TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS NA INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA

Por:   •  18/3/2016  •  Trabalho acadêmico  •  1.140 Palavras (5 Páginas)  •  230 Visualizações

Página 1 de 5

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ – UNICESUMAR

O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS NA INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA PARA O DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO PARANÁ

MARINGÁ

2014

O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS NA INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA PARA O DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO PARANÁ

Projeto de pesquisa apresentado ao Centro Universitário de Maringá como requisito parcial para a obtenção da nota da disciplina de Metodologia da Pesquisa.

MARINGÁ

2014


SUMÁRIO[pic 1]

1 INTRODUÇÃO        4

2 JUSTIFICATIVA        5

3 OBJETIVOS        6

3.1 GERAL        6

3.2 ESPECÍFICOS        6

4 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS        7

REFERÊNCIAS        8


1 INTRODUÇÃO

O tema desta pesquisa é a sustentabilidade no desenvolvimento agropecuário brasileiro.No contexto atual, diversos setores da agricultura e da pecuária impulsionaram suas relações comerciais com o mercado externo. De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), até 2050, estima-se que o Brasil responderá por 40% da produção de alimentos no mundo. O crescimento da população mundial tem contribuído para o aumento da demanda por alimento, o que torna o Brasil, um dos maiores exportadores no ramo agropecuário. Porém, as práticas de monocultura e a degradação das pastagens são questões preocupantes no que se refere ao desenvolvimento agropecuário no Brasil. Nesse contexto, há a necessidade de rever, por meio do uso das novas tecnologias, o processo de intensificação da produção agropecuária apoiado nas práticas tradicionais de preparo do solo e na produção animal.

O Brasil possui um espaço territorial suficiente para a produção agropecuária de um modo geral, tornando-se assim ponto de referência no setor. No passado o país recebeu investimentos e incentivos nesta área, aumentando a produção, com isso abriu-se portas para o mercado exterior o que tornou possível a qualidade dos produtos aqui produzidos, contribuindo para geração de maior renda para a compra de implementos agrícolas.

Com toda essa evolução, novas tecnologias, apareceram também os problemas ambientais e econômicos. Apesar de todas essas conquistas, pensou-se pouco no solo, desta forma o manejo inadequado deixou-o empobrecido, o que começou a gerar uma baixa produção em grandes propriedades, pois a adubação, rotação de culturas, por exemplo, não eram atividades praticadas na época.

Diante do quadro degradativo que o país enfrentava, buscaram-se alternativas e soluções para o problema. Pesquisas foram realizadas e foi possível perceber que através da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta era um meio adequado para solucionar o problema apresentado, pois através da sucessão de atividades vantagens foram surgindo, já que o solo passou a ser utilizado praticamente o ano todo, favorecendo um maior lucro para o produtor com o uso simultâneo do solo entre lavoura e pecuária.


2JUSTIFICATIVA

A motivação para a realização desta pesquisa ocorreu após discussões sobre o tema com agropecuaristas da região noroeste do Paraná que, atualmente, desenvolvem projetos de produção agrícola e animal de maneira integrada. Segundo eles, os resultados apresentados sinalizam melhores ganhos em termos sociais, econômicos e produtivos.

O aumento da população mundial e a demanda por alimentos abriram novos mercados para o setor agropecuário brasileiro no comércio internacional. O crescimento das exportações, apesar dos aspectos positivos, trouxe, também, consequências negativas para o desenvolvimento agropecuário. As práticas tradicionais e o manejo inadequado, sem assistência técnica especializada, com falta de tecnologias fundamentais no gerenciamento e condução das atividades agropecuárias trouxeram prejuízos ambientais graves, com degradação e baixos índices de produção agrícola e animal.

        As práticas tradicionais e o manejo inadequado da produção agropecuária, em especial nas pequenas propriedades rurais, contribuem para a perda de produtividade e da capacidade de recuperação natural do solo. Tal processo é observado na região noroeste do Estado do Paraná, abrangendo 107 municípios. Na maioria das pastagens cultivadas nessa região não são realizadas adubações de correção e manutenção adequadas, contribuindo para o crescimento de plantas daninhas (ex: guanxuma “Sida spp.”; assa-peixe “VernoniapolyanthesLess”, etc. O baixo crescimento de plantas forrageiras implica em baixa cobertura do solo, que conduzem ao aumento da erosão a longo prazo.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.5 Kb)   pdf (126.6 Kb)   docx (11.6 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com