TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

AÇÃO DE RECONHECIMENTO E DISSOLUÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL c/c GUARDA, ALIMENTOS e ALIMENTOS GRAVÍDICOS c/c TUTELA DE URGÊNCIA.

Por:   •  1/2/2019  •  Tese  •  1.309 Palavras (6 Páginas)  •  126 Visualizações

Página 1 de 6

DOUTO JUÍZO DA VARA ÚNICA DA COMARCA DE ... L – SC

Requerente, maior, capaz, estado civil, profissão, portadora da Cédula de identidade nº...., e devidamente inscrita no CPF, sob o nº. .... , ambas residentes e domiciliadas na Rua ..., nº .., bairro, no municipio de /SC, CEP ..., por si, e representando ...., brasileira, menor impúbere, incapaz, portadora do RG nº..., e devidamente inscrita no CPF, sob o nº...., por intermédio de sua procuradora constituída,.., e-mail: @gmail.com, com endereço profissional na Rua ..., onde recebe intimações, cuja procuração segue em anexo, vem mui respeitosamente, perante Vossa Excelência, com fulcro nos artigos 226, §3º da CF/88, arts. 1.723 a 1.727, 1.583 a 1.590 do Código Civil, Lei 11.804/08 e demais previsões legais, propor a presente

AÇÃO DE RECONHECIMENTO E DISSOLUÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL c/c GUARDA, ALIMENTOS e ALIMENTOS GRAVÍDICOS c/c TUTELA DE URGÊNCIA.

Em face de Requerente, maior, capaz, solteiro, profissão, portador da Cédula de identidade nº. ..., e devidamente inscrito no CPF, sob o nº. ...., residente e domiciliado na rua ..., pelos fatos e fundamentos jurídicos a seguir expostos:

I – DOS FATOS E FUNDAMENTOS JURÍDICOS

a) Do Reconhecimento da União Estável

A Sr.ª e o Requerido mantiveram um relacionamento por mais de ... anos, com períodos como conviventes e outros como namorados, e foi neste período que geraram a primeira filha ... hoje com ... anos de idade, conforme certidão de nascimento em anexo.

Sendo que a última vez que passaram a conviver como se fossem marido e mulher, foi no período compreendido entre .. até ... e esse relacionamento resultou em uma nova gravidez hoje com ... semanas, conforme faz prova carteira de gestante.

Além disso, os companheiros tiveram uma relação duradoura, pública, contínua e com a finalidade de constituir família, requisitos estes exigidos pelo Código Civil em seu artigo 1.723, e por isso deve ser reconhecido por esse D. Juízo.

b) Da Dissolução da União Estável

Conforme já apresentado anteriormente os companheiros conviveram aproximadamente 5 anos em união estável, vindo tal relacionamento ser dissolvido em outubro de 2018, após reiteradas brigas e desentendimentos a convivência entre eles tornou-se insuportável, por isso optaram por dissolver a união.

Tendo em vista que a gravidez se deu na constância da União Estável e considerando o que preceitua o art. 1.597 do Código Civil, presume-se que o nascituro é filho do requerido.

c) Da Guarda da Filha e do Direito de Visitas

A genitora já possui a guarda de fato de ....., com o consentimento do requerido, portanto, requer seja concedida a guarda provisória, sendo posteriormente convertida em definitiva, da menor em favor da genitora.

Além disso, faz-se necessário regularização do direito de visitas, sendo ela em finais de semana alternados no sábado ou domingo das 13h as 19h.

d) Dos Alimentos Devidos à Requerente ....

A criança como um ser em desenvolvimento merece total apoio do Estado, comunidade e da família. Diante disso as crianças necessitam de apoio moral, afetivo e sem sombra de dúvidas apoio financeiro para concretizar o mínimo possível da sua subsistência.

Por ser assim é indispensável que o Requerido alimentante pensione alimentos a sua descendente, o qual deverá ser fixado levando em consideração a necessidade da alimentada e a renda financeira do alimentante (Art. 1694 do C. C).

e) Dos Alimentos Gravídicos Devidos à Requerente ....

Os alimentos gravídicos possuem previsão específica na Lei 11.804/08 art. 2º, que preceitua:

Os alimentos de que trata esta Lei compreenderão os valores suficientes para cobrir as despesas adicionais do período de gravidez e que sejam dela decorrentes, da concepção ao parto, inclusive as referentes a alimentação especial, assistência médica e psicológica, exames complementares, internações, parto, medicamentos e demais prescrições preventivas e terapêuticas indispensáveis, a juízo do médico, além de outras que o juiz considere pertinentes.

Nos termos do art. 6º da mesma lei, para a concessão dos alimentos gravídicos, basta a existência de indícios de paternidade. No caso em tela, não restam dúvidas de que o requerido é o pai do nascituro, tendo em vista que os genitores conviviam em união estável

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.7 Kb)   pdf (47.5 Kb)   docx (12.4 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com