TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas

Por:   •  9/5/2022  •  Relatório de pesquisa  •  1.152 Palavras (5 Páginas)  •  14 Visualizações

Página 1 de 5

[pic 1]

UESC - Universidade estadual de Santa Cruz

DCET - Departamento de Ciências exatas e tecnológicas

Matéria – Química Orgânica I

AULA 10: CROMATOGRAFIA

RESULTADOS E DISCUSSÕES

(01) Cromatografia em camada delgada (CCD)

Ao adicionar as três substâncias na fase estacionária e colocá-las dentro da cuba (onde continha uma pequena quantidade de etanol) logo em seguida, observou-se que a substância B foi a que apresentou um maior valor do Rf. Partindo pelos conhecimentos de polaridade, entende-se que esta substância apresenta um caráter mais polar, pois ela reagiu com maior intensidade com o etanol (eluente) do que com a fase estacionária (menor polaridade). O resultado ocorreu como devia ter acontecido segundo a literatura, em que dizem que as substâncias mais polares serão mais “arrastadas” pelos efluentes mais polares.

(02) Cromatografia em coluna

A princípio na bureta foi adicionada a mistura da sílica junto com o etanol. Observou-se que a sílica descia para o fundo da bureta devido à força da gravidade. Em seguida acrescentou-se a mistura de azul de metileno com alaranjado de metila. Como no meio estava o etanol, ocorreu a separação das substâncias, sendo possível observar pela coloração antes verde se transformar em coloração uma amarela e outra azul, evidenciando substâncias  distintas assim como suas polaridades, devido a coloração  amarela ser menos polar que o azul de metileno ,ele  interage mais  com o etanol por em sua estrutura apresentar íons positivos e negativos que atraem eletrostaticamente os polos positivos e negativos presente no etanol e portanto acabam apresentando ligações de íon dipolo e ligação de hidrogênio entre ambos ,isso que possibilita que o alaranjado de metila seja arrastado para fora da coluna pelo etanol .

Diferente do alaranjado de metila, o azul de metileno apresenta uma maior interação com a fase estacionaria que neste caso é a sílica gel e como consequência o etanol não ajuda na sua eluição, por isso é necessário ser adicionado o ácido acético, pois ele em fase aquosa se dissocia formando íons positivos e íons negativos os quais iram interagir com os cátions presentes no azul de metileno e com isso também formam ligações de hidrogênio e íon-dipolo possibilitando ser usado para eluir o azul de metileno. Contudo a interação do azul de metileno com a sílica gel é muito forte, precisa portanto de um alta concentração de ácido acético pra que a solução seja eluida mesmo que de forma mais lenta.

[pic 2]                              [pic 3]

Figura 01: Azul de metileno                                          Figura 02: Alaranjado de metila

Acesso em: Google imagens                                         Acesso em: Google imagens

[pic 4]                                [pic 5]

Figura 03: Etanol                                                  Figura 04: Ácido acético

Acesso em: Google imagens                                 Acesso em: Google imagens

QUESTÕES DA ATIVIDADE

a) Em que se baseia a técnica de cromatografia?

Baseia-se na distribuição relativa dos componentes da mistura em duas fases, a estacionária e a móvel. A fase estacionária consiste na substância que absorve a mistura sob exame e a móvel é a substância com qual se faz “correr” a mistura.

b) Quais os tipos de cromatografia utilizada nesta prática? Quais as diferenças entre elas?

- Cromatografia em camada delgada (CCD), (planar);

- Cromatografia em coluna.

Camada delgada:

É uma técnica de adsorção líquida–sólido. Nesse caso, a separação se dá pela diferença de afinidade dos componentes de uma mistura pela fase estacionária.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.1 Kb)   pdf (155.2 Kb)   docx (69.8 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com