TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Desafio Profissional

Por:   •  13/5/2019  •  Trabalho acadêmico  •  1.231 Palavras (5 Páginas)  •  19 Visualizações

Página 1 de 5

anhanguera educacional

uniderp

centro de educação a distância

CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

NADIRA MELO GOMES 1600343641

DESAFIO PROFISSIONAL

DISCIPLINAS NORTEADORAS: PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL, TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO E INDICADORES SOCIAIS, POLÍTICA SOCIAL DE ATENÇÃO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE, PROJETOS DE PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL E REDE SOCIOASSISTENCIAL E TERCEIRO SETOR

TUTORA EAD:

Josi da costa greffe

PASSO FUNDO - RS

05/2019

DIREITOS HUMANOS E SERVIÇO SOCIAL: O DESAFIO ATUAL

Resumo

O presente artigo propõe uma discussão acerca da relação do Serviço Social com os direitos humanos relacionados às pessoas com deficiência, aos afrodescendentes e as relações de gênero.

Palavras chave: Direitos Humanos e Serviço Social.

Introdução

Os direitos humanos assim como os direitos sociais, acabam ficando em segundo plano, visto que os direitos políticos e civis viabilizam a sociedade capitalista, pois vivemos em uma sociedade onde o direito à propriedade só é concedido a uma pequena parcela da humanidade, o que contraria a lógica dos direitos sociais. As lutas pela garantia dos direitos humanos são construções históricas e se constituem de diversos avanços, no que concerne a mentalidade da sociedade apesar de encontrarem barreiras nesse pensamento que muitas vezes parecem intransponíveis. Para tanto, em nossa exibição teórica, objetivamos expor acerca dos direitos humanos no Brasil destacando os avanços e retrocessos, dando ênfase para o serviço social e a defesa dos direitos humanos, buscando apontar os atuais desafios, tendo em vista a violação cotidiana dos direitos referente as pessoas com deficiência, afrodescendentes e as relações de gênero no país.  

Inerentes a todos e qualquer cidadão, os direitos humanos incluem o direito à liberdade, igualdade, acesso à educação, saúde, habitação, moradia, lazer, dentre tantas outras necessidades sociais, que possibilite melhores condições de vida aos indivíduos. Entretanto, nos limites de uma sociedade capitalistas, os direitos são

sempre relativos e limitados as pessoas com deficiência afrodescendentes ou relações de gênero.

Desenvolvimento

O Serviço Social é uma profissão de caráter sócio-político, crítico, investigativo e interventivo, que se utiliza dessa ferramenta científica para análise no conjunto de desigualdades sociais. Esses profissionais, juntamente com os direitos humanos atuam na defesa dos direitos das pessoas com deficiências.  Veja-se, que o conceito de pessoa com deficiência é amplo, possibilitando a inserção de vários tipos e níveis de deficiência, confirmando a preocupação legal com a inclusão de todas as pessoas com deficiência na sociedade. A ação de incluir é abrangente e, prevê a inserção da pessoa com deficiência na vida social com igualdade de direitos, garantias e obrigações. É direito humano e fundamental, com previsão infraconstitucional, constitucional e internacional, de responsabilidade do Estado, da sociedade, da família, de todos. Incluir é permitir à pessoa com deficiência vivência plena, sem qualquer tipo de discriminação ou preconceito.  A acessibilidade, que nada mais é que a eliminação de barreiras, de obstáculos e comportamentos que impeçam a participação social e o exercício dos direitos da pessoa com deficiência (incluindo acesso, com segurança e autonomia, a espaços, mobiliários, equipamentos urbanos, edificações, transportes, informação e comunicação, inclusive seus sistemas e tecnologias). Assim, a acessibilidade é um direito da pessoa com deficiência e é obrigação de toda a sociedade e os assistentes sociais tem grande relevância nesse processo, de inclusão e defesa dos direitos da pessoa com deficiência.

O serviço social prevê o empenho na eliminação de todas as formas de preconceito e, nisso, pode-se inserir o racismo enraizado na sociedade e que leva a altos índices de desigualdade racial/social. As desigualdades raciais no Brasil configuram-se como um fenômeno complexo e se constituem como um desafio grandioso a ser superado pelos governos e pela própria sociedade como um todo. Combater e enfrentar as dificuldades que se colocam para a superação das desigualdades e da discriminação são os desafios colocados e evidenciados no campo das políticas públicas para a igualdade racial, a partir da reflexão de que o povo brasileiro precisa reconhecer e aceitar sua origem e sua cultura, fato ainda muito incipiente na sociedade brasileira. Tal movimento pode se dar, entre outros, por meio de políticas mais efetivas, que perpassem pelas relações sociais, combatendo as desigualdades sociais, o preconceito e o racismo infiltrado nos diversos cantos e espaços do país. O gênero se refere aos papéis desempenhados por homens e mulheres na sociedade. Consequentemente, falar em gênero não é o mesmo que se referir à mulher, mas discutir as relações sociais entre homens e mulheres, ponderando as relações de dominação e exploração entre gêneros determinadas socialmente. Nessa conjuntura em que atuam os assistentes sociais, se insere demandas relativas a gênero, que não se refere à palavra sexo, como se pode equivocadamente pensar, mas trata-se de construções históricas e culturais a respeito da ideia de homem e mulher, temática emaranhada de preconceitos, que constituem aspectos de dominação e submissão de uns sobre outros. Diante disso, percebe-se que as relações de gênero estão presentes nos diversos âmbitos sociais, configurando-se como demanda para a profissão. Nessa perspectiva, são indispensáveis estudos e debates sobre gênero no processo de formação do serviço social, como forma de compreender as suas relações de dominação, desigualdade e exploração e seus rebatimentos na realidade social, econômica e política.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.1 Kb)   pdf (115.7 Kb)   docx (23.1 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com