TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

HISTÓRIA, CULTURA E SANEAMENTO BÁSICO: UM OLHAR SOBRE A CIDADE DE FARO/PA

Por:   •  25/4/2017  •  Trabalho acadêmico  •  4.850 Palavras (20 Páginas)  •  749 Visualizações

Página 1 de 20

HISTÓRIA, CULTURA E SANEAMENTO BÁSICO: UM OLHAR SOBRE A CIDADE DE FARO/PA

SILVA1

FILGUEIRA2

LIMA3

OLIVEIRA4

Resumo:

O objetivo deste artigo é analisar a história e cultura da cidade Faro/PA, contemplando os aspectos da prática da Umbanda, enquanto religião tida sob a perspectiva antropológica, bem como identificar a atuação das políticas públicas no que se refere ao saneamento básico dessa realidade. É fruto de pesquisa realizada no mês de fevereiro de 2017, com moradores e representantes da Secretaria Municipal de obras de Faro, cuja base de investigação pautou-se na abordagem qualitativa. Os resultados apontam contradições em relação à significância da Umbanda para os próprios praticantes, o que reflete no desconhecimento da população e, mostram ainda, que a falta do saneamento básico viabiliza e acentua a desigualdade social no município, sendo por isso colocado como um desafio para as políticas públicas.

 

Palavras-chave: História e cultura; Umbanda; Saneamento Básico; Faro/PA.

Introdução

Este trabalho é resultado de uma pesquisa de campo que interligou as disciplinas História Cultural da Amazônia, Antropologia Cultural e Questão Social na Amazônia, do curso de Serviço Social da Universidade Federal do Amazonas/Campus Parintins.

Teve o intuito de analisar os aspectos da prática da Umbanda contemplando a história e cultura da cidade de Faro/PA, sob a perspectiva da história cultural da Amazônia, e sob a ótica antropológica; bem como identificar a atuação das políticas públicas que se desdobra na ausência de saneamento básico no município como uma expressão da Questão Social.

A cidade de Faro foi escolhida para a pesquisa por ser uma das mais antigas da região oeste do estado do Pará, por carregar o misticismo da prática da Umbanda, e por isso ser vulgarmente conhecida como a “terra da macumba”. Poucos são os trabalhos que exploram essa questão, assunto que, aliás, configura uma das características da própria cultura amazônica, para entendimento da herança dos indígenas e negros, que historicamente povoaram a região norte do país. Culmina, contudo, com os apontamentos sobre o saneamento básico, ou como a falta desse direito para a população se torna objeto de estudo para o Serviço Social.

Quanto aos procedimentos metodológicos que orientam a elaboração deste artigo foram sequenciados em duas etapas nos meses de Janeiro/Fevereiro de 2017. Na primeira, foi realizada revisão bibliográfica cujas principais discussões foram sobre: a história cultural da Amazônia, a Umbanda enquanto religião afro-brasileira, e saneamento básico como expressão da Questão Social.      

Na segunda etapa procedeu-se a pesquisa de campo de natureza qualitativa com uso de instrumentos específicos para coleta de dados. O universo de estudo foi composto por moradores e representantes do governo municipal de Faro, com os quais foi realizada aplicação de questionários com perguntas abertas e fechadas, e o secretário municipal de obras por meio de entrevista. De posse dessas informações fez-se a análise dos dados norteados pelo referencial teórico do estudo, como consta a seguir.

História Cultural da Amazônia

Historiadores se embasam em conceitos antropológicos para compreender e difundir a cultura, de modo geral, pois está atrelada às origens e trajetórias do homem. Embora ainda seja complexo definir, é possível dizer que resulta das práticas e das representações que conferem a identidade de um grupo humano. Somos obrigados a reconhecer que cultura constitui, na verdade, um nome aplicável a um campo semântico, em contínuo processo de ampliação e complexificação (FALCON, 2002).

A Amazônia como um espaço de diversidades, compõe a sociedade brasileira com sua realidade geográfica e histórica, se destacando principalmente por sua riqueza natural e pela magia contida nos seus mitos, nas invenções literárias, na religiosidade de seu povo. “A cultura amazônica apresenta uma fisionomia intelectual, artística, e moral, próprias e constituídas no decorrer da história regional” (PAES LOUREIRO, 2003). É justamente dentro desse contexto que está a motivação para entender os aspectos culturais da cidade de Faro/PA, que faz parte da Amazônia brasileira.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (31.1 Kb)   pdf (580.6 Kb)   docx (336.3 Kb)  
Continuar por mais 19 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com