TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Teoria e Prática em Estatística para Cursos de Graduação

Por:   •  8/10/2018  •  Resenha  •  907 Palavras (4 Páginas)  •  84 Visualizações

Página 1 de 4

A estatística é considerada um ramo da Matemática, que se dedica á analise e a tomada de decisão com base em dados obtidos por método científico. Existem diversos indícios históricos que a estatística já era utilizada por volta do ano de 3000 A.C. porém só foi considerada como uma disciplina autônoma por volta do século XVII.

Após a segunda guerra, a estatística ganhou maior aceitação no ramo industrial pelo controle de qualidade estatístico, pois viu-se que era necessário obter maior controle na produção para melhorar a qualidade dos produtos fabricados. Na atualidade existe uma grande corrida pela informação, pois as empresas procuram compreender e otimizar seus processos obtendo dados durante a produção para que erros sejam encontrados e resolvidos mais fácil e rapidamente.

A estatística está presente em todas as ciências que realizam a coleta e análise de dados quantitativos e sua consequente transformação em informação. A estatística é utilizada não somente para controle de qualidade, mas também para que as empresas entendam os modelos de consumo do mercado consumidor e pelos políticos durante uma avaliação de probabilidades para uma campanha eleitoral. Dessa forma a estatística está presente em todas as mais diversas áreas.

A coleta de dados é uma atividade que envolve custos e grande tempo, e por isso, deve-se avaliar o tipo de coleta que será realizada podendo ser de forma direta, indireta. Após realizada a coleta dos dados, eles devem ser reunidos e apresentados através de critérios pré-estabelecidos. A análise destes dados é realizada valendo-se de características limitadas através de cálculos como dispersão, desvio padrão e variância, dentre outros.

A estatística descritiva é dada pela observação de fenômenos de mesma natureza, assim é o ramo que coleta dados numéricos, os organiza e classifica, apresenta e define as características que permitem sua análise e interpretação. Já a estatística indutiva, é dada através da generalização a partir de amostras, ou seja, consiste em inferir propriedades para todos com base em determinada amostra. Este método está associado a uma margem de incerteza que é tratada por técnicas que se fundamentam na teoria da probabilidade.

Antes de iniciar com a estatística, devemos definir o problema através de uma pergunta que busca respostas para então planejar quais serão os dados a serem obtidos, como obtê-los e como analisá-los. Para iniciar a execução estatística deve-se ter em mãos a formulação do problema, a metodologia a ser utilizada, o cronograma de execução da pesquisa e a definição de materiais humanos e financeiros a serem alocados.

Os dados estatísticos podem ser primários, que se realizam através da realização de pesquisas ou pela observação experimental, ou também secundários que são obtidos através de dados pré-existentes nos mais diversos meios, o que implica na diminuição do tempo necessário para obter resultados.

As variáveis são classificadas de diferentes formas dentro de parâmetros definidos como características demográficas e socioeconômicas, modo de viver da sociedade ou segmento, atitudes, conscientização e conhecimento, motivação, comportamento e intenções. Cada um destes parâmetros possui função específica para ser trabalhado nas variáveis.

As variáveis podem ser classificadas em qualitativa e quantitativa. A qualitativa é assim classificada quando seus valores são expressos por atributos, ou seja, não podem ser operadas matematicamente, a não ser que seja utilizada algum tipo de escala de medida nas opções. Já a variável quantitativa é

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6 Kb)   pdf (45.7 Kb)   docx (12.5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com