TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

TRANSTORNOS DE ALIMENTAÇÃO "COMIDA"

Por:   •  4/2/2019  •  Resenha  •  2.377 Palavras (10 Páginas)  •  13 Visualizações

Página 1 de 10

TRANSTORNOS DE ALIMENTAÇÃO

"COMIDA"    

autoria/Composição: Arnaldo Antunes / Marcelo Fromer / Sérgio Britto

grupo musical: TITÃS

Bebida é água

Comida é pasto

Você tem sede de quê?

Você tem fome de quê?

A gente não quer só comida

A gente quer comida, diversão e arte

A gente não quer só comida

A gente quer saída para qualquer parte

A gente não quer só comida

A gente quer bebida, diversão, balé

A gente não quer só comida

A gente quer a vida como a vida quer ...

 

  1. Introdução

História da alimentação

                O  alimento é uma necessidade básica, desde os primórdios, os homens e seus descendentes  estabeleceram  uma relação com a  comida   e esta ocorreu de maneira peculiar. Na  idade paleolítica,  o homem vivia e  praticava a caça para sobreviver mas quando começou a cultivar o solo(agricultura) tornou-se  mais  sociável pois os integrantes ficavam mais próximos dos locais de armazenamento dos alimentos, porém naquela época, não haviam formas de conservar as grandes caças e portanto tornou-se necessário o compartilhamento do alimento com outros, dando a idéia de compartilhamento e hospitalidade e surgindo assim  as   comunidades. Esse foi um marco evolutivo da humanidade.

        Assim sendo o início da civilização se relaciona com os alimentos e seus  rituais. A principio a  busca por alimento nos tornou semelhantes a outros animais com uma ressalva, o humano tem a  necessidade de satisfazer a sensação de comer/ prazer e  os animais  comem até se saciarem, assim sendo , depois do preparo do alimento e o prazer advindo do comer dá-se início ao ritual da alimentação, chamado de  refeição (FRANCO, 1995 p. 16-17).

         O alimento sempre esteve associado a festividades e a integração das pessoas  fortalecendo a solidariedade e os laços de afetividade entre os membros de um grupo, contudo esse costume também se apresenta em rituais  religiosos e determinam a cultura de um povo e sua origem, há os rituais de casamento e morte, exemplo mural do antigo Egito , as  tradições da cultura oriental  e outros ... Na mitologia e simbolismos antigos,  temos a idéia de aproximação do homem com suas divindades e  o uso do trigo e da cerveja pelos antigos Egípcios  nos remetem aos  rituais  de  proteção e prosperidade  e na Grécia antiga temos o início da idéia de culinária e gastronomia   (FRANCO, 1995 p. 18-29).

        Durante os séculos até a  Idade Média, houve um aperfeiçoamento lento dos modos de produção de alimentos, o comercio entre os continentes  fez disseminar o uso de diferentes tipos de alimentos exemplo: à introdução de plantas e especiarias/ condimentos de diversas áreas. Em tempos modernos quando se fala em alimentação não temos como não pensar  no contraditório da alimentação, que é a fome. A distribuição de alimentos  no mundo é desigual ao mesmo tempo em que países desenvolvidos  tem oferta excessiva  de alimentos com consumo nem sempre adequado do ponto de vista da nutrição, o oposto ocorre nos países em fase de desenvolvimento  que convivem com uma escassez de alimento  e por consequência tem que lidar com a fome  e a desnutrição. Hoje  nos relacionamos com os alimentos e sua obtenção de maneira desigual e isso se  tornou um problema de saúde pública porque o excesso ou a falta dele  podem gerar doença/transtornos, tendo como ponto de vista o aspecto  fisiológico/biológico/social e psicológico. (ABREU, VIANA ET AL, 2001 P.4-5).

        A forma  como cada um vive, seus hábitos, sua cultura têm sido influenciados por convicções e culturas trazidos pela globalização, e a consequência se traduz em  hábitos alimentares não saudáveis e para que tal fato não ocorra  é necessário que  se compreendam os ambientes e se analise a forma como os indivíduos se alimentam, de forma individual, coletiva e até mesmo mundial. (ABREU, VIANA ET AL, 2001).

  1. O que é transtorno de alimentação  

        Inicialmente vamos diferenciar fome de apetite,  onde fome é caracterizado como carência biológica de alimentos que se manifesta por ciclos regulares e apetite está mais ligado a um estado mental  sendo mais correlacionado a aspectos psicológicos do que ao fisiológico, assim sendo, uma conduta alimentar tida como normal são impulsionadas pelas sensações básicas como fome, sede e saciedade e estas são controladas e monitoradas pelo sistema nervoso central dentro da região do hipotálamo e demais órgãos/estruturas límbicas e corticais. Apesar de uma aparente banalidade na vida cotidiana dos indivíduos, o comportamento alimentar é um fenômeno dos mais complexos  e está baseado em três dimensões distintas que são: fisiológica-nutritiva, psicodinâmica-afetiva e das relações. . (DALGALARRONDO, 2008 p.339)

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.3 Kb)   pdf (151.1 Kb)   docx (16.1 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com