TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Espelho de Prata

Por:   •  29/1/2019  •  Trabalho acadêmico  •  1.603 Palavras (7 Páginas)  •  36 Visualizações

Página 1 de 7

INTRODUÇÃO

Cada grupo funcional apresenta certas características que podem ser utilizadas como reações de identificação. Estas reações são testes que permitem caracterizar uma determinada funcionalidade observando a ocorrência de uma transformação química através de mudanças físicas (como cor, por exemplo). A partir do experimento de identificação, deduz-se o grupo funcional que provavelmente está presente na amostra.

Os experimentos de identificação tendem a ser rápidos e confiáveis se o reagente certo for utilizado e for compatível com algum grupo funcional da amostra desconhecida. Tal princípio de experimentação de identificação facilita no reconhecimento, por exemplo, de frascos titulados inadequadamente como um frasco titulado como “C6H12O6” (sendo que a substância com essa fórmula pode ser uma cetona ou um aldeído). E esse mesmo princípio também pode ser utilizado no manuseio do teste do bafômetro e na identificação de álcoois de acordo com a sua classificação (secundário ou terciário, por exemplo).

OBJETIVO

Analisar a diferenciação entre álcoois, aldeídos e cetonas e observar como ocorre uma reação de teste do bafômetro.

  1. DIFERENCIAÇÃO DE ÁLCOOIS
  1. MATERIAIS E REAGENTES

Materiais:

  1. 6 tubos de ensaio;        
  2. Estante para tubos;                        
  3. Pipetas de Pasteur.

Reagentes:

  1. Álcool n-Butílico;
  2. Álcool s-Butílico;
  3. Álcool t-Butílico;
  4. Reativo de Jones (CrO32-/ H2SO4)
  5. Reativo de Lucas (ZnCl2/ HCl).

  1. PROCEDIMENTO
  1. Adicionou-se 5 gotas de cada álcool nos diferentes tubos de ensaio;
  2. Acrescentou-se em cada um dos tubos 1 mL do R. de Lucas;
  3. Repetiu-se o primeiro passo e adicionou-se 3 gotas do R. de Jones.

  1. ESPELHO DE PRATA
  1. MATERIAIS E REAGENTES

Materiais:

  1. Tubo de ensaio;
  2. Pipeta;
  3. Banho Maria.

Reagentes:

  1. Nitrato de Prata (AgNO3);
  2. Hidróxido de Sódio (NaOH);
  3. Hidróxido de Amônio (NH4OH);
  4. Glicose/Frutose (C6H12O6)

II.    PROCEDIMENTO

  1. Reagiu-se 3mL de Nitrato de Prata com aproximadamente 2 gotas de Hidróxido de Sódio e aproximadamente 20 gotas de Hidróxido de Amônio formando o Tollens;
  2. Agitou-se e adicionou-se 3mL de Glicose;
  3. Agitou-se novamente e levou-se a aquecimento em Banho Maria;
  4. Repetiu-se os passos a cima mudando a glicose pela frutose.

  1. TESTE DO BAFÔMETRO

I.     MATERIAIS E REAGENTES

Materiais:

  1. Tubo de Ensaio;
  2. Pisseta;
  3. Banho Maria.

Reagentes:

  1. Dicromato de Potássio em Ácido Sulfúrico (K2Cr2O7/ H2SO4);
  2. Álcool Etílico (C2H6O)

 

II.    PROCEDIMENTO

  1. Adicionou-se aproximadamente 2mL de Dicromato de Potássio em Ácido Sulfúrico;
  2. Aqueceu-se o Álcool Etílico contido na pisseta e acrescentou-se os vapores dele no tubo com Dicromato.

DADOS OBTIDOS

  1. Diferenciação de Álcoois:

R. Lucas

R. Jones

Álcool primário

Não há reação

Ocorrência de reação

Álcool secundário

Reação lenta

Ocorrência de reação

Álcool terciário

Reação imediata

Não há reação

Reações:

[pic 1]
Reação de um álcool terciário com o reativo de Lucas.

[pic 2]Reação de um álcool secundário com o reativo de Lucas.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11.7 Kb)   pdf (163.8 Kb)   docx (47.7 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com