TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Relatório de Rendimento Escolar

Por:   •  15/12/2021  •  Projeto de pesquisa  •  1.966 Palavras (8 Páginas)  •  39 Visualizações

Página 1 de 8

PLANO DE ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO

SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAL DI, DFN, TGD, TFE

ANO LETIVO 2020

I - IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE

Nome:

CGM:1002892770

DN:

Ano/Turma: 2020

Turno: matutino

Diagnóstico registrado no SERE: Deficiência intelectual

II - ORGANIZAÇÃO DO ATENDIMENTO

 Bimestre -  Período de Atendimento:  05/02/2020 à 14/05/2020

Dias da Semana de Atendimento: Segunda e  Quarta

Tempo de Atendimento Semanal em Hora/aula: 7: 30 às 10:55 H.

Composição de Atendimento: (   ) Individual ( X ) Coletivo

Nome do Professor(a) da SRM:  Jucele Aparecida Ferreira de Lima

III - CARACTERIZAÇÃO DA APRENDIZAGEM

Documento

Data

Nome e Função do responsável pela emissão do documento

Conclusão/Diagnóstico/Parecer

Avaliação Psicoeducacional no Contexto Escolar

Paloma Teixeira - Prof. SRM – Tipo I - Tarde

Distúrbio de Aprendizagem.

Avaliação Pedagógica realizada no Contexto Escolar

Paloma Teixeira- Prof. SRM – Tipo I - Tarde

Distúrbio de Aprendizagem.

Avaliação Psicológica

Fernando Adriano de Lima

Capacidade intelectual abaixo

Laudo

13/06/2018

III - OBJETIVO GERAL

Promover atividades que desenvolvam funções cognitivas (atenção, percepção, memória e linguagem) facilitando os aspectos cognitivos do estudante no que tange o processo de ensino e aprendizagem.

IV - PLANO DE TRABALHO

1.Atendimento Individual (Área do Desenvolvimento e do Conhecimento):

1. 1. Área do Conhecimento:

a) Língua Portuguesa:

- Oralidade

- Escrita

- Leitura

  • Realização de atividades da linguagem oral por meio da formação de sentenças, conversas informais, elaboração de histórias, promovendo criatividade, linguagem adequada e ampliação de ideias para explorar a consciência  e refletir sobre as propriedades dos textos.
  • Interpretação e leitura de diversos textos, livros e histórias.
  • Produção de textos usando gravuras e organização do texto, considerando aspectos estruturais ( apresentação do texto, paragrafação).
  • Leitura por si mesma, textos conhecidos, tais como parlendas, advinhas, poemas, piadas, quadrinhas, regras de jogos, trava- línguas, além de placas de identificação, manchetes de jornal, legendas, rótulos, textos científicos, etc.
  • Leitura com fluência, entonação e ritmo, observando os sinais de pontuação.
  • Leitura compreensiva de textos verbais e não verbais.
  • Expressar graficamente seu pensamento através de palavras, frases e textos, através da organização do material pedagógico de cada aluno;
  • Desenvolver a escrita de letras maiúsculas e minúsculas;
  • Exercitar a escrita tornando-a mais rápida e legível;
  • Copiar e estruturar frases e textos com grafia correta, sem omissão de palavras e erros ortográficos;
  • Treinar a ortografia para fixar as palavras com dificuldades específicas;
  • Correção junto ao educando quanto a escrita de palavras e demais atividades;
  • Acentuação de palavras oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas..
  • Divisão silábica dos dígrafos.
  • Gramatica.
  • Pronomes: pessoais ( caso reto e obliquo), de tratamento, possessivo, demonstrativo, indefinido e interrogativo.
  • Fonema e letra.
  • Encontro vocálico.
  • Silaba tônica.
  • Produção e reestruturação de textos.
  • Produção textual com uso de computador.
  • Jogos envolvendo as dificuldades ortográficas.
  • Cruzadinha silábica.
  • Separação silábica.

