TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O CONTEXTO ATUAL DA GESTÃO DE PESSOAS QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

Por:   •  29/8/2015  •  Trabalho acadêmico  •  1.006 Palavras (5 Páginas)  •  290 Visualizações

Página 1 de 5

O CONTEXTO ATUAL DA GESTÃO DE PESSOAS

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

Karine Almeida de Liz

Professor-Diner José Mendes

Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI

Bacharel em Administração (ADG0327) – Prática do

Módulo IV

09/06/2015

RESUMO

O trabalho relata um pouco sobre a evolução da historia da qualidade de vida no trabalho, buscando mostrar os fatos de maior importância para a evolução do conceito de qualidade de vida no trabalho. Relata sobre os conceitos e também a importância da QVT tanto para o funcionário quanto para as organizações.

Palavras-chave: Bem estar no trabalho. Gestão de pessoas. Recursos humanos.

1 INTRODUÇÃO

Primeiramente evidencia-se a origem e a sua evolução no decorrer dos anos da QVT, começando em 1959, aonde não se dava muita importância, logo mais adiante em 1972 a 1975, surge  vários métodos e técnicas para melhorar o ambiente de trabalho do funcionário.

 Em 1975 a 1980, surge um movimento aonde se deu uma maior importância para o assunto principalmente nos EUA, isso tudo começo por causa dos programas de gerenciamento japoneses desenvolvidos para o empregado.

Detalhes sobre os conceitos e a importância da QVT são destacados, falando sobre oito critérios e os indicadores da QVT .

        

2  ORIGEM E EVOLUÇÃO         

   A qualidade de vida no trabalho não se refere a salários altos e sim a desenvolver e manter `` o bem estar`` uma sensação de satisfação no trabalho, as questões de qualidade de vida envolvem aspectos como: momentos com a família, saúde, discernimento quanto as horas de trabalho, sentir segurança no emprego, ter domínio sobre a sua carreira.

Walton (1973),a “expressão Qualidade de Vida tem sido usada com crescente frequência para descrever certos valores ambientais e humanos, negligenciados pelas sociedades industriais em favor do avanço tecnológico, da produtividade e do crescimento econômico”.

 Na década 70, começa um alvoroço voltado em torno da  qualidade de vida no trabalho, principalmente nos EUA, surge uma  preocupação com a competitividade internacional, pelos seus  grandes sucesso através de  estilos e técnicas gerenciais dos programas de produtividade japonesa, voltado nos empregado

De acordo com Rodrigues (1994, p.76), “a qualidade de vida no trabalho tem sido uma preocupação do homem desde o início de sua existência com outros títulos em outros contextos, mas sempre voltada para facilitar ou trazer satisfação e bem estar ao trabalhador na execução de sua tarefa”

HANDY (1995: 25), afirma:

        

“O problema começou quando transformamos o tempo em uma mercadoria, quando compramos o tempo das pessoas em nossas empresas em vez de comprar a produção. Quanto mais tempo você vende, nessas condições, mais dinheiro fará. Então, há uma troca inevitável entre o tempo e o dinheiro. As empresas, por sua vez, tornam-se exigentes. Querem menos tempo das pessoas que eles pagam por hora, porém mais das pessoas que pagam por ano, porque, no último caso, cada hora extra durante o ano é gratuita.”

A tabela abaixo mostra que forma clara e objetiva as fases da evolução da qualidade de vida no trabalho:

TABELA 1 - EVOLUÇÃO DO CONCEITO DE QVT

[pic 1]

Fonte: NADLER e LAWLER apud  FERNANDES(1996: 42)

3 CONSEITOS DE QUALIDE DE VIDA NO TRABALHO E SUA IMPORTÃNCIA :

Segundo SUCESSO (1998), de uma maneira sucinta a qualidade de vida no trabalho compreende:

•Renda suficiente para satisfazer às expectativas pessoais e sociais;

•Orgulho pelo trabalho realizado;

•Vida emocional razoável;

•Auto - confiança;

•Recompensas justas ;

•Harmonia entre trabalho e lazer;

•Horários e condições de trabalho razoáveis;

•Chances e perspectivas de carreira;

•Possibilidade de uso da sua capacidade;

•Respeito aos direitos.

        

Segundo Edina de Paula Bom Sucesso (1998, p.29):

A escolha da profissão, as características da cultura organizacional configurada pelos valores e práticas predominantes na empresa, a infra -estrutura familiar constituem fatores relevantes para a Qualidade de Vida no

Trabalho. Além disso, as relações interpessoais, os conflitos e em especial a maneira como a pessoa se relaciona na equipe afetam a satisfação no trabalho, a auto-estima e a forma como se sente em relação a si mesma. A história de vida e os fatores relativos às variáveis organizacionais resultam em atitudes dificultadoras e facilitadoras nas relações de trabalho, intensificando a preocupação e a responsabilidade pela promoção da QVT. 

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.6 Kb)   pdf (319.7 Kb)   docx (85.2 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com