TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

BUMBANDO

Por:   •  20/11/2013  •  331 Palavras (2 Páginas)  •  88 Visualizações

Página 1 de 2

Relatório Parcial

O filme Ilha das Flores é baseado em fatos reais, acontecidos em Porto Alegre, que retrata um sistema de troca, onde o principal objetivo é o lucro.

Mostra a dura realidade enfrentada pelo ser humano mediante as consequências da bruta globalização da miséria. Onde muitos indigentes têm que disputar sua alimentação com os porcos. Observamos que o ser humano, apesar de ter a capacidade de raciocinar, não tem a mesma oportunidade, uns por comodidade outros por circunstâncias alheias as suas vontades.

Este filme retrata a desigualdade social que existe no mundo contemporâneo principalmente nos países subdesenvolvidos onde a ma distribuição de renda e a falta de oportunidade de educação gera bolsões de pobreza principalmente nas periferias dos centros urbanos, onde a violência aumenta cada dia.

Também retrata a realidade subumana do cidadão excluído neste país. Essa degradação humana é reflexo de uma política econômica e social perversa, imposta e estabelecida há décadas por aqui, que aniquila os sonhos e as perspectivas de uma vida decente dessas pessoas.

Ilha das Flores é um curta que nos remete a questionar a tamanha estupidez causada pela desigualdade social e que nos leva a um momento doloroso de reflexão acerca dos problemas causados pela "péssima" distribuição de renda e até a própria condição que nós mesmos nos colocamos numa sociedade altamente consumista.

Apesar do filme ser da década de 80, continua atual, mostrando a tamanha estupidez dos homens no mundo tão fragilizado, Como o próprio autor nos fala: "Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda".(Cecília Meirelles)

Só não entendo o porquê da frase "Deus não existe" no começo do documentário... Existem sim milhares de "ilhas das flores" espalhados pelo mundo, mas não é culpa de Deus e sim de nós mesmos.

É muito fácil usar essa desculpa de que "se Deus existisse não permitiria isso...” A culpa é nossa e nós é que temos que fazer algo. Tirar essa frase do início do documentário será o começo...

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.1 Kb)  
Continuar por mais 1 página »