TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Caso De Ensino De Marketing Social: Uma Parceria Entre A Administração Pública E Uma Empresa De Comunicação

Por:   •  7/10/2013  •  2.991 Palavras (12 Páginas)  •  518 Visualizações

Página 1 de 12

1. INTRODUÇÃO

Importantes mudanças podem ser observadas no cenário econômico do Brasil no que diz respeito ao mercado de trabalho. Dentre essas mudanças, destaca-se a participação feminina cada vez mais ativa e essencial. Apesar de ainda enfrentarem muitas dificuldades para sua inserção, permanência e ascensão no mercado trabalhista, as mulheres têm conquistado seu espaço de forma competente. A entrada das mulheres na força de trabalho constitui uma conquista, concretizada ao longo dos anos, fruto de intensas lutas e conscientização.

No entanto, muitos entraves ainda se colocam na atualidade para a entrada e permanência da mão de obra feminina. Nesse sentido, o assédio tanto moral quanto sexual tem se mostrado como obstáculo à concretização desse objetivo tão almejado pela classe feminina. Outros problemas também têm contribuído para tal, como o preconceito de gênero, a discrepância de salários, porém o assédio ainda destaca-se de forma imponente.

Há diversos motivos que levam a tal situação, muitos deles baseados, ainda, em conceitos machistas que, infelizmente, permeiam pela nossa sociedade, concebendo a figura feminina como frágil ou até mesmo incapaz de ocupar e permanecer em determinados cargos, como, por exemplo, os postos ou cargos públicos e políticos.

Nesse sentido, o presente estudo de caso propõe uma discussão sobre o tema assédio, sofrido por uma mulher negra que assume, provisoriamente, o cargo de chefia de uma repartição pública, tratando das relações raciais e de gênero existentes no ambiente de trabalho, fazendo alusão à diversidade cultural e profissional cada vez mais presentes no mercado de trabalho de modo geral.

2. DESENVOLVIMENTO

No estudo de caso são apresentados os seguintes personagens: Fernando, chefe titular da área de Orçamentos, Finanças e Controladoria do Departamento de Projetos do Ministério de Políticas Estratégicas, mostra-se comprometido com seu trabalho, demonstra ser uma pessoa íntegra, tem confiança no que faz. Carla é servidora Pública, com o curso de graduação e Especialização em perícia judicial de cálculo Trabalhista. Ela é mulata, é considerada uma pessoa de confiança de Fernando, capacitada e a mais antiga funcionária da repartição. Ricardo, o Promoter da Área de Orçamentos, informalmente eleito para organizar os eventos sociais internos e externos do setor que atua, mostra-se um homem brincalhão que gosta de contar piadas e apelidar colegas e possui um bom entrosamento com todos, sendo o mais recente membro da equipe.

Fernando, através de uma bateria de exames, descobre que está com um problema grave de saúde e se vê obrigado a afastar, temporariamente, de seu trabalho. Escolhe Carla para substituí-lo, ocupando o cargo de chefe titular por tempo determinado. É a mais antiga servidora da repartição e possui graduação que a qualifica e confere competência para assumir, mesmo que temporariamente, o cargo de chefia. Fernando mostra-se um chefe democrático e bem quisto pela equipe que lidera e Carla procura fazer o mesmo.

Durante o período em que Carla está como chefe do setor, Ricardo começa a assediá-la, ou seja, a cortejá-la, com mimos e elogios. A princípio mostra-se generoso e com empenho em ajudá-la no trabalho da repartição. Mas com o tempo, o que era gentileza torna-se assédio, uma vez que começa a causar constrangimentos à Carla, criando uma situação incômoda, principalmente para ela.

Não obtendo retorno com suas investidas, Ricardo começa a difamar Carla pelos corredores da repartição e para seus colegas, colocando sua competência e profissionalismo a dúvida. Com isso, Carla começa a se desestabilizar tanto emocional quanto profissionalmente.

2.1 Estilos de Liderança

Sabe-se que uma organização deve ter colaboradores motivados e comprometidos dispostos a contribuir com os objetivos da empresa, a fim de satisfazer o mercado cada vez mais exigente. Nesse sentido a liderança, ou seja, o líder tem papel importante uma vez que é ele quem coordena todas as ações de seus cooperadores, devendo saber lidar com as diferenças e dificuldades surgidas no dia a dia do trabalho. Assim, os líderes são de extrema importância para o desempenho e o crescimento da organização, dirigindo equipes para servirem ao bem comum. Carlzon (2005, p.43) descreve que:

Um líder não é escolhido porque sabe tudo e pode tomar qualquer decisão. É escolhido para reunir o conhecimento disponível e então criar os pré-requisitos para a realização do trabalho. Elabora os sistemas que lhe permitem delegar responsabilidade para as operações do dia-a-dia.

Existem muitos estilos de liderança, dentre eles destacam-se:

...

Baixar como (para membros premium)  txt (20 Kb)  
Continuar por mais 11 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com