TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Orientações para confecção do relatório de estágio

Por:   •  13/9/2019  •  Ensaio  •  1.062 Palavras (5 Páginas)  •  198 Visualizações

Página 1 de 5

1º Relatório de Observação

Estagiária: Thays Oliveira Batista

Prof. Orientador: Eliete

Supervisor de Campo: Rosana

Número de Matrícula: 162-001659

Modalidade: Estágio Obrigatório

Instituição: Colégio Nossa Senhora do Nazaré

Endereço: Praça Madre Teresa Grillo Michel, 176, Centro – Cons. Lafaiete - MG

CEP: 36.401-124

Tel.: (31)3764-8400

  1. IDENTIFICAÇÃO

Instituição: Colégio Nossa Senhora de Nazaré

Data de fundação: 14 de julho de 1905

Descrição do quadro de funcionários: Professores, coordenadores, direção, psicóloga escolar, bibliotecária, faxineiras, cozinheiras, secretárias, técnico de informática e supervisores.

Público atendido: Crianças e adolescentes de 2 a 18 anos.

Horário de funcionamento: 07:10 a 12:30h no turno da manhã e 12:30 a 17:00h no turno da tarde.

Estrutura física da Instituição: Salas de aula, ginásio poliesportivo, pátio, laboratórios, observatório de Astronomia, Biblioteca, equipamentos de tecnologia para realização de aulas expositivas, salas de diretoria, professores, coordenador e de outros funcionários.

Carga horária total do estágio: 90 horas

Carga horária semanal: 5 horas

Dias da semana para observação: Segunda-feira e quarta-feira

Carga horária realizada até    03/04/2019   32:00 horas

Local da observação: Utilizado todo o ambiente da escolar.

Descrição do local de observação: 326 alunos matriculados, salas de aula e professores.

  1. ANTECEDENTES

A escola está localizada no centro da cidade de Conselheiro Lafaiete. Recebe crianças e adolescentes de 2 a 18 anos em dois períodos, a de manhã e a tarde. A maioria dos pais são de classe média alta sendo observado boa comunicação entre eles e a escola.

  1. RELATO E AVALIAÇÃO

Objetivo

Esse relatório tem como objetivo descrever o Colégio “Nossa Senhora de Nazaré”, local onde será realizado o estágio obrigatório como comprimento das normas do curso de Psicologia pela Fundação Presidente Antônio Carlos – FUPAC.

Introdução

Madre Teresa Grillo Michel, fundadora da Congregação das Pequenas Irmãs da Divina Providência teve a iniciativa de trazer para o Brasil sua obra missionária.

No dia 13 de junho de 1900 chegava Irmã Maria Imaculada Gilet à cidadezinha de Mococa, município de São Paulo para dirigir um colégio de meninas.

No dia 14 de julho de 1905 chega à cidade de Queluz de Minas, hoje Conselheiro Lafaiete, acompanhada de Irmã Vincenzina Gerbaudi. Tinham como destino a cidade de Diamantina, mas por engano no embarque, pararam na Estação de Queluz de Minas, aonde foram acolhidas pelo Vigário Pe. Américo Adolpho Taitson. O Sr. Vigário mandou uma carta para o Bispo de Diamantina manifestando a pretensão de segurar as duas religiosas, pois a cidade não possuída nenhum hospital e escolas. Logo, encaminhou à Câmara solicitando apoio e aprovação para as Irmãs Filhas da Divina Providência fundassem na cidade um hospital, um colégio e um asilo à infância abandonada.

Com as aprovações da prefeitura e do Dom Silvério Gomes Pimenta, autoridade máxima da Arquidiocese, iniciou-se, na cidade o trabalho que logo começaram a receber as primeiras crianças abandonadas.

Em 1907 já funcionava o hospital, com administração interna a cargo das Irmãs.

As crianças órfãs cresceram em um orfanato situado em uma casa doada pelo Vigário Pe. Américo, hoje o Colégio “Nossa Senhora de Nazaré”. O orfanato cuidou de centenas de órfãs.

Em 1913, na Casa do Orfanato “Nossa Senhora de Nazaré” já funcionavam o jardim infantil, o curso primário e um externato de meninos e meninas. Em 1916 a Casa passou a ser Colégio Orfanato e em 1º de agosto de 1918 foi fundado o pensionato, momento no qual começaram a receber jovens de diferentes pontos do país. A estrutura foi melhorada em 1925 e sofreu uma grande reforma em 1933. A educação ministrada para as jovens era de aspecto intelectual, moral, social e religioso. Em 1934 a escola elevada à categoria 2º grau.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.8 Kb)   pdf (115.9 Kb)   docx (30.7 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com