TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ÁREAS DE ATUAÇÃO DO FONOAUDIÓLOGO

Por:   •  14/9/2016  •  Trabalho acadêmico  •  920 Palavras (4 Páginas)  •  1.046 Visualizações

Página 1 de 4

UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - (ICB)

FONOAUDIOLOGIA

ÁREAS DE ATUAÇÃO DO FONOAUDIÓLOGO

Valdirene Cássia Bosa

Passo Fundo, RS, Brasil

2016

Áreas de atuação do Fonoaudiólogo

A Fonoaudiologia foi reconhecida no Brasil, em 1930, sendo regulamentada e reconhecida em 9 de dezembro de 1981, pela Lei nº 6.965. Na Fonoaudiologia estuda-se a comunicação e seus distúrbios, por exemplo: linguagem, articulação de sons da fala, voz audição. Dentro da Fonoaudiologia a várias áreas de atuação onde citarei durante esse texto.

 A Voz, é voltada para o estudo e pesquisa da voz, pode-se trabalhar na reabilitação, aperfeiçoamento e prevenção. O fonoaudiólogo especialista na área da voz, é chamado de “Especialista em Voz”. Eufonia é considerada a voz saudável, já a Disfonia é uma alteração na voz, sendo ela: orgânica, funcional e organofuncional (reabilitação). São feitos exames da voz antes de começar o tratamento fonoaudiólogo, (Exame ORL). “Os médicos devem visualizar a laringe antes de prescrever terapia vocal, além de documentar e comunicar os resultados ao fonoaudiólogo” Schwartz et al. (2009).

A Audiologia é voltada para a prevenção, promoção, diagnostico, e reabilitação auditiva, seu objetivo é garantir a comunicação e qualidade de vida. O especialista em Audiologia é chamado de “Especialista em Audiologia”. O campo da Audiologia é bem amplo, dentre elas podemos citar: Audiologia Infantil, Audiologia Ocupacional, Audiologia Clinica, Audiologia Educacional, entre outras. Na Audiologia Infantil é feita a triagem neonatal, isso acontece antes de o recém-nascido ter alta hospitalar, ou seja, é feito no hospital ainda o exame. O PAIR é perda auditiva induzida por ruído, é decorrente de níveis elevados de pressão sonora. Exames feitos são: Audiometria, Logoaudiometria, Imitanciometria, Bera. A perda auditiva é classificada como: leve, moderada, moderada severa, severa e profunda. Processamento Auditivo, é ouvir e entender o que ouviu. “É aquilo que fazemos com o que ouvimos” Katz, 1999.

O campo em Motricidade Orofacial é voltado para estudo, prevenção, avaliação, habilitação, e reabilitação estruturais e funcionais das regiões orofacial e cervical. É chamado de “Especialista em Motricidade Orofacial”, o especialista dessa área. Funções: respiração, deglutição, sucção, mastigação, fonação. A respiração é oral, pois ocorre a troca do trajeto aéreo da via nasal para a oral. A disfagia é a dificuldade para engolir. Podemos citar algumas doenças da Motricidade Orofacial: Fissura Labiopalatina, Paralisia cerebral, Paralisia Facial, Parkinson, Síndrome de Down e outras síndromes.

A atuação do fonoaudiólogo nas Instituições Educacionais é na prevenção, evolução da comunicação e da linguagem. Surge então as parcerias entre os professores e fonoaudiólogos. Nas escolas especiais o atendimento é individual, já nas escolas comuns o objetivo é educativo e não terapêutico, ou seja, Fonoaudióloga não realiza atendimento clinico na escola. São feitas triagens nas escolas com enfoque na linguagem, fala, audibilitação e motricidade oral. Quando é diagnosticado alguma alteração os alunos são encaminhados para atendimento clínicos, em postos de saúde.

A Interdisciplinaridade, Multidisciplinaridade e Transdisciplinaridade é a relação dos profissionais que trabalham, atuam junto com o fonoaudiólogo. Interdisciplinar é relacionar disciplinas, num conjunto abrangente. Multidisciplinaridade é estudar diversas disciplinas, tópicos. Ocorre quando “para a solução de um problema, torna-se necessário obter informação de duas ou mais ciências ou setores do conhecimento, sem que as disciplinas envolvidas no processo sejam elas mesmas modificadas ou enriquecidas” (Piaget apud CHAVES, 1988, p. 5). Transdisciplinaridade é diversos níveis de realidade. “O conceito envolve “não só as interações ou reciprocidade entre projetos especializados de pesquisa, mas a colocação dessas relações dentro de um sistema total, sem quaisquer limites rígidos entre as disciplinas”. (Piaget, apud CHAVES, 1988, p. 5). Alguns dos profissionais que trabalham junto com o fonoaudiólogo são: Otorrinolaringologista, Ortodontista, Neurologista, Fisioterapeuta, Terapeuta Ocupacional, Psicólogo, Nutricionista, Escola e Família.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.6 Kb)   pdf (109 Kb)   docx (11.3 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com