TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Realidade Paralela

Por:   •  24/6/2020  •  Resenha  •  821 Palavras (4 Páginas)  •  8 Visualizações

Página 1 de 4

Não sei ao certo, será que tudo aquilo não foi apenas um pesadelo, era o que todos diziam que tudo saiu da minha imaginação, mas na verdade aquilo não foi um pesadelo foi real, a pior experiência da minha vida, se foi um pesadelo porque parecia tão real aos meus olhos. Vou contar a vocês tirem suas próprias conclusões.

Era dia 30 de Outubro véspera de Halloween não sei por que, mas tenho impressão que tudo de ruim fica mais propenso nessa data. Minha mãe me deu duas opções ir com ela para o trabalho ou teria que ficar na casa de sua melhor amiga que por acaso é mãe do meu melhor amigo, óbvio que abracei a segunda opção o trabalho da minha mãe era um tédio.

Chegando lá me despedi da minha mãe, mal sabia que iria viver o pior pesadelo da minha vida. A casa era velha e de madeira era boa pra se esconder durante as brincadeiras, mas algo era um segredo para mim o velho porão vivia trancado lembro que uma vez ao tentar entrar fui repreendido por Vinicius meu melhor amigo ele tinha uma irmã antissocial que vivia trancada no quarto, sua mãe quem eu sempre chamava de tia era muito legal. Durante uma de nossas brincadeiras, eu corri direto para o porão e dessa vez estava aberto, lá dentro parecia um lugar de ocultismo, mas algo se destacava uma estátua de uma mulher me dava calafrios, ela parecia chorar.

Perguntei a Vinicius o que era aquela mulher representada na estátua, ele respondeu que não sabia, mas o dono da casa disse que o porão não devia ser aberto. Levamos a estátua para o meu quarto.

Já era noite fui escovar os dentes quando abri a torneira saiu uma água barrenta, logo em seguida a água começou a sair limpa novamente então me recolhi para dormir á noite tive a impressão de ouvir um choro ao olhar para estátua vi uma lágrima escorrendo de seus olhos era quase, meia noite o choro começará fui até as escadas e vi passos molhados olhei era a mãe de Vinicius chorando, cheguei perto e perguntei se ela estava bem quando ela se virou uma face demoníaca olhou de volta para mim foi então que acordei assustado. Olhei para estátua tudo estava normal ao que parece foi só um pesadelo.

Na manhã de 31 de Outubro querendo saber mais sobre a estátua os garotos vão até o dono da casa que conta o porquê da estátua parecer que chora. Ele diz:

- Ela era uma mulher muito linda seu nome era Ana chamava atenção na aldeia em que vivia todos os rapazes queriam casar com ela, mas ela não se interessava até que um rapaz de fora da aldeia arrebatou seu coração eles tiveram dois filhos às coisas pareciam bem, mas ele se cansou e começou a viajar muito e ninguém se importava mais com a beleza de Ana por fim ele quase não ia mais a casa ela não aguentou isso, e uma ira surgiu dentro dela então ela levou seus filhos para o rio e para punir seu marido ela afogou os próprios filhos quando percebeu o que tinha feito ela correu pra cima

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.2 Kb)   pdf (33.6 Kb)   docx (8.5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com