TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Reflexões Sobre Variáveis Psicológicas E O Processo Ensino-aprendizagem.

Por:   •  17/3/2014  •  375 Palavras (2 Páginas)  •  469 Visualizações

Página 1 de 2

Reflexões sobre variáveis psicológicas e o processo ensino-aprendizagem.

Introdução.

Este texto destacara algumas reflexões sobre a formação, a importância do autoconceito no desenvolvimento e na aprendizagem do individuo e os reconhecimentos da autoeficácia como variável importante no processo de aprendizagem.

Texto.

]

As mudanças que surgem ao longo do desenvolvimento humano afetam a interação social, afetiva, comportamental, fisiológica e cognitiva em todas as etapas da vida. À medida que a criança cresce sua interação com o ambiente e com outras pessoas vai ficando cada vez mais diferenciada e diversificada. No desenvolvimento e aprendizado do individuo, o autoconceito e as percepções dos outros podem afetar também sua capacidade intelectual, suas habilidades para resolver situações problemáticas, sua curiosidade e motivação, ou sua maturidade. Além disso, entre as crianças e adolescentes, as experiências sociais de sucesso ou fracasso no ambiente familiar e escolar podem exercer forte influência na formação do autoconceito que por sua vez pode interferir positiva ou negativamente nos seus relacionamentos interpessoais, no desempenho acadêmico e no estilo de vida.

Se compararmos crianças com autoestima alta com crianças com autoestima baixa, geralmente, vemos que as primeiras obtêm melhores resultados escolares, não ficam justificando seus fracassos, mas sabem que são responsáveis pelos próprios fracassos e sucessos, possuem mais amigos, percebem seu relacionamento com seus pais de forma mais positiva, são mais competitivas e, quando atingem a adolescência, tendem a serem jovens capazes de responder às exigências da vida e lidar com diferentes situações do dia a dia de modo satisfatório.

Do mesmo modo a autoeficácia também constitui uma importante variável no processo de aprendizagem. A criança com autoeficácia alta não fogem de desafios, mas procuram vencê-los por outro lado, as com baixos índices de autoeficácia tendem a sentirem-se inúteis e não se sentem capazes de vencer e ultrapassar obstáculos. Acabam desistindo de executar tarefas ou alcançar objetivos por não acreditarem em sua capacidade realizadora.

Dessa forma percebe-se que as experiências negativas diminui o autoconceito escolar do individuo, sua autoestima, sua autoeficácia, sua motivação e seu esforço, afetando suas relações sociais e muitas vezes provocando um comportamento inadequado, retraimento e às vezes até isolamento social.

Nesse sentido existem inúmeras maneiras dos professores contribuírem para o desempenho escolar de seus alunos entre elas está estabelecer metas de aprendizagem e ajuda-los a manejar o fracasso de modo construtivo.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.7 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com