TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Relatório ou Resumo de Atividade de Complementar

Por:   •  10/9/2019  •  Monografia  •  2.683 Palavras (11 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 11

Relatório ou  Resumo  de  Atividade de  Complementar   Resenha do l ivro o segredo de Luí sa  O autor F e rn ando Dol abe l a, conta em se u l iv ro  a hi s tori a de  Luísa uma j ove m e studante  de odon tol ogi a por e scolha d e  se us pais, com um n amorado i gnorante  e  machi s ta, que  veio  de  uma ci dade  pe que na de  Mi nas Gerai s chamada Ponte  Nov a.  El a gostav a de  se u namorado, pore m,  s ua grande  p aix ão  do passado e ra outro h omem com sua f amíl i a não ace i tou o romance  e  acabará por s e  afastar.  Ce rto fi m de  se mana como  de  costume ,  f oi  ajudar sua madrinha e m sua l oj a e  pe rce be u que  ti nh a jei to com a cl ien tel a e  com os  ne góci os e  começou a obs e rv ar e s se  ambi ente . Apó s  dar uma p ouco de  goi abada cascão trazida de  sua cidade  para sua ami ga de  f acul dade ,  que  ao sabor re agiu com gran de  e ntusi asmo,  poi s as  que  costumava  co mprar não se  comparav a o gos to,  acabou enxe rgando niss o a oportunidade  d e  se  de ix ar sonh ar com um e mpre endi me nto p rópri o.  A ssi m, buscou aj uda de  u m profe s sor do curso  de  co mputação d a f acul d ade  q ue  acabará de  i n i ci ar as aul as sobre  e mpree nde dori smo, e  e scl are ceu al gumas duvi das mostrou a Luísa que  não se ri a f ácil ,  j á que  as pe squi sas de  me rcado,  di zi am que  a cada 3 e mpres as  abe rtas 2 se  f e ch av am e m  um ano e  mei o. El a ti nha a i de i a de  produzi r e  ex portar, mo strar ao mundo o s ab or incomparável  da goi ab ada cascão de  Pon te  N ov a. Bus cou i nspi ração nas pal avras do profe ssor  And ré ,  e  fe z  vari as pesqui sas, foi  a se cre tari as e  si nd i catos , buscou nutri cionistas  e  ou tro s prof ission ai s que  pude ram aux ili ar nas suas idei as,  e fe tuou també m vi si tas a f abri cas de  doces  para te r uma noção de  produção e qui pame ntos e  f ormas de  trabalho.  Luísa fez todas e ssas pesqui sas e  trabalho u duro e scondido de  sua f amíli a e  acabou por se  af astar dele s e  também do namorado  Del cidi o,  q ue  já não e ra sua prioridade a mui to  te mpo, ne ss as pe squi sas conhe ce u um consul tor de  admi ni s tração Edu ardo que  lhe  apre se ntou um mu ndo  total me n te  d if e re nte  do que  e ra acostu mado, fe z entrevis ta com outros e mpre sári o s. O Li vro ex põem tópi cos v ari ado s s obre  o e mpree nde dori smo como , por e xemplo : re fe re n te  à e n tre vi sta aos e mpre sári os; como dev e  se r fe i to, entre  outros que sti oname ntos. Du vi d as como : como tudo  surgirá,  s obre  o p l ano  de  ne goci o , o que  é  importan te  p l anejar a e mpre sa ou o produto? Fo ram ex pl i cadas pel o profe ssor A ndré , que  se  tornou se u me n to r,  que  rel atou que  o i mportante  é  v ocê  ter total  co ntrole  so bre  o fl ux o de  cai x a,  sem e sse  controle do q ue  entra e sai  d e  su a e mpre sa n ão há co mo sabe r o qu e  se  ganho u ou  pe rde u.  Pode mo s ve ri fi car a i mportân ci a de  um bom fee dback sabe r o que  os outros sabe m de  v o cê  e sobre  se u trabal ho é  f undamental.  O  data-base  Marke ti ng que  nada mai s é  q ue  se  f ami liari zar com se us  cl ie nte s, obse rv ando todas as i nformaçõe s de  gos tos e  até  me s mo pessoai s  e  pe squi s a de   me rcado. Pude mos sabe r s obre  o ISO  9000  qual idade  e  padroni z ação do prod uto.  Estud amos  sobre  a ge re nci ação do ne gocio, co mo tod os di ze m: “ni n gué m nasce u sab endo de  tudo” o bom gere nte aque le que  busca i novação e ap rendi zado se mp re .

