TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Por:   •  7/11/2019  •  Resenha  •  1.270 Palavras (6 Páginas)  •  4 Visualizações

Página 1 de 6

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Discentes: Beatriz do R. Batista

Resenha crítica

Diamantina

2016

Artigos:

HOFFMANN, R. A.; TAFNER, M. A.; FISCHER, J. Paralisia cerebral e aprendizagem: Um estudo de caso inserido no ensino regular. Oct. de 2008.

COSTA E SILVA, A. A. et. al. Esporte adaptado: Abordagem sobre os fatores que influenciam a prática do esporte coletivo em cadeira de rodas. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, ed. 20. São Paulo, Out-Dez de 2013. p. 679-687.

SILVA JÚNIOR, J. D.; SILVA, J. L.; COSTA, L. T. Educação física e transtorno de déficit de atenção e Hiperatividade: Um olhar no contexto escolar. Revista ARQUIVOS em Movimento, Rio de Janeiro, v.9, n.1, p.62-73, jan/jun 2013.

O texto  Educação física e transtorno de déficit de atenção e Hiperatividade: Um olhar no contexto escolar aborda o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) que atualmente, é definido por muitos como a dificuldade em se manter atento e/ou concentrado.  O texto expõe que o TDAH, por falta de conhecimento em relação à doença, já foi compreendido como um distúrbio comportamental  em meninos foi um possível fator para rotulação e formação de estereótipos para as crianças atingidas por este transtorno.

Os autores realizaram uma revisão de literatura, e encontraram diversos estudos relacionados ao TDAH que apresentam diferentes linhas de pensamento e informações sobre este transtorno. Segundo Phelan (2005), oito características geralmente acompanham o TDAH, sendo que as pessoas podem apresentar todas ou apenas algumas dessas características: desatenção ou tendência à distração, impulsividade, dificuldade de esperar para ser atendidos, hiperatividade, excitação emocional, desobediência, problemas sociais e desorganização.

No texto, os autores apresentam dados epidemiológicos encontrados na literatura para o TDAH, os conceitos, os sintomas e os parâmetros para a realização do diagnóstico. O autor também destaca outras comorbidades que estão correlacionadas com o TDAH, como os transtornos: desafiador de posição, de conduta, depressão, do humor bipolar, de ansiedade e de tiques (ROHDE; MATTOS, 2003).

Os autores concluem que os professores de Educação Física necessitam de conhecimentos referentes ao TDAH, pois estes são muito importantes para o desenvolvimento pleno dos escolares com TDAH. Para isso, o autor recomenda que os mesmos exerçam planejamento individualizado de maneira a identificar às áreas de distúrbio de aprendizagem, trabalhando nas capacidades dos alunos e não em suas desvantagens, dessa forma, avaliando e readaptando abordagens que originem melhores resultados.

De forma geral, é possível compreender no texto, elementos que destacam a necessidade de adaptação por parte dos professores/educadores, para que os alunos que possuem TDAH possam de fato ser incluídos e obter sucesso no ambiente escolar.

A necessidade de inclusão também é abordada no texto  Paralisia cerebral e aprendizagem: um estudo de caso inserido no ensino regular. O referido texto traz uma metodologia diferente do anterior, apesar de ser elaborado com fundamentação em uma grande base de autores, este artigo trata sobre um estudo de caso de uma criança da 2ª série do ensino fundamental, da rede Municipal de uma das cidades catarinenses. Para preservar a identidade da aluna, os autores se referem a ela como PC.

Os autores relatam com detalhes como foi o contato e relação com PC, desde o 1º dia que ingressaram na escola. Apesar de apresentar diversos sintomas, a família da criança se recusava a aceitar a deficiência, sempre inventando justificativas e até mesmo se contradizendo. Somente aos 5 anos a criança ingressou na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), onde se descobriu que realmente era um caso de Paralisia Cerebral, de leve a moderada, ainda tentando diagnosticar as reais causas, pois a inaceitação e a omissão de fatos da família impossibilitava um diagnóstico preciso.

O texto deixa claro que a descoberta do diagnóstico foi fundamental para o início de um planejamento especial para o ensino, com foco nas maiores necessidades para o desenvolvimento integral de PC.

Ao longo do texto são detalhadas diversas atividades que foram realizadas, bem como foi o processo ensino-aprendizagem e os resultados alcançados por PC.

Após relatar o caso estudado, os autores realizam uma breve abordagem sobre o que é a inclusão, e sobre alguns documentos que a definem, como por exemplo, a Declaração de Salamanca e o Programa da Organização das Nações Unidas sobre Deficiências Severas. No entanto, o texto estaria mais bem contextualizado se os conceitos sobre inclusão fossem apresentados antes do estudo de caso, conduzindo o leitor para o objetivo principal da pesquisa.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.5 Kb)   pdf (113.3 Kb)   docx (11.1 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com