TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

TRABALHO INTERDISCIPLINAR - Neuropsicologia E Psicologia Do Desenvolvimento Infantil

Por:   •  21/9/2014  •  1.605 Palavras (7 Páginas)  •  523 Visualizações

Página 1 de 7

Rendel Felipe Sena Nascimento Aguiar

TRABALHO INTERDISCIPLINAR

Neuropsicologia e Psicologia do Desenvolvimento Infantil

Belo Horizonte

2011

Rendel Felipe Sena Nascimento Aguiar

FACULDADE DE ESTUDOS ADMINISTRATIVOS

DE MINAS GERAIS

TRABALHO INTERDISCIPLINAR

Neuropsicologia e Psicologia do Desenvolvimento Infantil

Trabalho apresentado como requisito de avaliação na disciplina de Neuropsicologia, do curso de Psicologia, ministrado pelo Professor Gustavo Barreto.

Belo Horizonte

2011

MEMÓRIA

Avanços da neuropsicologia cognitiva no campo da memória

A memória é uma função central do cérebro humano pelo qual acessamos nosso conhecimento passado objetivando usá-lo no presente com vistas a estabelecer comunicação entre nossos pares, resolver problemas, etc. (Alves, 2009). Conforme Palomini, citado por Alves (2009);

As funções de memória fornecem a base de informações que contextualiza um indivíduo no seu tempo e lugar, conferem-lhe uma identidade única, forjada no conjunto de suas experiências passadas, organizam a evocação de fatos relevantes para sua identidade cultural. (Alves apud Palomini, 2002, p. 260)

Fernandes & Park (2006), dizem ainda que:

O processo de esquecimento produz o deixar de existir, enquanto que a lembrança carrega o potencial da existência. Somos quem somos por causa daquilo de que nos lembramos; é isso que nos confere identidade e que permite o nosso reconhecimento por um outro. (Fernandes & Park, 2006)

Segundo Sternberg (2000), uma das questões centrais na neuropsicologia da memória é: onde estão armazenadas as memórias, no cérebro, e quais estruturas e áreas cerebrais estão envolvidas nos processos de memória, tais como a codificação e a evocação.

Muitas das primeiras tentativas de localização da memória foram infrutíferas, somente depois de vários experimentos e o reconhecimento de um renomado neuropsicólogo, Karl Lashley, é que os psicólogos foram capazes de localizar muitas estruturas cerebrais envolvidas na memória, tais como o hipocampo e outras estruturas vizinhas.

Ainda segundo Sternberg (2000), os estudos de vítimas de amnésia revelaram muito sobre o modo como a memória depende do funcionamento eficiente de determinadas estruturas cerebrais. Combinando lesões específicas no cérebro, com déficits particulares de função, os pesquisadores vieram a entender como funciona a memória normal. Desse modo, ao estudarem diferentes tipos de processos cognitivos no cérebro, os neuropsicólogos, frequentemente, procuram dissociações de função específica, mas as pessoas com lesões cerebrais específicas mostram a ausência dessa função particular, apesar da presença de funções normais em outras áreas.

Apesar de ainda não terem sido identificados os traços específicos da memória, muitas das estruturas específicas envolvidas na sua função foram localizadas. Até agora, as estruturas subcorticais envolvidas na memória parecem incluir o hipocampo, o tálamo, o hipotálamo e até os gânglios da base e o cerebelo.

O desenvolvimento fisiológico do cérebro parece ser crucial a muitos aspectos da memória, conforme evidenciado pela aparente universalidade da amnésia infantil.

Falsas memórias

A memória como já descrito antes, é um processo cognitivo superior e complexo que envolve mais de um estágio para o seu funcionamento normal, por isso em se tratando de falsas memórias estamos não só falando do armazenamento e principalmente

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11.5 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com