b) Matemática

- Números e Álgebra:

- Grandezas e Medidas:

- Geometria:

- Tratamento da Informação:

  • Leitura e escrita dos números.
  • Números pares e impares.
  • Ordem crescente e decrescente.
  • Antecessor e sucessor. Números ordinais.
  • Valor posicional.
  • Sistema de numeração decimal ( comparar com outros sistemas).
  • Reconhecimentos  de números naturais básicos e necessários às diferentes circunstancias do dia a dia.
  • Utilização de jogos de raciocínio lógico para melhor compreender os conteúdos  básicos e matemáticos.
  • Situação problema simples, descrita oralmente e apresentada de forma semi- concreta /material concreto, envolvendo as quatro operações( +,-,x,, adição com e sem reserva, subtração sem e com recurso, multiplicação e divisão por um ou mais algarismos, etc.
  • Aplicação correta das quatro operações.
  • Calendário (ex:: conta quantos dias até o seu aniversário, reconhece dias da semana, meses, estações do ano no calendário, etc.
  • Análise/ síntese visual,  auditiva e viso - motora / percepção:
  • Quebra- cabeça, dominó, jogo dos sete erros na sala mudando objetos, sequencia lógica, coordenação motora ( circuito, pular, imitar, espelho. Pular corda), sons e ritmos 9 rimas, sequencia de sons de batidas de palmas e pés), pizza maluca, hora de rush, lince, trilha, jogos no computador leitura e releitura de obras de arte, música, expressão corporal e sentimentos.
  • Habilidades Cognitivas, como:
  • Análise, sintetização, discriminação, generalização, fazendo associações e interpretação de dados- fatos – situações.
  • Raciocínio com lógica-  matemática.
  • Pensamento de forma hipotético e dedutiva.
  • Conceitualização  de números ( relação numeral mental).
  • Classificação, ordenação, Seriação.
  • Raciocínio aritmeticamente através do cálculo mental.

Plano de ação/ atividades

  • Será trabalhado atividades variadas utilizando como recursos o computador, material concreto ( jogos e impresso:
  • Relatos, opiniões, leitura e interpretação de diferentes tipos de textos, produção de frases e pequenos textos, utilizando elementos coesivos para articular palavras, frases, períodos e textos.
  • Cálculos matemáticos de adição com e sem reserva, subtração sem e com recurso, multiplicação por um ou mais algarismos.
  • Situação problema simples, descrita oralmente e apresentada de forma semio- concreta/ material concreto.
  • Criar situações problemas envolvendo as quatro operações (+,-,x.: ) através de gravuras de folhetos de mercados, lojas, etc.

  • Atenção:
  • Quebra – cabeça, tangran, jogo de ludo, dominó, trilhas, resta um, completar figurinhas, sequencia de cores, formas e tamanhos, jogo de sete erros, pega varetas, jogo de palavras e ordenação de frases, bingo envolvendo português e matemática, loteria do ‘”F ‘’ e “ V “, cruzadas, sudoku, enigmas, etc.
  • Conceituação:
  • Organizar conjuntos emparelhar objetos por semelhança, por equivalência de uso, conversar em grupos sobre gravuras, ler história e realizar debates sobre o tema, etc.
  • Raciocínio:
  • Solucionar quebra- cabeça, classificar objetos segundo determinados critérios, identificar relações de igualdade, semelhanças e diferenças, entre  objetos e situações, estabelecer anexos históricos causais, inventar histórias e jogos, etc.
  • Memória auditiva:
  • Repetir ideias principais de uma história, trecho lido, frase, etc.
  • Memória visual:
  • Compreender estímulos visuais, trabalhar com rótulos e logotipos, apresentar diferentes objetos, trabalhar com jogos de memória e de completar figuras.
  • Língua Portuguesa:
  • Linguagem receptiva e expressiva; leitura; escrita; interpretação de texto, etc.
  • Situações matemáticas:
  • Classificação, seriação e números, operações, resolução de situações problemas.
  • Cálculos matemáticos de adição com e sem reserva, subtração, sem e com recurso, multiplicação e divisão por um ou mais algarismos.
  • Situação problema simples, descrita oralmente e apresentada de forma semi – concreta / material concreto.
  • Criar situações problemas envolvendo as quatro operações (+,-,x,: ) através de gravuras de folhetos de mercados, lojas, etc.
  • Ordem crescente e decrescente.
  • Antecessor e sucessor.

