TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RELATO DE EXPERIÊNCIA VIVENCIADA COM OS ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL NA ESCOLA 31 DE MARÇO.

Por:   •  2/3/2017  •  Relatório de pesquisa  •  1.121 Palavras (5 Páginas)  •  224 Visualizações

Página 1 de 5

RELATO DE EXPERIÊNCIA VIVENCIADA COM OS ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL NA ESCOLA 31 DE MARÇO.[1]

RESUMO: O referido trabalho trata-se do informe de experiências vivenciadas com os alunos e professora da primeira série da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio 31 de março, do município de Ji-Paraná, tendo esse como objetivo de relatar o que observamos durante os dias que estivemos acompanhando o trabalho da professora e o desempenho dos alunos. O nosso interesse é socializar os saberes obtidos por nós nesse processo de aprendizagem e os desafios que enfrentamos para fugir das perspectivas tradicionais encontradas no decorrer da observação e assim fazermos uma comparação sobre o que aprendemos em sala de aula, na Componente Curricular Psicologia da Educação. Portanto, as nossas conclusões apontam para a importância das atividades lúdicas e significativas para as crianças.

PALAVRAS-CHAVE: Professora. Estrutura. Escola. Crianças.

INTRODUÇÃO

Para um acadêmico se tornar um bom profissional, necessita não somente do conhecimento teórico, mas de uma boa iniciação ao exercício da prática docente. Com o objetivo de demonstrar essa importância na formação dos futuros profissionais de psicologia voltados a educação é que relataremos as experiências vivenciadas enquanto acadêmicos de da disciplina de Psicologia da Educação.

Sendo de fundamental relevância ter-se a definição do que é a Psicologia Educacional ou Escolar, sendo assim, Psicologia educacional ou psicologia escolar é o ramo da psicologia que estuda o processo de ensino/aprendizagem em diversas vertentes: os mecanismos de aprendizagem nas crianças e adultos (o que está estreitamente relacionado com a psicologia do desenvolvimento); a eficiência e eficácia das táticas e estratégias educacionais, bem como o estudo do funcionamento da própria instituição escolar enquanto organização (onde se cruza com a psicologia social).

Os psicólogos educacionais desenvolvem o seu trabalho em conjunto com os educadores de forma a tornar o processo de aprendizagem mais efetivo e significativo para o educando, principalmente no que diz respeito à motivação e às dificuldades de aprendizagem. Focam a sua ação não apenas nas necessidades da criança e adolescente na escola, como também professores e pais noutras áreas em que as experiências escolares têm impacto. Como por exemplo, orientações de professores, pais ou alunos, com o uso da Orientação Educacional entre outros.  

METODOLOGIA

Para desenvolver o referido, relato de experiência, os acadêmicos se reuniram para acompanhar duas aulas na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio 31 de Março. Durante esse período, foi feita uma análise comportamental, sem interferência, como também, a análise da metodologia aplicada em sala. Para assim, podermos comparar com as teorias  aplicadas na disciplina, Psicologia da Educação.

DESENVOLVIMENTO

O Estagio desenvolvido de observação realizado na sala do 1º ano A no período matutino, do Ensino Fundamental da Escola 31 de Março, a sala em questão tinha um total de 18 alunos matriculados, sendo desses 07 (sete) meninas e 11 (onze) meninos, com idade entre 05 e 06 anos, a sala é pequena e com muitas carteiras que ocupam um espaço desnecessário nesse horário, levando e consideração que a mesma sala é utilizada também no período noturno por outra turma de nível médio.

Muito nos chamou a atenção à desorganização da sala bem como o ambiente desprovido de higiene, e raros recursos visuais que é considerado de extrema importância nas series iniciais, bem como, poucos ou quase nada de recursos ou materiais pedagógicos disponíveis para uso da professora ou dos alunos. As aulas iniciam as 07h15min com pausa para lanche as 09h00min, após o lanche retornam a sala e saem para o intervalo (recreio) as 09h30min com retorno e término do mesmo as 09h45min e as aulas encerram as 11h00min.

A sala é consideravelmente silenciosa considerando ser de 1º ano, no entanto os alunos em geral são bem dispersos, o que nos da a ideia da aula não lhes ser atrativa, com exceção de quando lhes eram solicitados que realizassem atividades de matemática, essas atividades lhes prendiam a atenção e os deixavam participativos.

Dentre os alunos havia um em especial com um comportamento diferenciado, seu desenvolvimento cognitivo em relação aos demais apresentava aparentemente grande diferença, uma vez que, o mesmo não desenvolvia nenhuma das atividades propostas pela professora, nem mesmo as de pintura, no entanto, o aluno tinha uma excelente desenvoltura para desenhar, criar, usando muito bem a sua imaginação.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.3 Kb)   pdf (109.8 Kb)   docx (14.5 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com