 N o livro Luís a procu rou  um bom empre sário, l ogo apó s se r vi tima de  uma e mboscada de  su a f amíli a ,  com um noi v ado surpre sa, procurou vol tar ao foco de  se u projeto e  se  e n controu com um grande  f abrican te  de  bi scoi to e de cidiu e fe tuar pe squi s as de  me rcado , com pe q ue nas amostras  de  seu produto a pe s soas em me rcados e me rceari as  es palhados  por B elo Hori zo nte  e  Con tage m , pe squiso u forne ce dores  e  até  re ve nde dore s, def in iu en tão sua cli entela se u  publ i co alvo,  ne ss as distribui ções de  amos tras junto estavam um que sti on ári o para ve ri ficar a sati sf ação,  suge stões e  re cl amaçõe s de  s eu pro duto,  de ci di u en tre vi star os consumi do re s de ntro dos estabe le cimen tos p ara se n ti r mel hor s uas opi ni õe s.  O auto r  de mo nstra a i mportân ci a da opi ni ão do consumi dor.     Entre  pesqui sas e  que sti onári os, O autor evi de n ci a a v i da pe ssoal  de   Luísa com suas paixõe s e pre te n sõe s, como a p aix ão  repen tina pel o col e ga Eduardo e  a de ci s ão de  e nf re n tar a famíl i a e  a cid ade e  te rmi nar de  ve z com o  noi vado.   Retornamos  e ntão a su as pe s quisas em nos sa l ei tura ve rifi camos e m suas tabela o pote nci al  de  vendas e  conhe ci me n to de  me rcado ond e  i ria atuar,  é  de mo nstrado n o l iv ro os obje tivos e  e straté gi as como  Mark e ti ng  de  p ro dutos   propagan da e  publi ci dade  e  aspe ctos f unci onais como : marca, l o gomarca, embal agem,  de sign e  q ual i d ade. Da para se  te r uma noção de  custo s e  cál cul os e  até me smo a comp aração com co ncorre nte s.  Pe nsou em uma estraté gi a de  distri bui ção e   l ogísti ca de  sua goi abada. É di scuti do n o liv ro como a vi da pe ssoal de  um empre sário muda,  Duran te  o l ivro é  rel atado que  Luísa s umi a duran te  a se mana e  to dos ti n ham as mai s vari adas de sc on fi anças e f ofocas de  onde  i ri a,  Luísa pre cisava de  algo que  a i mpul si o nasse  a te rmi nar o curso de  odo ntol ogi a para não d e ce pcionar seus  pai s  de ssa f orma, sua pai x ão  Eduard o rel atada e m me ados  do liv ro de cide  e ntão se gui-l a ce rto di a e de scob re que  Luís a f azi a trab al ho  vol untari o e m uma cas a para crianças abandonadas e  com ne ce ssi dade s e s pe ci ai s,  com se us  conhe ci me ntos odon tol ógi cos,  com i sso,   é abordado no l ivro o compromi sso soci al  q ue  todo empree nd edor e  e mpre sári o  de ve  ter com a socied ade , com éti ca, ci dadani a,  j us ti ça soci al  e  e col ogi a. Após tai s reve l açõe s o l ivro inf orma as e l aborações de  Luís a para o pl anejame n to fi nan ceiro, apuração  de  res ultados, lu cros e  preju ízos, de monstrativos de  re su l tado s e  junto ,  vári os cál cul os co ntábei s como : re cei ta bruta de  ve ndas,  apuração d o pre ço de  v endas,  de du ções, co ntribui çõe s,  i mpostos,  re ce i ta l iquida de  ve ndas, custo  dos prod utos  vendidos, mão de  obra di re ta e  indi re ta, de spesas  ge rai s,  de pre ciação acumul ad a, re sul tados  ope racionai s,   IR ( i mpos to de  re nda) ,  lu cro l iqui do, fluxo d e  caixa, pon to de  equil íbri o,  re cei ta d e  i nve sti me nto,  TIR ( taxa inte rna de  re torno)  e val or pre se nte  li qui do.  Com todos  esse s cál cul os é ex p osto co mo tod os acham qu e  é  barato abri r um novo  ne goci o,  no  liv ro Luísa tinha e m me n te  inve sti r i ni ci al me n te  e ntre  5 a 6 mi l  re ais,  porem ap ós o bal ancete  de  sua emp re sa,  ve rif i cou q ue  pre cisari a mai s de  40.000 reai s,  para enf im le vantar a GMA . Ne s se  mome n to o autor da ê nf ase  a soci edade , Luísa pre ci sou bus car um sócio para e nf im dar  i ni ci o a se u sonh o.  Ao  fi nal  do li vro é  q ue sti onado o e sf orço e  todo o tempo de di cado ao trabalho para mante r a GMA e  su as  expo rtaçõe s .  Luísa se  tornou  uma e x cel ente  profi ssi onal  pore m , n ão ti nha vi da soci al ,  famil i ar mui to me nos  i nti ma e m 6 anos d e  e mpre s a, após  a mo rte  de  sua que ri d a Avó Luísa se  pôs  a que sti onar sua trajetóri a e  f oi  de mo nstrada a sua comp e tê n ci a e  resol ução  de  suas duvi das ,  após se r premi ada como empree nd edor glo bal  da FIEMG,  grande  pre mi o de sti nad o a e mp ree n de dore s  de  suce sso.  

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.5 Kb)   pdf (40.5 Kb)   docx (10.7 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com