1.2. Aspectos Sociais e Psicoafetivos:

Segundo o Relatório de Avaliação  Psicoeducacional  no Contexto Escolar, realizado pela professora Paloma Teixeira, o aluno não  demonstra interesse nas aulas, apresenta um péssimo comportamento, não aceita ser contrariado, se torna muitas vezes agressivo e debochado. Necessita ser estimulado pela professora na realização de qualquer atividade. Não  gosta de participar das atividades propostas pela escola.

2.Trabalho Colaborativo com os professores da Classe Comum:

O aluno  freqüenta  a SRM quatro vezes por semana com três horas aulas, num grupo de mais cinco alunos na Segunda, Terça, Quarta e Quinta.

A orientação ao trabalho colaborativo dos professores das diferentes disciplinas abrangerá:

  • Propor situações problema do cotidiano para que busque solução, propiciando sua independência e autonomia;
  • Posicionar o aluno na primeira carteira no centro da sala de aula, evitando ficar próximo as janelas e portas;
  • Facilitar atividades em grupos para ajudar no desenvolvimento sócio emocional;
  • Usar jogos e desafios para motivá-lo;
  • O professor deverá fazer a leitura de textos e avaliações de forma clara e ;
  • Avaliar o aluno pelo progresso individual e com base em suas capacidades e habilidades naturais;

  • Dar instruções e orientações curtas e simples que evitem confusões;
  • Caberá ao professor de cada disciplina dar dicas específicas de como o aluno pode aprender ou estudar os conteúdos administrados;
  • Elaborar provas com questões claras e diretas, reduzindo ao mínimo o número de questões como também fazê-las sem limite de tempo;
  • A flexibilização proposta para o trabalho na sala de aula do ensino comum, são organizadas através do trabalho colaborativo entre professores do ensino regular, pedagogo e professora da SRM, a fim de propiciar e reorganizar melhor condição do acesso ao currículo com vista na qualidade no ensino-aprendizagem.

A. Trabalho colaborativo em sala de aula:

I – ÁREA AFETIVO - EMOCIONAL

  • Com atividades voltadas para trabalhar as dificuldades apresentadas: distográfia e discalculia, bem como, no desenvolvimento sócio emocional (com jogos diversos, oportunizando trabalhos em grupos com linguagem direta e objetiva), encorajando-o a aprender de forma  independente.
  • Trabalhar a auto – estima do aluno, valorizando as atividades e elogiar  motivando.
  • Usar jogos e desafios para motivá- lo.
  • Mostrar limites de forma segura e tranquila sem entraer em atrito.
  • Proporcionar um ambiente de aprendizagem acolhedor.
  • Proporcionar trabalhos em grupos.

II – ÁREA COGNITIVA

  • Memória:
  • Lembrar o aluno em suas atividades e tempo escolar – as informações sobre entrega de trabalhos, tarefas e provas que devem ser escritas no caderno.
  • É conveniente, também, solicitar o aluno, que coloque data no caderno, em todas as aulas e em todas as disciplinas, para que a família possa acompanhar as atividades da filha.
  • Percepção e atenção:
  • Chamar a atenção do aluno para aquilo que é importante.
  • Professor, ao escrever no quadro, circule ou grife alguma informação que considere relevante.
  • Linguagem;
  • Ajudar o aluno a organizar sua expressão oral, fazendo perguntas como: quem? O que? Por que? Onde? Como?
  • Conceituação:
  • Utilizar metodologias que parte do concreto para o abstrato, do simples para o complexo.
  • Desenvolver métodos variados utilizando apelos sensoriais diferentes ( som, imagens, tato).

