TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

CURSO DE FARMÁCIA DISCIPLINA DE IMUNOLOGIA CLÍNICA

Por:   •  3/7/2017  •  Seminário  •  1.811 Palavras (8 Páginas)  •  162 Visualizações

Página 1 de 8

CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO

ÁREA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

CURSO DE FARMÁCIA

DISCIPLINA DE IMUNOLOGIA CLÍNICA

DILUIÇÕES

[pic 1]

        Os métodos de laboratório nos quais uma quantidade de uma substância é adicionada a outra para reduzir a concentração de uma das substâncias são conhecidos como diluições.

        

IMPORTANTE: Uma diluição é uma expressão de concentração, não de volume. Expressa de outra forma, uma diluição indica a quantidade relativa de substâncias em uma solução. Quando a palavra diluição é usada, ela deve significar o número de partes que foram diluídas em um número total de partes. Em outras palavras, uma diluição deve significar o volume de concentrado no volume total da solução final. O menor número corresponde ao número de partes da substância que está sendo diluída; o maior número refere-se ao número total de partes da solução final.

        Considere as seguintes frases:

  • Faça uma diluição 1 para 10 de soro em salina.
  • Faça uma diluição 1 em 10 de soro em salina.
  • Faça uma diluição 1 para 10 de soro com salina.
  • Faça uma diluição 1/10 de soro com salina.
  • Faça uma diluição 1:10 de soro usando salina.
  • Faça uma diluição de 1 parte de soro e 9 partes de salina.
  • Faça uma diluição de 1 parte de soro para 9 partes de salina.

Qual é a diferença entre essas frases?  Nenhuma! Todas significam exatamente a mesma coisa.

ENTÃO: Diluir é acrescentar solvente a uma solução mantendo-se inalteradas as quantidades de soluto existentes.

D=      V soluto[pic 2]

   V soluto + V solvente

1 parte de soro

+ 9 partes de salina[pic 3]

10 partes de solução final

        O significado difere quando usamos a palavra razão. Os números passam a se referir aos materiais da razão, que podem ser escritos de diversas formas:

  • 1:9
  • 1 para 9
  • 1/9

Não importa como a razão é escrita, a ordem dos números deve corresponder à ordem das substâncias às quais a razão se refere.

Ex: Uma razão de soro para salina 1:9 é igual a uma razão salina para soro 9:1, o que é a mesma coisa que uma diluição de 1:10 de soro com salina.

TÍTULO é a concentração de uma solução determinada por titulação. É a menor quantidade ou concentração que produzia um efeito particular ou produto. O título é a recíproca da diluição. Então, em uma reação de pesquisa de anticorpos positiva na diluição ½ e ¼ e negativa na diluição 1/8 e 1/16, o título é 4.

Ex:

 Dilua 2 mL de soro com 28 mL de salina. Deve-se somar 28 mL de salina em 2 mL de soro. Então, o volume total da solução final é 30 mL.

2 mL de soro

+ 28 mL de salina[pic 4]

30 mL de solução final

A diluição desta solução seria 2 em 30. No entanto, diluições são geralmente propostas como 1 para algum número. Para converter uma diluição 2:30 em uma diluição de 1 em algo, é só montar um problema de razão-proporção: 2 está para 30 assim como 1 está para X.

2/30 = 1/X          2X=30     X=15  - a diluição soro em salina é 2:30 ou 1:15

A razão desta solução seria 2: 28. No entanto, diluições são geralmente propostas como 1 para algum número. Para converter uma diluição 2:28 em uma diluição de 1 em algo, é só montar um problema de razão-proporção: 2 está para 28 assim como 1 está para X.

2/28 = 1/X          2X=28     X=14  - a razão soro em salina é 2:28 ou 1:14  ou então, uma razão salina em soro 14:1

Para diluições seriadas, ao se calcular a concentração, é necessário multiplicar a concentração original pela 1ª diluição, a seguir pela segunda diluição, esta pela terceira diluição e assim por diante, até que a diluição final seja conhecida.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.7 Kb)   pdf (235.1 Kb)   docx (127.7 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com