TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A CORRETA COMUNICAÇÃO INTERNA COMO ESTRATÉGIA DE SUCESSO PARA AS ORGANIZAÇÕES – MATRIZ SWOT

Por:   •  17/4/2015  •  Artigo  •  3.047 Palavras (13 Páginas)  •  154 Visualizações

Página 1 de 13

FACULDADE BARRETOS

MÔNICA COSTA BANDEIRA

A CORRETA COMUNICAÇÃO INTERNA COMO ESTRATÉGIA DE SUCESSO PARA AS ORGANIZAÇÕES – MATRIZ SWOT

BARRETOS

2012


RESUMO

A comunicação deve ser desenvolvida pelas organizações empresariais visando alcançar um relacionamento ágil e transparente tanto com o público interno quanto com o externo. Esta não pode ser relegada a segundo plano, principalmente quando se pensa em desenvolvimento de estratégias e planejamento  para o desenvolvimento e a sobrevivência das organizações. As empresas do século XXI devem compreender, mais do que nunca, que ao buscarem o aumento da produtividade e da qualidade para alcançarem o sucesso em seus empreendimentos, é preciso focar em dois pontos essenciais: as estratégias administrativas e a comunicação com o público. Satisfazer os clientes é atender bem suas necessidades, tendo-se clareza de quem são eles, do que realmente precisam, quanto estão dispostos a pagar e por que nos procuram. Não saber esses fatores traz terríveis danos para as empresas. Para se construir condições mínimas de sucesso as empresas e as pessoas devem fazer essas perguntas todo dia, agindo ativamente sobre elas, devendo-se, portanto, estar preocupado com a competitividade e a sobrevivência no mercado. A fidelização é um processo contínuo de conquista da lealdade. Este artigo tem por objetivo discutir e demonstrar a importância de aliar estratégia e comunicação  para que as organizações alcancem seus objetivos e metas.

Palavras-chave: Organizações, comunicação, público interno e externo, fidelização.


INTRODUÇÃO

O mundo globalizado sofre mudanças rapidamente e, conseqüentemente exige que as organizações empresariais busquem novas metodologias para terem oportunidade de competir no mercado.

A globalização tem algumas características fundamentais como o aumento do número de produtos e serviços e a consciência e poder de escolha dos clientes. Com certeza, tais fatores aumentaram sensivelmente a competição entre as empresas e, portanto, conquistar o consumidor é um desafio diário.

Assim, as empresas devem ser mais flexíveis, devem buscar melhor qualificação dos seus funcionários e aprender a ouvir mais seus clientes e o mercado externo.

A comunicação dentro das empresas é fator indispensável para o estabelecimento do equilíbrio e integração da organização. Permite interação entre as partes e estabelece relações sociais, além de ser um fator altamente estratégico.

Assim, podemos ver claramente a necessidade da implantação de sistemas de comunicação internos eficientes que possam refletir efetivamente na produtividade e no trabalho.

O objetivo deste trabalho é demonstrar a importância de aliar estratégia e comunicação  para que as organizações alcancem seus objetivos e metas.

A revisão bibliográfica foi a estratégia utilizada para este estudo, visa resumir referências relacionadas com o tema proposto e revelar a situação atual dos conhecimentos sobre o assunto.

Esse tipo de pesquisa pode atender aos objetivos tanto do aluno na sua formação acadêmica, como pode gestar a construção de trabalhos inéditos daqueles que pretendem rever, reanalisar, interpretar e criticar considerações teóricas, paradigmas e mesmo criar novas proposições de explicação de compreensão de fenômenos das mais diferentes áreas do conhecimento (BARROS; LEHFELD, 1986). 


1 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO PARA AS ORGANIZAÇÕES

O aumento da produção em massa gerou a necessidade de buscar uma nova forma de comunicação mercadológica, tornando os produtos e as empresas conhecidas por parte dos seus públicos externos, consolidando a comunicação organizacional. Antigamente não havia uma necessidade tão grande de comunicação como existe hoje.

Para competir em igualdade de condições no novo ambiente, a empresa precisa reavaliar a maneira como faz muitas coisas, inclusive como se comunica com seu público.  [...] Dentro da organização, o antigo modelo autoritário de cima para baixo está desaparecendo. Os gerentes sabem que precisam transformar-se em líderes que tenham visão, determinam uma missão e estabelecem valores fortes que façam todos caminharem na mesma direção. [...] A comunicação organizacional já não se concentra apenas em transmitir informações, mas também em mudar o comportamento dos empregados para que realizaem um melhor trabalho, impulsionando a organização em direção a suas metas (CORRADO, 1994, p. 5; 7).

De acordo com Chiavenato (2002) a comunicação é vital e imprescindíveis na vida social, principalmente nas empresas. O tipo de informação ou mensagem, os meios de transmissão, o destino, a intenção do emissor e a percepção do recebedor são partes integrantes do processo de comunicação.

O autor prossegue destacando que a importância das comunicações para a empresa dependerá da análise do conflito ou de competição existente com o meio ambiente externo; da dependência de apoio interno e de unidade interna; de como são racionalizadas as operações internas e o meio ambiente externo; e, por fim do tamanho e estrutura da organização empresarial, sua heterogeneidade de participantes e diversidade de seus objetivos e sua centralização de autoridade.

Chiavenato (2002) ainda destaca que a comunicação empresarial deve ocorrer de forma que todos possam conduzir-se nas suas tarefas, bem como, promover motivação, cooperação e satisfação nos cargos.

Segundo Corrado (1994) foi nos anos 90 que a comunicação nas organizações empresariais começou a tomar novos rumos:

  • a comunicação entre empregador e empregado não deveria mais ocorrer apenas para corrigir falhas, mas para criar valores que realmente fossem benéficos para a organização, de forma que esta possa alcançar suas metas de melhor produtividade, serviço ao cliente e qualidade;
  • as empresas passaram a investir mais em notícias do que propagandas, para passar mais credibilidade na transmissão de informações para os clientes-alvo;
  • a responsabilidade social virou alvo para a criação de valores para  as empresas;
  • para a Administração  a comunicação  tornou-se um fator de extrema importância, principalmente levando em consideração a velocidade da informação diante das novas tecnologias.

A comunicação é fundamental para que as empresas possam disseminar sua cultura e, consequentemente, tornar possível o cumprimento de seus objetivos e metas.

Para Kunsch (1997), a comunicação permite a viabilização do sistema organizacional, pois colabora para a concretização das funções administrativas internas e o relacionamento entre empresas e meio externo. A comunicação organizacional permite, também, levar ao público interno as ações e objetivos da empresa e, ainda, fortalece os vínculos sociais da organização.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (21.4 Kb)   pdf (152 Kb)   docx (21.9 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com