Nas avaliações:

  • Proporcionar ao aluno avaliações impressas com a linguagem acessível.
  • Proporcionar avaliações orais ( onde o professor realiza a leitura e seja o escriba).
  • Tempo diferenciado para a realização das atividades, bem como, das avaliações.
  • Equipe pedagógica
  • Monitorar a chegada e a saída do aluno da e4scola.
  • Manter contato periódico com a família do aluno, pessoalmente ou através de agenda / caderneta.
  • Refletor com os professores sobre as intervenções a serem implementadas para atender as necessidades da aluno.
  • Acompanhar os avanços e necessidades do processo de ensino – aprendizagem.

  • FAMÍLIA:
  • Manter contato periódico com a escola, fornecendo informações que colaborarão com o processo ensino – aprendizagem.
  • Co – responsabilizar – se com a aprendizagem do filho.
  • Trabalho Colaborativo entre Escola e Família: Trabalho Colaborativo entre

3. Trabalho colaborativo entre escola e família:

  • Buscar realizar um trabalho colaborativo que envolva família, escola e professores propiciando a troca de informações sobre o desempenho do aluno, tais como:
  • - Dar ciência a família/ responsável sobre a Proposta de Atendimento para o estudante;
  • - Assumir a responsabilidade com a frequência no apoio especializado;
  • - Promover reuniões com os pais ou responsável quando se fizer necessário;
  • - Manter os pais informados  quanto  ao processo  de    escolarização de seu filho;
  • - Realizar encaminhamentos externos à escola, quando se fizer necessário.

  • Compete a família:
  • Estimular o filho(a ) ao estudo;
  • Cobrar as tarefas nos cadernos realizadas em sala de aula;
  • Cultura de responsabilidade;
  • Acompanhamento dos estudos: trabalhos, avaliações e tarefas;
  • Manter  endereço e número de telefone atualizado na secretaria da escola;
  • Comparecer nas reuniões e sempre que solicitado;
  • Incentivar a participação das aulas práticas de Educação Física na quadra do bairro.

4.Trabalho Colaborativo com outros Profissionais:

A escola tem todo o suporte legal de funcionamento: Conselho  Escolar, Associação de Pais, Mestres e Funcionários, Grêmio Estudantil, Projeto Pedagógico, Regimento escolar. Tem como objetivo a construção de um ambiente educativo, acolhedor onde todos possam aprender, vivenciar valores como respeito, solidariedade, amizade, garantindo a construção de uma gestão escolar democrática, que compartilhe informações e decisões, visando a qualidade de ensino. Trabalhar em conjunto com as Equipes da Secretaria Municipal da Educação, núcleo Regional da Educação e Departamento da Educação Especial na avaliação objetiva dos resultados da sala de recursos (os critérios usados serão): o nível de progresso cognitivo na aprendizagem escolar, social e emocional

  • Parcerias:
  • Conselho Tutelar ;
  • Policia militar;
  • Conselho Tutelar;
  • Promotoria da Vara Infância e Adolescência.

V. PLANO DE AÇÃO

Para a elaboração do item V , o professor da SEM, preferencialmente junto com os professores das diferentes disciplina ( principalmente LP e M) e pedagogo, deverá selecionar os aspectos referentes ás Expectativas de aprendizagem ( LP e M ) propostas no planejamento dos professores do ensino comum, para o ano da matricula do estudante, com as devidas flexibilizações decorrentes das dificuldades do aluno, sendo registradas no livro de chamada.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.6 Kb)   pdf (99.5 Kb)   docx (18.9 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com