TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Ensinar sobre os primeiros anos da escola primária

Projeto de pesquisa: Ensinar sobre os primeiros anos da escola primária. Pesquise 807.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  23/5/2014  •  Projeto de pesquisa  •  1.810 Palavras (8 Páginas)  •  428 Visualizações

Página 1 de 8

INTRODUÇÃO

Esse projeto tem como objetivo verificar e reconhecer a importância da literatura infantil para o desenvolvimento social, emocional e cognitivo da criança, tendo como linha de pesquisa “A Docência dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental”. Trata-se, basicamente, de uma investigação sobre importância que a Literatura Infantil possui, ou seja, que ela é fundamental para a aquisição de conhecimentos, recreação, informação e interação necessários ao ato de ler. A leitura é elemento importante na formação e desenvolvimento da criança. É por meio da atividade de leitura que a criança descobre o mundo da imaginação, fantasia e criatividade e se percebe como sujeito pertencente a esse mundo mágico e real.

Nesse sentido, sabendo que a escola percebe a necessidade do trabalho com atividades que despertem o gosto pela leitura, levando a criança a desenvolver a imaginação emoções e sentimentos de forma significativa e prazerosa e estas devem estar presentes diariamente na vida das crianças. Com o passar dos anos a educação tem grande preocupação em contribuir para a formação de um indivíduo crítico, responsável e atuante na sociedade. Isso porque as trocas sociais na sociedade estão acontecendo rapidamente, seja através da leitura, da escrita, da linguagem moral ou visual. A escola busca conhecer e desenvolver na criança, as competências da leitura e da escrita e a Literatura Infantil pode influenciar de maneira positiva neste processo. Por meio da leitura, a criança adquire uma postura crítica-reflexiva, extremamente relevante à sua formação cognitiva, quanto mais a criança tiver contato com os livros, mais estará percebendo o prazer que a leitura produz, assim, maior será a probabilidade dela tornar-se um adulto leitor. Quando a criança ouve ou lê uma história e é capaz de comentar, indagar, duvidar ou discutir sobre ela, realiza uma interação verbal, que neste caso, vem ao encontro das noções de linguagem. Assim, a criança constrói o seu pensamento e é capaz de defendê-lo, utilizando estratégias adequadas para abordar e atender aos anseios da sociedade.

Na realização deste trabalho foi possível observar que Literatura Infantil, é um amplo campo de estudo que exige do professor conhecimento para criar um ambiente rico saber adequar os livros às crianças, gerando um momento de prazer e estimulação para a leitura, contribuindo para a constituição de um adulto leitor.

DESENVOLVIMENTO

No dia-a-dia nos deparamos com os caminhos da leitura motivados por situações de necessidade, prazer, obrigação, divertimento ou para passar o tempo. Nesta perspectiva, podemos afirmar que a leitura é fundamental para construção de conhecimentos e para o desenvolvimento intelectual, ético e estético do ser humano. Se considerarmos que a escola tem como uma de suas funções primordiais a formação do indivíduo leitor, pois ela ocupa o espaço privilegiado de acesso à leitura, é imprescindível que a escola crie possibilidades que oportunizem o desenvolvimento do gosto pela leitura por intermédio de textos significativos para os alunos.

A literatura infantil aparece nesse contexto, como uma valiosa ferramenta que pode ser utilizada pela escola na construção do aluno leitor, afinal, como lembra poeticamente Bárbara Vasconcelos de Carvalho “as estórias são para a criança o que foram as parábolas de Cristo para os cristãos, para os homens: sementes para germinar e frutificar”. (CARVALHO, 1989, p.17).

A grande questão que se apresenta a partir dessa ideia, é a de se saber como a escola se apropria da literatura infantil como instrumento de formação do aluno leitor. Pois pensar a leitura na escola implica refletir as concepções de leitura que fundamenta a prática do professor em sala de aula na medida em que se assume como formador de indivíduos leitores. A escola tem o papel de promover esse encontro, possibilitando que a criança aprenda a ver, a sentir e a pensar com a ajuda da imaginação, da linguagem poética, lúdica, sonhadora e que exceda a vida humana. Portanto, cabe à escola desenvolver o gosto pela a leitura, bem como, a formação de leitores críticos e criativos e com potencial para usufruir desse objeto cultural,a literatura da sua riqueza e suas possibilidades. Ao longo dos anos, a educação preocupou-se em contribuir para a formação de um indivíduo crítico, responsável e atuante na sociedade. Isso porque se vive em uma sociedade onde as trocas sociais acontecem rapidamente, seja através da leitura, da escrita, da linguagem oral ou visual. Dessa forma, a escola busca conhecer e desenvolver na criança as competências da leitura e da escrita em que a literatura infantil pode influenciar de maneira positiva neste processo.

Assim, Bakhtin (1992), expressa sobre a literatura infantil abordando que por ser um instrumento motivador e desafiador, dizendo que ela é capaz de transformar o indivíduo em um sujeito ativo, responsável pela sua aprendizagem, que sabe compreender o contexto em que vive e modificá-lo de acordo com sua necessidade.

De acordo com as ideias acima, percebe-se a necessidade da aplicação coerente de atividades que despertem o prazer de ler, e estas devem estar presentes diariamente na vida das crianças, desde bebês.

Conforme Silva (1992, p.57) “bons livros poderão ser presentes e grandes fontes de prazer e conhecimento. Descobrir estes sentimentos desde bebes, poderá ser uma excelente conquista para toda a vida”. Essas crianças poderão tornar leitores ávidos, alunos melhores e adultos mais inteligentes.

Para desenvolver o interesse e o hábito pela leitura é um processo incessante, que deve começar desde cedo, em parceria com os pais, aperfeiçoa-se na escola e continua pela vida inteira. A criança interessada em aprender se transforma num leitor sedento, pode-se dizer que a capacidade de ler está intrinsecamente ligada a motivação. Infelizmente não são todos os pais que se dedica, estimula esta capacidade nos seus filhos. Um outro fator muito importante que contribui positivamente em relação à leitura é a influência do professor no âmbito escolar. Assim, cabe ao educador desempenhar um papel importante, o de ensinar a criança a ler e a ter gosto pela a leitura. Mas a realidade transparece bem diferente, esse comentário não passa de um conto de fadas, é uma atividade muito distante da vida das crianças, e os livros continuam sendo simples desconhecidos, às vezes até a vida adulta. A esperança é que tal situação mude ao longo dos próximos anos, já que foi aprovada a lei nº 12.244, a qual estabelece um prazo para que todas as escolas públicas brasileiras tenham uma biblioteca, é importante lembrar que não se passa

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11.6 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com