonstrarem possuir uma inteligência acima da média, com suas expressões, existia um transtorno afetivo que era primário e um transtorno cognitivo que é o efeito. Dessa forma, foi estabelecido uma diferença entre o autismo infantil e precoce e outros transtornos mentais.

O QUE REUNI AS COMUNIDADES COM DEFICIENCIA:

ATENDIMENTO MULTIDICIPLINARES: Intervenção psicopedagógica, Psicologica, neuro.

DEFICIENCIA INTELECTUAL

O QUE É: Deficiência intelectual é considerada um distúrbio do desenvolvimento neurológico. Transtornos do neurodesenvolvimento são condições neurológicas que aparecem precocemente na infância, geralmente antes da idade escolar e prejudicam o desenvolvimento de aspectos pessoais, sociais acadêmicos e/ou profissionais.

CARACTERISTICAS: Normalmente envolvem dificuldades na aquisição, retenção ou aplicação de habilidades ou conjuntos de informações específicas. Distúrbios de neurodesenvolvimento podem envolver distúrbios de atenção, memória, percepção, linguagem, solução de problemas ou interação social. Dentre os tipos de deficiência intelectual podem ser citados: Síndrome de Down, Síndrome do X Frágil, Síndrome do alcoolismo fetal, entre outros.

DIAGNÓSTICO: deve ser feito a partir de: Avaliação do desenvolvimento e inteligência, Exames de imagem do SNC e Teste genético, que contribuem para o diagnóstico da causa.

O QUE REUNI AS COMUNIDADES COM DEFICIENCIA:

ATENDIMENTO MULTIDICIPLINARES: neurologistas ou pediatras especializados em desenvolvimento e comportamento, ortopedistas, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais (devem atender nas comorbidades das crianças com déficits motores), fonoaudiólogos e audiologistas ajudam no atraso da linguagem ou nas perdas auditivas, nutricionistas (podem ajudar no tratamento da desnutrição), assistente social (que podem ajudar a reduzir a privação ambiental e identificar características chave), e Psicólogo (que supervisionam o planejamento de intervenções comportamentais).

...

Baixar como (para membros premium)  txt (15.2 Kb)   pdf (93.3 Kb)   docx (13.8 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com